Matérias » Estados Unidos

Bombshell: como duas mulheres abusadas sexualmente derrubaram uma das maiores figuras da TV americana

Filme O Escândalo, indicado ao Oscar 2020, reproduz como Roger Ailes teve um polêmico final de carreira ao ser processado por diferentes mulheres

Caio Tortamano Publicado em 13/01/2020, às 18h00

Gretchen Carlson (esq.) e Megyn Kelly (dir.)
Gretchen Carlson (esq.) e Megyn Kelly (dir.) - Wikimedia Commons

Trabalhando na produção do programa The Mike Douglas Show, Roger Ailes chamou atenção de um dos convidados do talk show por seu espírito visionário a respeito da comunicação e por seus conhecimentos na área. Richard Nixon se impressionou com o talento de Ailes, e o convidou para ser seu produtor executivo de televisão.

A campanha de Nixon em 1967 foi um sucesso. Como consequência, a carreira de Roger estava em outro patamar. Foi o início de uma passagem triunfante pela campanha política de outros candidatos a presidência, bem como de futuros mandatários ao cargo.

Em 1984, ele trabalhou na campanha de reeleição de Ronald Reagan, e três anos após ajudou George H. W. Bush nas primárias republicanas sendo eleito presidente em seguida. Em 1991, Ailes anunciou que deixaria a consultoria política e voltaria para os negócios televisivos.

A influência de Roger cresceu ao longo dos anos, a ponto dele assumir a presidência do grupo televisivo da Fox no ano de 2005.

Seu reino parecia intocável até 2014, quando o livro The Loudest Voice in the Room: How the Brilliant, Bombastic Roger Ailes Built Fox News - and Divided a Country escrito por Gabriel Sherman alegava que, durante a década de 80, o poderoso comunicador havia oferecido um aumento para um membro da produção se ela aceitasse ter relações sexuais com ele. Caos instaurado.

Roger Ailes / Crédito: Getty Images

 

Longe de ser um caso isolado, depois da primeira acusação outras várias denúncias começaram a surgir. A mais notória delas foi a da antiga âncora da Fox News, Gretchen Carlson, que formalizou uma denúncia de abuso sexual contra Ailes.  

De acordo com a jornalista, ela só saiu da emissora após diversas recusas dadas às investidas do presidente da emissora com Gretchen.

O presidente negou todas as acusações com a ajuda de seus advogados, no entanto, três dias depois, Sherman apresentou outras seis vítimas: duas eram denúncias públicas e quatro anônimas. Os representantes de Ailes soltaram uma nota em que diziam o seguinte:

“Torna-se claro que a Sra. Carlson e seu advogado estão tentando desesperadamente litigiar o caso na imprensa, porque não tem nenhum fundamento legal como argumentação. As últimas denúncias, todas de 30 a 50 anos, são falsas.”

A história inspirou o filme O Escândalo, indicado ao Oscar de Melhor Filme de 2020, que conta com elenco repleto de grandes atrizes, com Nicole Kidman no papel de Carlson e Charlize Teron como Megyn Kelly, outra âncora que teve um destino idêntico ao de Gretchen.

Na obra, Kelly detalhou como ocorreram os assédios com ela em 2006. Assim que Megyn ingressou a Fox News, Ailes realizou reuniões particulares ondediversas conotações sexuais ganhavam vida. Além disso, ele também tentou beijá-la diversas vezes em seu escritório.

Em 2016, quando as acusações de Carlson vieram à tona, a Fox pressionou Kelly para que defendesse Ailes, ao que ela negou com ênfase. As denúncias atingiram o canal em cheio, e os donos da emissora começaram a pressionar o conselho para que o presidente saísse e abrisse mão de seu contrato. Depois de sua renúncia, novas acusações foram feitas de dentro da própria companhia.

Desistindo da carreira televisiva, Roger Ailes trabalhou na campanha do republicano Donald Trump, onde o ajudou a se preparar para os debates. Ele acabou morrendo em 2017 após maiores complicações com a hemofilia, uma condição médica que desabilita o corpo em formar coágulos sanguíneos.


+Saiba mais sobre o livro que desencadeou as denúncias:

The Loudest Voice in the Room: How the Brilliant, Bombastic Roger Ailes Built Fox News--and Divided a Country, de Gabriel Sherman (2017) - https://amzn.to/2TneYU6

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.