Matérias » Inglaterra

Sam Bartram, o goleiro que foi esquecido em campo durante uma partida

Uma forte neblina fez com que o jogador do Charlton Athletic não percebesse que era o único jogando

Caio Tortamano Publicado em 09/01/2020, às 08h00

Campo de futebol vazio e nublado
Campo de futebol vazio e nublado - Getty Images

A partida era Chelsea e Charlton, no Stamford Bridge —casa do Chelsea— válida pelo campeonato inglês de 1937 em plena tarde de natal.

Mesmo com a pesada neblina da cidade de Londres, a partida ocorreu normalmente até os 16 minutos do segundo tempo, quando a névoa mal permitia que os atletas jogassem e o confronto foi interrompido. Descendo para os seus respectivos vestiários, tanto jogadores do Chelsea como os do Charlton se esqueceram de chamar o goleiro Sam Bartram, que estava na meta do time visitante.

Com a repentina mudança no clima, que deixou o gramado totalmente coberto por uma drástica neblina, Sam não percebeu a ausência de jogadores em campo, e teve que esperar um policial se compadecer do arqueiro para avisá-lo de que somente ele permanceia em campo.

Sam Bartram / Crédito: Getty Images

 

A essa altura, Bartram já era motivo de piada no estádio, ficando aproximadamente 15 minutos sozinho pronto para uma possível defesa que não iria acontecer.

Porém, engana-se quem pensa que a torcida do Charlton somente associa o goleiro a esse episódio. O incidente com a névoa não é nada se comparado a tudo que ele realizou no futebol. Sendo considerado um dos melhores jogadores de sua época, Sam é, atualmente, um dos maiores ídolos do clube da terceira divisão inglesa.

Faleceu em 1981, aos 67 anos, e em homenagem ao seu trabalho ganhou uma estátua em frente ao estádio do Charlton, lugar conhecido como The Valley.

Estátua do goleiro na frente do estádio do time / Crédito: Getty Images

 

Tendo atuado pelo Charlton Athletic de 1934 até 1956, ele participou do vice-campeonato do time no campeonato inglês do ano de 1937, segundo maior feito da equipe, que foi campeã da Copa da Inglaterra em 1947.


+Saiba mais sobre a história do futebol através de grandes obras

Escola brasileira de futebol, Paulo Vinicius Coelho (2018)

link: https://amzn.to/36yJsX6

A pirâmide invertida: A história da tática no futebol, Jonathan Wilson (2015)

link: https://amzn.to/2sPz6DF

A História Do Futebol Para Quem Tem Pressa, Márcio Trevisan (2019)

link: https://amzn.to/36DEmJc

Como o futebol explica o mundo: Um olhar inesperado sobre a globalização (2005)

link: https://amzn.to/2N7qSgN

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.