Matérias » Crimes

De herdeira milionária à guerrilheira marxista: o polêmico sequestro de Patricia Hearst

A neta de um grande magnata estadunidense foi protagonista de uma bizarra reviravolta ao converter-se ao movimento que a havia sequestrado

Isabela Barreiros Publicado em 21/04/2020, às 10h00

Patty Hearst, a herdeira milionária que virou guerrilheira
Patty Hearst, a herdeira milionária que virou guerrilheira - Getty Images

Os Estados Unidos pararam em 1974 quando a neta do magnata da imprensa do país, William Randolph Hearst, Patricia Hearst, foi sequestrada pela guerrilha marxista Exército Simbiótico de Libertação (SLA). O evento acabou por se tornar uma grande reviravolta — a jovem, que antes era uma herdeira milionária, acabou por se converter ao grupo e tornar-se uma de suas combatentes.

Patty Hearst praticava ações filantrópicas devido à grande fortuna de sua família. Seu avô William já até mesmo foi inspiração para uma das mais importantes obras cinematográficas dos Estados Unidos, Cidadão Kane, de Orson Welles, que narra a história do magnata da imprensa Charles Foster Kane.

No entanto, não é por esse fato que ela é lembrada nos dias de hoje. Em 1974, sua história foi alvo de uma reviravolta, e ela deixou de lado o título com o qual estava acostumada em toda sua vida. Passou de milionária filantropa à guerrilheira em um ano e meio.

Crédito: Getty Images

 

Aos seus 19 anos, Patty frequentava a Universidade de Berkeley, na Califórnia, e dividia um apartamento com seu namorado próximo ao campus. A situação, porém, estava prestes a mudar quando a jovem teve uma arma apontada para sua cabeça em sua residência, e foi posteriormente protagonista de um notável sequestro.

O grupo guerrilheiro prendeu a filha do magnata em uma tentativa de derrubar a "ditadura corporativa” do então presidente dos Estados Unidos Richard Nixon, considerando a importante família uma “classe superfascista” que comandava o país.

O Exército Simbiótico de Libertação tinha uma formação marxista inspirada nos movimentos de esquerda que aconteceram na América Latina. Por essa influência, quando Patty se uniu à organização, ela passou a adotar o nome de Tania, guerrilheira que acompanhou Che Guevara em sua luta na Bolívia.

Foi no dia 3 de abril de 1974 que a história virou.  Em uma gravação feita à imprensa estadunidense, a jovem alegou que havia se juntado ao SLA, e que agora seria chamada de Tania. Em espanhol, a nova combatente ainda disse "pátria ou morte. Venceremos", causando uma enorme confusão na mente daqueles que torciam para que ela fosse libertada pelo grupo.

Em apenas dez dias, ela passou a participar ativamente do grupo. Os membros organizaram um assalto a um banco em São Francisco, onde ela acabou sendo fotografada pelas câmeras do estabelecimento, gerando uma das mais icônicas fotos dos anos 70, na qual ela é vista segurando uma arma. A ação ainda acabou por ferir duas pessoas.

Crédito: Getty Images

 

Ela ainda se envolveu em outra operação da SLA. Em 16 de maio de 1974, Patty esteve ativa em um tiroteio durante uma tentativa de assalto a uma loja em Los Angeles organizada pelo grupo. Assim, a polícia norte-americana parou de chama-la de “vítima de sequestro” — agora ela era uma criminosa procurada nacionalmente pelas autoridades.

Por consequência disso, ela foi acusada e julgada no que foi chamado pela imprensa como o “julgamento do século”. Pelo assalto ao banco Hibernia, ela foi condenada a sete anos de prisão, mesmo que sua defesa tenha alegado que a jovem sofria com Síndrome de Estocolmo.

Crédito: Getty Images

 

Em 1979, o presidente Jimmy Carter diminuiu sua pena e Patty cumpriu apenas dois anos em regime fechado. Já em 2001, outro estadista ainda se envolveu no caso. O político Bill Clinton foi responsável por conceder à herdeira milionária o perdão completo por seus crimes cometidos como guerrilheira.


+ Saiba mais sobre o caso de Patty Hearts por meio das obras disponíveis na Amazon:

American Heiress: The Wild Saga of the Kidnapping, Crimes and Trial of Patty Hearst (English Edition), Jeffrey Toobin (2016), eBook - https://amzn.to/351Mwet

American Heiress: The Kidnapping, Crimes and Trial of Patty Hearst (English Edition), Jeffrey Toobin (2017) - https://amzn.to/2KlJwQk

Patty Hearst & The Twinkie Murders: A Tale of Two Trials (Outspoken Authors Book 14) (English Edition), Paul Krassner (2014), eBook - https://amzn.to/2RSIAap

Summary and Analysis of American Heiress: The Wild Saga of the Kidnapping, Crimes and Trial of Patty Hearst: Based on the Book by Jeffrey Toobin (English Edition) (2016), eBook - https://amzn.to/2wTmKw6

Revolution's End: The Patty Hearst Kidnapping, Mind Control, and the Secret History of Donald DeFreeze and the SLA, Brad Schreiber (2016) - https://amzn.to/2VKSdZH

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W