Matérias » Personagem

O controverso sequestro de Patricia Hearst, que foi de herdeira milionária à guerrilheira comunista

Os Estados Unidos pararam quando a neta de um grande magnata de imprensa passou a compactuar com a ideologia marxista do mesmo grupo que a havia sequestrado

Isabela Barreiros Publicado em 06/01/2021, às 10h00

Patty Hearst, a herdeira milionária que virou guerrilheira
Patty Hearst, a herdeira milionária que virou guerrilheira - Getty Images

O ano era 1974. A neta de William Randolph Hearst, um dos maiores magnatas da imprensa dos Estados Unidos, Patricia Hearst, praticava ações filantrópicas a partir da fortuna de sua família e tinha uma vida comum para uma milionária. Até quando sua história teve uma reviravolta.

Naquele ano, Patricia foi sequestrada pela guerrilha marxista Exército Simbiótico de Libertação (SLA), parando os Estados Unidos, que estava em completo choque. Mas mais que isso: durante esse período, ela mesma acabou por se converter ao grupo e tornar-se uma de suas combatentes.

A americana foi de milionária filantropa à guerrilheira em apenas um ano e meio. Ela era muito conhecida em seu país natal: seu avô William já até mesmo foi inspiração para uma das mais importantes obras cinematográficas dos Estados Unidos, Cidadão Kane, de Orson Welles, que narra a história do magnata da imprensa Charles Foster Kane. Isso tudo, porém, não importava mais a ela.

Patty Hearst / Crédito: Divulgação - Youtube/CNN

 

Aos seus 19 anos, Patty frequentava a Universidade de Berkeley, na Califórnia, e dividia um apartamento com seu namorado próximo ao campus. A situação, porém, estava prestes a mudar quando a jovem teve uma arma apontada para sua cabeça em sua residência, e foi posteriormente protagonista de um notável sequestro.

O grupo guerrilheiro prendeu a filha do magnata em uma tentativa de derrubar a "ditadura corporativa” do então presidente dos Estados Unidos Richard Nixon, considerando a importante família uma “classe superfascista” que comandava o país.

O Exército Simbiótico de Libertação tinha uma formação marxista inspirada nos movimentos de esquerda que aconteceram na América Latina. Por essa influência, quando Patty se uniu à organização, ela passou a adotar o nome de Tania, guerrilheira que acompanhou Che Guevara em sua luta na Bolívia.

Reviravolta

Crédito: Divulgação - Youtube/CNN

 

Foi no dia 3 de abril de 1974 que a história virou.  Em uma gravação feita à imprensa estadunidense, a jovem alegou que havia se juntado ao SLA, e que agora seria chamada de Tania. Em espanhol, a nova combatente ainda disse "pátria ou morte. Venceremos", causando uma enorme confusão na mente daqueles que torciam para que ela fosse libertada pelo grupo.

Em apenas dez dias, ela passou a participar ativamente do grupo. Os membros organizaram um assalto a um banco em São Francisco, onde ela acabou sendo fotografada pelas câmeras do estabelecimento, gerando uma das mais icônicas fotos dos anos 70, na qual ela é vista segurando uma arma. A ação ainda acabou por ferir duas pessoas.

Ela ainda se envolveu em outra operação da SLA. Em 16 de maio de 1974, Patty esteve ativa em um tiroteio durante uma tentativa de assalto a uma loja em Los Angeles organizada pelo grupo. Assim, a polícia norte-americana parou de chama-la de “vítima de sequestro” — agora ela era uma criminosa procurada nacionalmente pelas autoridades.

Crédito: Getty Images

 

Por consequência disso, ela foi acusada e julgada no que foi chamado pela imprensa como o “julgamento do século”. Pelo assalto ao banco Hibernia, ela foi condenada a sete anos de prisão, mesmo que sua defesa tenha alegado que a jovem sofria com Síndrome de Estocolmo.

Em 1979, o presidente Jimmy Carter diminuiu sua pena e Patty cumpriu apenas dois anos em regime fechado. Já em 2001, outro estadista ainda se envolveu no caso. O político Bill Clinton foi responsável por conceder à herdeira milionária o perdão completo por seus crimes cometidos como guerrilheira.


+ Saiba mais sobre o caso de Patty Hearts por meio das obras disponíveis na Amazon:

American Heiress: The Wild Saga of the Kidnapping, Crimes and Trial of Patty Hearst (English Edition), Jeffrey Toobin (2016), eBook - https://amzn.to/351Mwet

American Heiress: The Kidnapping, Crimes and Trial of Patty Hearst (English Edition), Jeffrey Toobin (2017) - https://amzn.to/2KlJwQk

Patty Hearst & The Twinkie Murders: A Tale of Two Trials (Outspoken Authors Book 14) (English Edition), Paul Krassner (2014), eBook - https://amzn.to/2RSIAap

Summary and Analysis of American Heiress: The Wild Saga of the Kidnapping, Crimes and Trial of Patty Hearst: Based on the Book by Jeffrey Toobin (English Edition) (2016), eBook - https://amzn.to/2wTmKw6

Revolution's End: The Patty Hearst Kidnapping, Mind Control, and the Secret History of Donald DeFreeze and the SLA, Brad Schreiber (2016) - https://amzn.to/2VKSdZH

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W