Matérias » Entretenimento

Irmã das gêmeas Olsen: a ascensão de Elizabeth, estrela de WandaVision

A atriz norte-americana alcançou o estrelato depois das irmãs gêmeas mais famosas de Hollywood

Larissa Lopes, com supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 23/01/2021, às 11h00

Wanda Maximoff em 'WandaVision', série do Disney+.
Wanda Maximoff em 'WandaVision', série do Disney+. - Divulgação/Marvel

A atriz Elizabeth Olsen, 31, estrela da nova aposta do Disney+ “WandaVision”, cresceu ofuscada pelas irmãs Mary-Kate e Ashley, que conquistaram o público interpretando a pequena Michelle na série de TV “Três é Demais” - lançada em 1987.

Elizabeth já era conhecida por interpretar Wanda Maximoff, ou Feiticeira Escarlate, no universo da Marvel. Contudo, foi após a série WandaVision, seu mais recente trabalho, que a atriz brilhou e saiu da sombra de suas irmãs. É assim que a norte-americana pode se consagrar como estrela da Marvel e consequentemente de Hollywood.

Elizabeth Olsen em WandaVision. Foto: Divulgação/Disney+

 

Enquanto as irmãs já trabalhavam desde os nove meses de vida, Elizabeth começou a atuar aos quatro anos participando de seis das produções de Mary-Kate e Ashley. Em entrevista ao programa The Jess Cagle Show, Elizabeth contou que desde sempre se inspirou nas irmãs: “Eu ainda tenho vontade de vestir todas as roupas que elas usavam e usam. Eu quero os casacos, os sapatos, os vestidos... Nunca perdi isso, nunca deixei de vê-las como espelho”.

Mary-Kate, Ashley e Elizabeth Olsen em foto de infância. Foto: Divulgação/Twitter.

 

Saúde conturbada 

Em 2004, Mary-Kate anunciou que havia iniciado o tratamento para anorexia nervosa - distúrbio alimentar -, de acordo com o jornal USA Today. Antes do diagnóstico, Mary teria abandonado a universidade e passado a fumar e beber, o que levou à perda de peso em excesso e num curto período. 

No mesmo ano, as gêmeas decidiram se dedicar à indústria da moda e deixar as atuações de lado. Aos 18 anos, Mary-Kate e Ashley se tornaram co-presidentes da Dualstar - produtora de moda e entretenimento.

Já no ano seguinte, em 2005, segundo o Blasting News Brasil, surgiram boatos de que Ashley estava com a doença de Lyme, infecção transmitida por carrapato que tem sintomas semelhantes aos da gripe. Em alguns casos, a doença pode até ser confundida com depressão, em função do estado em que a pessoa fica.

Com o conturbado estado de saúde, as gêmeas anunciaram oficialmente a “aposentadoria” como atrizes em março de 2012. Elas disseram que se concentrariam na indústria da moda e estavam seguras de não querer voltar às telinhas.

Ashley e Mary-Kate Olsen viraram piada na Internet quando apareceram no 'Met Gala 2017' muito diferentes. Foto: Divulgação/Twitter.

 

A ascensão 

Em paralelo, foi só no ano de 2011 que Elizabeth teve seu primeiro papel solo - sem as irmãs -, em que estrelou o drama independente Martha Marcy May Marlene, e garantiu a indicação ao Critics 'Choice Movie Award de Melhor Atriz.

A partir daí, a carreira de Olsen só cresceu. Ela alcançou maior reconhecimento ao entrar para o universo cinematográfico da Marvel, atuando como Feiticeira Escarlate (Wanda) nos filmes Vingadores: Era de Ultron (2015), Capitão América: Guerra Civil (2016), Vingadores: Guerra Infinita (2018) e Vingadores: Ultimato (2019)

Agora com uma série só dela, Wanda tem a vida ideal - para um casal - com o personagem Visão, interpretado por Paul Bettany. A série WandaVision é a primeira da Marvel produzida pela Disney, e mistura a receita de sitcoms famosas com a ação comum aos filmes de heróis.

O primeiro episódio da série, todo em preto e branco, foi gravado em estúdio com uma plateia acompanhando e reagindo às cenas. Elizabeth Olsen contou ao Fantástico, programa da Rede Globo, como foi divertido rodar a série: “Foi o sonho de qualquer ator. Desafiador e, ao mesmo tempo, tão divertido! A gente ria o tempo todo”.

O diretor Matt Shakman disse que espera atrair não só os fãs do universo da Marvel, mas também pais e avós, já que a série assumiu um clima leve e descontraído ao adicionar toques de comédia. 


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Guerras Secretas. Edição Especial, de Jim Shooter (2019) - https://amzn.to/34RG7Cz

Box Marvel Guerra Civil: Guerras secretas, de Alex Irvine e Stuart Moore (2016) - https://amzn.to/2ImvIYe

A História Do Universo Marvel, de Mark Waid (2020) - https://amzn.to/3j07C2d

Hulk Contra o Mundo, de Greg Pak (2018) - https://amzn.to/33QZqwD

O Espetacular Homem-aranha Vol.3, de J. Michael Straczynski (2020) - https://amzn.to/3iQMAmk

Homem de Ferro. O Futuro, de Matt Fraction (2019) - https://amzn.to/3iPxIEP

X-men: A Segunda Gênese, de Chris Claremont (2019) - https://amzn.to/33QcsdI

Biblioteca Histórica Marvel. O Surfista Prateado - Volume 1, de Stan Lee (2018) - https://amzn.to/2GHrjyI

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W