Matérias » Segunda Guerra

Lutaremos na Praia: o discurso de Winston Churchill

No dia 4 de junho de 1940, tropas britânicas conseguiam se safar da ofensiva nazista na Batalha de Dunquerque

Joseane Pereira Publicado em 04/06/2019, às 13h26

None
- Reprodução

Para muitos soldados britânicos, o dia 4 de junho de 1940 foi o dia da sobrevivência. Encurralados na cidade portuária de Dunquerque, no norte da França, mais de 300 mil soldados conseguiram retornar à Inglaterra em barcos, graças à ordem pessoal de Hitler para que a ofensiva nazista recuasse.

A Batalha de Dunquerque, que durou de 25 de maio a 4 de junho daquele ano, foi uma das mais frenéticas da Segunda Guerra Mundial. Seu final até hoje divide historiadores: por que o Fuhrer não dizimou as tropas aliadas enquanto havia tempo? Queria ele reservar seus soldados para atingir Paris mais rápido? Existia alguma aliança em andamento entre alemães e britânicos antes da invasão nazista da URSS?

Nunca saberemos. Mas o que ficou registrado foi o discurso do então primeiro-ministro do Reino Unido, Winston Churchill, motivando seus soldados para continuar a luta, seja nos mares, ruas, praias ou colinas. 

Confira abaixo um trecho do discurso:

"Muito embora grandes extensões da Europa e antigos e famosos Estados tenham caído ou possam cair nos punhos da Gestapo e de todo o odioso aparato do domínio nazista, nós não devemos enfraquecer ou fracassar. Iremos até ao fim. Lutaremos na França. Lutaremos nos mares e oceanos. Lutaremos com confiança crescente e força crescente no ar. Defenderemos nossa ilha, qualquer que seja o custo.

Lutaremos nas praias, lutaremos nos terrenos de desembarque, lutaremos nos campos e nas ruas, lutaremos nas colinas; nunca nos renderemos, e se, o que eu não acredito nem por um momento, esta ilha, ou uma grande porção dela fosse subjugada e passasse fome, então nosso Império de além-mar, armado e guardado pela Frota Britânica, prosseguiria com a luta, até que, na boa hora de Deus, o Novo Mundo, com toda a sua força e poder, daria um passo em frente para o resgate e libertação do Velho."