Matérias » Personagem

Bobby Leach, o homem que sobreviveu as cataratas do Niágara e morreu em um incidente peculiar

O homem conseguiu o incrível feito em 25 de julho de 1911, mas perdeu a vida ao escorregar em uma casca de laranja

Fabio Previdelli Publicado em 31/07/2020, às 09h00

Bobby Leach usou um barril de metal para descer as Cataratas
Bobby Leach usou um barril de metal para descer as Cataratas - Wikimedia Commons

Há um ditado popular que diz que “a única certeza da vida é a morte”, por isso, não há nada que você possa fazer além de aproveitar a vida ao máximo. E foi este pensamento que esteve presente durante toda a história de Bobby Leach, a segunda pessoa a descer as Cataratas do Niágara em um barril.

A tarefa não era nada fácil, afinal, Bobby teria que enfrentar o conjunto das três maiores quedas d’água da América do Norte — vale lembrar que a Catarata da Ferradura, a principal entre elas, chega a 73 metros de altura.

Mas isso não impediu o velho aventureiro de 53 anos, que no dia 25 de julho de 1911, entrou em um barril de aço de 2.4 metros de comprimento e seguiu seu trajeto acompanhando o fluxo da água.

Bobby Leach foi o primeiro homem a descer as Cataratas do Niágara / Crédito: Creative Commons

 

O que parecia impossível, aconteceu. Neste dia, o artista circense se tornou o primeiro homem a realizar tal feito. Leach foi o primeiro homem a concluir a missão, mas não a primeira pessoa — 10 anos antes, em 1901, Annie Taylor consagrou-se como a pioneira da proeza.

Entre o salto e o resgate, Bobby teve que esperar intermináveis 22 minutos. Apesar do sucesso, ele fraturou os dois joelhos, a mandíbula e também teve algumas escoriações, passando seis meses no hospital.

Passa o período de recuperação, Bobby passou a se vangloriar pelo êxito e até usou a façanha para ganhar dinheiro. Durante quase uma década, ele fez turnês pelos Estados Unidos, Canadá e Inglaterra, contando como conseguiu descer as cataratas do Niágara. Sempre mostrando a todos fotos ao lado do barril amassado.

Em 1920, Bobby retornou à região das cataratas e abriu um salão de sinuca no local. A proximidade com o local fez ele sonhar em nadar nas corredeiras espumantes do Niágara, mas o auge dos seus sessenta anos fez com que não tivesse sucesso desta vez, tendo que ser resgatado por uma equipe de segurança.

Seis anos depois, o aventureiro parti rumo a Nova Zelândia para mais uma turnê. No entanto, mal sabia ele que aquela seria sua última viagem. E, desta vez, não aprontou nada que colocasse sua vida em risco.

Depois de uma de suas palestras, já retornando a caminho do hotel, Bobby escorrega em uma casa de laranja e machuca sua perna. O ferimento não foi tratado da maneira adequada e a lesão logo evoluiu para uma gangrena. Leach teve que ter sua perna amputada.

A lápide de Bobby Leach / Crédito: Wikimedia Commons

 

Porém, ele jamais se recuperou do ferimento. Dois meses depois, em virtude de complicações do ínfimo acidente, Bobby Leach morreu no dia 26 de abril de 1926, aos 68 anos.


+Saiba mais sobre o tema através das obras disponíveis na Amazon 

Wicked Niagara: The Sinister Side of the Niagara Frontier (English Edition) - https://amzn.to/2Znc3Mk

Where Is Niagara Falls? - https://amzn.to/2ZjRRuJ

Niagara Falls in World War II - https://amzn.to/2QfPVPN

Frommer's EasyGuide to Toronto, Niagara and the Wine Country - https://amzn.to/35WnsF9

Until Niagara Falls - https://amzn.to/2EO94Tk

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W