Matérias » Mundo

Lennon chamando Elvis de 'gordo' e intimidade de Monroe: Veja listas de nomes históricos

No livro “Listas Extraordinárias”, Shaun Usher expõe regras de Einstein para sua mulher e os erros sociais de Gandhi

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/03/2022, às 08h00

Albert Einstein, Kurt Cobain e Mahatma Gandhi
Albert Einstein, Kurt Cobain e Mahatma Gandhi - Wikimedia Commons / Domínio Público e Julia Cramer

De uma lista em que o pai de Charles Darwin organizou as razões pela qual seu filho não deveria ir na viagem que mudaria a ciência para sempre, o pesquisador e autor Shaun Usher teve a ideia para seu mais novo livro: “Listas Extraordinárias”, que vem logo depois de “Cartas Extraordinárias”.

O livro, que é um compilado de 125 listas, com diversas escritas por grandes personalidades históricas, foi resultado de uma intensa pesquisa por parte do autor inglês, que resgatou inúmeros arquivos e documentos.

Seu esforço foi para encontrar essas formas de registro, muitas das quais nos informam sobre períodos e episódios importantes.

Shaun Usher inicia o livro com uma explicação de seu interesse por essas listas. Opinando que são criadas "para ter a certeza de que as coisas estão sendo constantemente organizadas, classificadas, priorizadas e atualizadas", o autor destaca também sua importância.

A vida sem elas seria caótica: nem uma lista de afazeres, de compras, de desejos, um dicionário, uma lista de favoritos, previsões, uma caderneta de endereços, seria um mundo repleto de coisas confusas, sem propósito, sem identidade coletiva", escreveu.

Dentre as listas presentes em “Listas Extraordinárias”, Usher revela uma escrita por Marilyn Monroe em 1951, com os homens com quem gostaria de dormir. 

Abaixo, o site Aventuras na História separou cinco dessas listas que Shaun Usher encontrou. De John Lennon chamando Elvis de ‘gordo’, regras que a ex-mulher de Albert Einstein deveria obedecer, aos erros fundamentais da sociedade, na visão de Mahatma Gandhi, as listas são as mais variadas.

1. Kurt Cobain e seu “Smells Like Teen Spirit”

Kurt Cobain, vocalista da banda Nirvana, em 1991 - Créditos: Wikimedia Commons / Julia Cramer

Parte de “Nevermind”, álbum da banda de grunge Nirvana, e um dos maiores sucessos do grupo, “Smells Like Teen Spirit” é o tipo de música que formou uma geração inteira — e seu clipe tinha que ser igualmente icônico. Assim, Kurt Cobain, o vocalista, organizou uma lista do que era preciso no vídeo desse estouro.

'Lista de itens para o clipe de “Smells like teen spirit” (1991)

1. carros velhos

2. acesso a um shopping abandonado, andar principal e uma joalheria.

3. joias falsas

4. ginásio de escola

5. um elenco de centenas de estudantes

6. 6 uniformes pretos de líder de torcida com um A de Anarquia no peito'


2. John Lennon e suas ‘qualificações’

Em uma brincadeira comum nos Estados Unidos, o cantor e compositor John Lennon, parte da grande banda The Beatles, respondeu a um fã com palavras que relacionava a certos lugares, conceitos e até pessoas.

Entre chamar pirataria de algo ‘bom’ e elogiar Paul McCartney com ‘extraordinário’, o britânico descreveu Elvis como ‘gordo’.

"Questionário de qualificações respondido a um fã (1976)

1. Nova York: bacana

2. Elvis: gordo

3. Ringo: amigo

4. Yoko: amor

5. Howard Cosell: durão

6. George: perdido

7. Pirataria: bom

8. Elton: legal

9. Paul: extraordinário

10. Bowie: magro

11. John: grande"


3. Albert Eisntein e as regras para sua ex-mulher

O gênio Albert Einstein ensinando em 1921 - Créditos: Wikimedia Commons

Casado com a física e matemática austro-húngara Mileva Marić por onze anos, em 1914, o gênio Albert Einstein decidiu escrever uma lista de três importantes regras que sua esposa deveria seguir enquanto ele estivesse em casa. Cinco anos depois, o casal se separou e Marić cuidou de seus filhos com Einstein.

'Recomendações à ex-mulher (1914)

Cabe a você fazer com que:

1) minha roupa esteja sempre limpa e em ordem;

2) eu receba minhas três refeições normalmente em meus aposentos;

3) meu quarto e meu escritório estejam sempre bem-arrumados e, principalmente, minha escrivaninha seja usada apenas por mim.'


4. Gandhi e os sete erros fundamentais

Somente um ano antes de sua morte em 1948, o advogado e pensador Mahatma Gandhi, depois de anos de observação, ativismo e resistência não-violenta, sentou e escreveu os sete erros que são a raiz da violência.

As observações se aplicam a todas as sociedades e, na visão do indiano, causam todo comportamento violento.

"Os sete erros que a sociedade comete e que causam toda violência (1947)

1. Riqueza sem trabalho.

2. Prazer sem consciência.

3. Conhecimento sem caráter.

4. Comércio sem moralidade.

5. Ciência sem humanidade.

6. Adoração sem sacrifício.

7. Política sem princípios."


5. Marilyn Monroe e sua intimidade

Em 1951, quando sua carreira estava em seu ápice, a famosa atriz e 'sex symbol' de Hollywood, Marilyn Monroe, revelou, por meio de uma lista, os nomes de diversos homens com quem gostaria de dormir. De diretores a escritores, a até gênios da ciência, as preferências de Monroe tinham grande variedade.

"Homens com quem gostaria de dormir (1951)

Zero Mostel

Eli Wallach

Charles Boyer

Jean Renoir

Lee Strasberg

Nick Ray

John Huston

Elia Kazan

Harry Belafonte

Yves Montand

Charles Bickford

Ernest Hemingway

Charles Laughton

Clifford Odets

Dean Jagger

Arthur Miller

Albert Einstein"