Matérias » Personagem

O relacionamento secreto de Whitney Houston com uma mulher durante o auge de sua fama

Robyn Crawford cansou de ser questionada e assumiu relacionamento com a diva: "Eu fiz o máximo possível para ficar fora da mídia"

Wallacy Ferrari Publicado em 26/02/2020, às 12h00

Robyn Crawford (à esq.) junto a Whitney Houston (à dir.) durante premiação
Robyn Crawford (à esq.) junto a Whitney Houston (à dir.) durante premiação - Getty Images

Os relacionamentos conturbados de Whitney Houston sempre foram uma mancha em uma carreira repleta de prêmios e notoriedade: seu casamento com Bobby Brown durou entre 1992 até 2007, sendo marcado por agressões, abuso psicológico e consumo de drogas. Entretanto, com a ausência da figura do marido presente, Whitney se apoiou nas pessoas ao seu redor.

Seu amigo Eddie Murphy chegou a tentar impedir que o casamento prosseguisse na década de 1990; sua cabeleireira Tiffanie Dixon a acompanhou no seu quarto de hotel até o último dia de sua vida; porém, sua maior confidente sempre foi Robyn Crawford, assistente da diva durante o auge de seu estrelato. As duas se conheceram durante um acampamento de verão no ano de 1980, em New Jersey.

Acompanhando a cantora em diversos eventos, Robyn continuou a se encontrar com Whitney mesmo casada com Bobby Brown, como revelou em seu livro “A Song For You: My Life With Whitney Houston”, lançado no ano passado: “Não foi nada planejado, apenas aconteceu. E foi maravilhoso”.

Apesar de revelar em entrevistas que era bissexual, Whitney nunca foi vista tendo relações amorosas com outra mulher ou assumindo um relacionamento publicamente. Apesar da atração, Robyn afirmou no livro que encerrou a relação física para evitar que isso reverberasse de maneira negativa na imagem da cantora.

Robyn Crawford promovendo o livro em uma estação de rádio norte-americana - Getty Images

 

Robyn é jornalista e personal trainer e não tinha interesse em revelar a história, mas começou a ser constantemente questionada após dois documentários sobre Whitney — Whitney: I Can Be Me e Whitney, este produzido pela família de da cantora — que a citam como uma possível amante: “Eu fiz o máximo possível para ficar fora da mídia, mas é meu dever defender a honra de minha amiga e esclarecer as muitas coisas erradas que têm sido ditas”.

Ela explica que o relacionamento físico durou dois anos e se estendeu apenas para o lado profissional, mas sem perder o amor e respeito de ambos os lados. “Ela disse que, se as pessoas descobrissem sobre nós, usariam isso contra nós, e nos anos oitenta foi assim que se sentiu", acrescentou Crawford em entrevista ao Business Insider.

Após seu afastamento de Whitney, quando a mesma dispensou Robyn, em 2000, a assistente tentou se reaproximar da cantora após saber que a mesma estava se drogando de maneira violenta, especialmente com o crack: “Não importa o quanto falamos sobre os males do vício, mas ela continuou usando drogas”.


++Saiba mais sobre Whitney Houston nos links abaixo:

Whitney Houston - A Espetacular e o Trágico Declínio da Mulher Cuja Voz Inspirou uma Geração, Mark Bego, 2014 - https://amzn.to/2ULdIux

A Song for You: My Life with Whitney Houston, por Robyn Crawford (2019) - https://amzn.to/32xNuhg

Whitney Houston: I Will Always Love You, por Dhirubhai Patel (2017) - https://amzn.to/2waURPe

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.