Matérias » Personagem

Luto nacional: 6 talentosos artistas brasileiros que morreram em acidentes

O Brasil já perdeu uma série de ícones da música nacional para fatalidades que interromperam suas carreiras de sucesso

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 06/11/2021, às 14h00 - Atualizado às 16h36

Montagem mostrando, da esquerda para a direita, Maysa, Chico Science e Claudinho (De Claudinho & Buchecha)
Montagem mostrando, da esquerda para a direita, Maysa, Chico Science e Claudinho (De Claudinho & Buchecha) - Wikimedia Commons

Mortes causadas por acidentes de carro ou avião são frequentemente chocantes por seu caráter repentino, já que esses trágicos eventos podem colocar um ponto final abrupto na vida de alguém.

Existem também certas profissões em que é preciso se locomover constantemente entre estados e até países. Uma delas, justamente, é de artista musical. Cantores e músicos precisam fazer tours que duram, por vezes, vários meses de uma vez só. 

O maior número de viagens, infelizmente, também aumenta o risco de sofrer um acidente em uma delas. É o caso dos famosos dessa lista, que tiveram suas vidas e carreiras musicais interrompidas por fatalidades que mergulharam o Brasil em luto. 

O mais recente desses episódios foi a morte da cantora sertaneja Marília Mendonça, que faleceu de forma repentina na última sexta-feira, 5, após sua aeronave bater no cabo de alta tensão de uma torre de energia da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais). 

Relembre abaixo outras tragédias semelhantes, que também abalaram profundamente os brasileiros e representaram uma perda enorme para a música nacional. 

1. Maysa

Em 1977, perdemos Maysa, uma cantora e compositora que deixou contribuições importantíssimas para o samba, a bossa nova e a MPB. Ela foi vítima de um acidente automobilístico: bateu contra uma mureta na Ponte Rio-Niterói quando estava a caminho de sua casa de praia.

Segundo repercutido pela Revista Cifras em uma matéria de julho deste ano, a cantora estava dirigindo após ter ficado dias sem dormir, além de estar sob efeito de medicamentos para emagrecer, fatores que teriam contribuído para a fatalidade.


2. Gonzaguinha

Fotografia de Gonzaguinha em apresentação / Crédito: Wikimedia Commons

 

Luiz Gonzaga de Nascimento Júnior, mais conhecido pelo nome artístico de Gonzaguinha, foi um cantor e compositor de música popular brasileira que deu grandes contribuições à nossa cultura, morreu em 1991.

Ele tinha então 45 anos de idade e estava dirigindo de volta de uma cidade no interior do Paraná, onde fizera um show, quando seu carro se chocou contra um caminhão, conforme informações do site O Tempo.


3. Mamonas Assassinas

Fotografia dos Mamonas Assassinas / Crédito: Divulgação/ Fernando Sampaio

 

Os Mamonas Assassinas já não estão conosco há 25 anos, porém nunca desapareceram da memória nacional. O humor ousado e carisma sem limites conquistaram o coração dos brasileiros, de forma que foi particularmente desolador quando o avião que transportava todos os integrantes sofreu uma queda no ano ano de 1996. 

O jato tentou pouso de emergência que não deu certo após uma intensa neblina. Infelizmente, o episódio mostrou-se letal para todos que estavam a bordo.


4. Chico Science

Em 1997, apenas um ano depois de perder os Mamonas, o Brasil precisou lidar com outro grande baque: a morte de Chico Science, um dos grandes nomes do movimento que ficou conhecido como "Mangue Beat". 

O artista dirigia na rodovia Pe-1, isso num trecho entre Recife e Olinda, quando se deparou com um veículo que fechou seu carro. Na tentativa de desviar, acabou colindindo o automóvel num poste. Ele chegou a ser levado até um hospital, contudo, não resistiu.

A despeito da carreira curta — que foi brutalmente interrompida por sua morte aos 30 anos durante um acidente de carro —, o artista deixou para trás um trabalho revolucionário que fazia a mistura de instrumentos nordestinos com batidas eletrônicas. Hoje, podemos apenas imaginar quão grandioso seria seu legado se pudesse ter continuado a construí-lo.


5. Claudinho

Claudinho, integrante da icônica dupla 'Claudinho e Buchecha', que lançou 6 álbuns antes de seu fim trágico, ainda é uma perda relativamente recente, que ocorreu em 2002.

O cantor também foi vitimado por um acidente automobilístico, após optar por ir dirigindo para o local de uma apresentação em vez de usar a van de sempre. Ele morreu instantaneamente após o veículo derrapar e bater contra uma árvore. 

"A produção me ligou dizendo que Claudinho não queria fazer o show naquele dia. Aí fui falar com ele, perguntei o que estava acontecendo e ele não me disse nada. Só falou que não ia. Então eu disse: 'Se você não vai, eu também não vou'. Depois, Claudinho decidiu ir, mas com o carro particular dele. Pensei assim: 'Vamos fazer o show, vou ficar quieto e depois converso com ele'", contou Buchecha em entrevista publicada pelo GHZ música.


6. Christiano Araújo

O cantor sertanejo faleceu em uma madrugada de 2015. Ao lado da namorada, Allana Moraes, Ronaldo Miranda (condutor) e o empresário Vitor Leonardo, ele voltava para casa após um show em Goiás, quando o controle do veículo foi perdido e capotou.

Sua namorada, que também estava no automóvel, morreu na hora. Christiano Araújo, por sua vez, estava vivo quando o socorro chegou, mas não resistiu aos ferimentos.