Matérias » Personagem

Kim Kardashian: do vazamento de sex tape ao 'anonimato'

A influenciadora tem chamado atenção de internautas diante de peças nada convencionais

Redação Publicado em 18/09/2021, às 11h00

A influenciadora durante o tradicional Met Gala (2021)
A influenciadora durante o tradicional Met Gala (2021) - Getty Images

Em 2007, o vazamento de um vídeo caseiro adulto se tornou um dos maiores escândalos de Hollywood. Na gravação de 2002, a jovem Kim Kardashian aparecia ao lado de Willie Ray J Norwood, hoje ex-namorado. Os dois comemoravam o aniversário da atual empresária.

A filha da Kris Jenner com famoso advogado Robert Kardashian, rapidamente se tornou um dos nomes mais instigantes do país numa época onde o TikTok ainda não existia.

Criando o 'clã Kardashian', que durante anos roubou a atenção dos norte-americanos através de um reality show, protagonizou outros momentos escandalosos.

Getty Images

 

Em junho deste ano, durante entrevista para o Andy Cohen, a jovem influenciadora foi questionada se acreditava que o programa teria tido a mesma relevância sem o vazamento do vídeo. "Olhando para trás, provavelmente não", afirmou Kim.

Com o fim do programa neste ano, se engana quem ainda imagina que Kim Kardashian se resume apenas ao reality show.

Influência para o bem

Hoje estudante de direito, ela chegou a ser convidada por Donald Trump, ex-presidente dos EUA, para uma conversa sobre a situação dos presidiários dos EUA no que se refere a programas que promovem reinserção não só na sociedade, mas também no mercado de trabalho.

A filha do falecido Robert chegou a conversar também com governadores e legisladores sobre o tema e também pagou custos que envolvem processos movidos por pessoas que tentam sair da cadeia.

A jovem de origem armênia também se tornou uma das celebridades que lutam atualmente para que as pessoas reconheçam e não esqueçam os horrores do genocídio que massacrou o povo armênio.

"Mesmo que nada possa trazer de volta os armênios assassinados, eu espero que suas famílias agora tenham um sentimento de paz", disse Kim Kardashian no ano passado através de uma publicação em sua conta oficial do Instagram em abril, mês que marcou os 106 anos do fatal episódio.

 “Eu vou continuar honrando e me lembrando daqueles que perdemos, todos os anos neste dia, mas agora com a esperança que, com o reconhecimento, nunca mais permitiremos que atrocidades do passado se repitam”.

O estilo excêntrico

No mesmo ano, o membro do clã Kardashian voltou a fazer barulho nas redes sociais, contudo, em um cenário diferente. Isso porque internautas não deixaram de notar as excêntricas roupas que a filha de Kris tem usado.

Getty Images

 

Ao marcar presença no tradicional Met Gala, ocorrido nos EUA, Kim rapidamente se tornou um dos nomes mais comentados do evento. Antes de subir as escadas do Museu Metropolitano de Nova York, a influenciadora chamou atenção ao posar para fotógrafos com um look preto da marca Balenciaga.

Cobrindo totalmente o rosto com uma máscara da mesma cor, a Kardashian viralizou nas redes sociais. Ela entrou no evento ao lado do diretor criativo da Balenciaga, Demna Gvasalia.

Da cabeça aos pés

O Page Six, com relatos de uma fonte, repercute quais seriam as intenções da artista. O relato anônimo explica que ela tinha como objetivo realizar um "manifesto fashion e marcar uma nova subcultura".

Getty Images

 

"Não tem logo e nem rosto, mas todo mundo sabe que é ela", explicou a fonte. Kim também chegou a comentar sobre a escolha da peça para o evento que reúne estrelas anualmente.

 "O que é mais norte-americano do que uma camiseta da cabeça aos pés?", escreveu ela nas redes sociais.

Foi inclusive o rapper Kanye West, seu ex-marido, que influenciou a roupa nada convencional. Acontece que a peça responsável por criar o aspecto quase que macabro, tem sido utilizada pelo artista na divulgação de Donda, seu novo álbum.

Durante audições realizadas antes do lançamento, por exemplo, Kim enlouqueceu o público ao aparecer com um vestido de noiva da marca.