Matérias » Ditadura Militar

Censura à imprensa: durante a ditadura, repórter foi agredido ao vivo por um general

Newton Cruz foi responsável por atacar o radialista Honório Dantas, enquanto o jornalista exercia a profissão. Confira o vídeo!

Isabela Barreiros Publicado em 25/08/2020, às 14h06

General Newton Cruz durante coletiva de imprensa
General Newton Cruz durante coletiva de imprensa - Divulgação / Youtube / Victor Rotciv

Quando a proposta de Emenda Constitucional Dante de Oliveira não foi aprovada, em 1983, o Brasil viu-se frustrado e desesperançoso com o futuro da democracia no país. A lei tinha como objetivo reinstaurar, finalmente, novas eleições diretas para presidente, visto que isso não acontecia há quase 20 anos. Mas a não aprovação da reforma também trouxe outras consequências drásticas.

O general Newton Cruz, em 17 de dezembro de 1983, convocou uma coletiva de imprensa que seria realizada no intuito de “prestar contas à nação”. Inúmeras cidades brasileiras estavam em Estado de sítio na época, desde 19 de outubro daquele ano. Na capital, as medidas de emergência estavam sendo sentidas de forma ainda mais dura.

Logo no começo do evento, o militar já começava a ofender jornalistas, acusando a imprensa nacional de noticiar mentiras em seus veículos diários. Também contestou o teor das publicações, alegando que os correspondentes de Brasília agiam de má-fé perante os governantes. O clima do local não melhorou, permanecendo em tom denunciante todo o tempo. Mas a situação ainda iria piorar.

General Newton Cruz, que participou ativamente da ditadura militar brasileira / Crédito: Wikimedia Commons

 

Foi quando Honório Dantas, jornalista da Rádio Planalto, fez uma pergunta que irritou o general. Questionado a respeito da falta de democracia no país pelo radialista, Cruz respondeu: “democracia é cumprir a lei”.

O gravador muito próximo ao seu rosto também incomodou o general. Irritado, pediu para falar enquanto Dantas o interpelava novamente. O jornalista respondeu: “pode falar General”. E ouviu como resposta: “cale a boca, deixa eu falar e desligue essa droga”.

Foi nesse momento que o repórter resolveu provocar ainda mais o general já enfurecido. Ele havia desligado o gravador durante sua fala, confrontando-o ainda mais. Mas para finalizar, ligou-o novamente e disse: “de minha parte, depois de ser empurrado pelo general Newton Cruz, me sinto muito honrado”.

Cena do insólito episódio da agressão contra o jornalista / Crédito: Divulgação / Youtube / Victor Rotciv

 

Quando o radialista havia falado a cínica frase, o militar já havia deixado a coletiva. Porém, ao ouvi-lo, retornou mais agressivo do que nunca. A intimidação deixou de ser apenas em palavras e tornou-se uma agressão física, em pleno ao vivo da TV. Alguns colegas do oficial tentaram tampar as lentes das câmeras que registravam o insólito momento.

Newton Cruz fez uma chave de braço em Honório Dantas. Com o intuito de humilhá-lo, fez com que o jornalista pedisse desculpas. "Peça desculpas, moleque", obrigou-o a dizer. Dantas, sem escolhas, obedeceu, pedindo desculpas ao seu agressor. Mas ele não estava satisfeito: "não é assim. Diga eu peço desculpas", ameaçou novamente.

O episódio se tornou uma das maiores representações da repressão à imprensa durante a ditadura militar. Não se sentindo acuado nem pela presença de câmeras que gravavam ao vivo, o general agrediu e ameaçou um jornalista em plena coletiva de imprensa.


+Confira o vídeo do insólito momento.


+Saiba mais sobre a ditadura militar no Brasil por meio de obras disponíveis na Amazon:

A Ditadura Envergonhada, de Elio Gaspari (2015) - https://amzn.to/3b1gql8

Liberdade vigiada: As relações entre a ditadura militar brasileira e o governo francês, de Paulo César Gomes (2019) - https://amzn.to/2Rta71U

Cativeiro sem fim: as Histórias dos Bebês, Crianças e Adolescentes Sequestrados Pela Ditadura Militar no Brasil, de Eduardo Reina (2019) - https://amzn.to/2JUI6vZ

O Elo Perdido. O Brasil nos Arquivos do Serviço Secreto Comunista, de Mauro Kraenski e Vladimir Petrilak (2017) - https://amzn.to/2V0wCh2

Ditadura à brasileira: 1964-1985 a democracia golpeada à esquerda e à direita, de Marco Antonio Villa (2014) - https://amzn.to/2V0Apuy

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W