Matérias » Personagem

Luxo, fortuna e golpes: A farsa do Clube dos Garotos Bilionários

Um grupo de jovens liderados por um sociopata foi a fórmula para dois crimes desesperados

Caio Tortamano Publicado em 18/05/2020, às 16h30

A mente por trás dos crimes, Joe Hunt
A mente por trás dos crimes, Joe Hunt - Divulgação

Um grupo de jovens investidores queria se sentir cada vez mais único no excêntrico mundo das ações americanas, custe o que custasse. A partir de jovens de Harvard Club — uma escola preparatória para a faculdade de mesmo nome —, Joe Hunt era um desses alunos que faria qualquer coisa para o sucesso.

Hunt começou um pequeno clube de investimentos ao lado de seus colegas Ben Dosti e Dean Karny chamado BBC, em homenagem a um lugar que Hunt costumava ir em Chicago, chamado Bombay Bicycle Club. Sempre utilizando abordagens psicológicas, o jovem fazia com que outros investidores de famílias ricas acreditassem em suas ideias dele.

Gene Browning foi um desses investidores que cedeu ao BBC os direitos de uma máquina de atrito chamada Cyclotron em troca de um salário, uma casa e um carro, Gene prontamente aceitou. 

Hunt vivia de aparências, e fez questão de alugar um escritório caríssimo para a empresa funcionar, e dizia a outros investidores que estava lucrando quantias substanciais, quando na verdade nada disso estava acontecendo. Os rapazes usavam todo o dinheiro pagando aluguel, fazendo festas e comprando cada vez mais carros luxuosos.

Ron Levin

A história do clube começou a desandar de vez quando Joe Hunt conheceu um outro charlatão, Ron Levin. Com quase o dobro da idade do jovem investidor, Levin reconheceu logo de cara que estava de frente com um mentiroso no momento que se encontraram pessoalmente.

O charlatão Ron Levin / Crédito: Divulgação

 

Para testar a capacidade do fundador do BBC, Levin criou uma linha de crédito de cinco milhões de dólares e deu a Hunt para que o mesmo multiplicasse esse valor. Em um primeiro momento (nas primeiras semanas, pra ser um pouco mais preciso) o garoto perdeu quatro milhões de dólares. No entanto, não se deu por vencido, e em sete semanas a linha já valia 14 milhões de dólares.

O prêmio pelo feito era, justamente, o lucro que eles conseguiriam, e Joe prometeu aos meninos do BBC que metade da renda iria para eles. Na mesma noite, estavam comprando casas em condomínios de luxo em Beverly Hills, tomando taças de champanhe e vislumbrando um enorme sucesso a frente.

O maior erro de Hunt até o momento seria ter confiado em um enganador de longa carreira como Levin, não havia dinheiro algum e o garoto logo percebeu que tinha sido ludibriado. Agora, o fundador do BBC deveria contar a verdade a todos os seus investidores afirmando que não havia dinheiro nenhum. A parte sinistra, porém, foi quando ele terminou dizendo que um dia mataria Ron Levin.

Segurança e frustração

Cada vez mais fissurado com a ideia de matar para conseguir se vingar do impostor, Dean apresentou a Hunt um conhecido seu, Jim Graham — cujo nome verdadeiro era James Pittman Jr —, um homem musculoso que iria servir de chefe de segurança para o círculo interno do BBC.

Ao mesmo tempo que isso acontecia, os membros do clube começaram a questionar as habilidades de Hunt, já que eles não viam o dinheiro entrando nas contas deles, apenas saindo — e rápido. O pequeno grande clube estava começando a ruir.

Com medo de perder tudo que construiu com base na aparência e na lábia, Hunt traçou um plano, e forçaria Levin a assinar ativos financeiros e depois o mataria. Para isso, precisaria da ajuda de Jim.

Usando o pretexto de uma reunião amigável entre os dois, Jim entrou no apartamento de Levin, logo em seguida se apresentou como um assassino de aluguel que mataria o enganador se o mesmo não pagasse uma grande quantia em dinheiro: um milhão e meio de dólares para uma conta bancária na Suíça.

Desova

Jim e Joe levaram o homem para o quarto dele, o mataram com um tiro na cabeça e o enrolaram em um edredom. Depois, a partir de uma ideia de Hunt, foram até Soledad Canyon, uma região desértica a uma hora de Los Angeles, onde o corpo seria dificilmente encontrado. 

Depois disso, como Joe iria contar a Dean Karny mais tarde, atirou diversas vezes no rosto do defunto para desfigurá-lo, fazendo com que um pedaço do seu cérebro voasse e grudasse no peito do rapaz. Tudo isso, disse Karny, foi contado a ele como se fosse engraçado.

Confissão

Uma outra confissão seria dada ao mesmo rapaz por Hunt depois de uma série de falhas. Primeiro, o assassino tinha simplesmente deixado uma lista que ele criou, na qual ele dava a entender que uma das tarefas de seu dia seria matar Levin.

Lista de Joe / Crédito: Divulgação

 

Segundo, quando Jim Graham estava em Nova York gastando dinheiro com o cartão de Ron (já que ele tinha uma viagem marcada para a cidade no dia seguinte, portanto estariam criando um álibi) foi negado. Terceiro e último, o tal do cheque para o banco suíço tinha sido recusado. Graham agora estava detido pela polícia nova iorquina.

Próximo e último alvo

Sem o dinheiro de Levin, não restava outra ideia para o já assassino Hunt do que sequestrar outra pessoa com dinheiro e tentar roubar deste o máximo possível. O alvo seria Hedayat Eslaminia, pai de Reza Eslaminia, membro do BBC.

O plano se desenrolou rápido, e logo depois de o sequestrarem, o empresário iraniano acabou morrendo no caminho, tendo sufocado na caixa de papelão em que o colocaram. Sem se desesperar, Hunt viu nisso uma oportunidade e tentou fraudar assinaturas do pai de Reza para acessar suas contas, quando descobriu que, na verdade, o homem tinha pouco dinheiro em contas pessoais.

Investigação e condenação

Com a ajuda de garotos do próprio BBC, a polícia americana começou uma investigação que pudesse prender o maníaco Joe Hunt. Uma das maiores provas incriminatórias que conseguiram foi a bizarra lista do assassino, que ele esqueceu no apartamento de Levin.

A gota da água foi quando Dean Karny começou a ajudar nas investigações, sendo uma das pessoas mais próximas de Hunt, todo o plano foi desmascarado e não demorou para que diversos membros do BBC (incluindo Hunt) fossem acusados do assassinato de Hedayat.

Quanto a Levin, Hunt foi identificado como o culpado pelo assassinato, sendo sentenciado a prisão perpétua, sem direito a condicional. Graham não conseguiu dinheiro para sua fiança, de mais de um milhão de dólares.


+Saiba mais sobre serial killers por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Serial Killers - Anatomia do Mal: Entre na mente dos psicopatas, de Harold Schrechter (2019) - https://amzn.to/39YVlGK

De frente com o serial killer, de Mark Olshaker e John E. Douglas (2019) - https://amzn.to/2UX47R4

Lady Killers: As mulheres mais letais da história, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/3c7BoPb

Mindhunter: O Primeiro Caçador de Serial Killers, de John Douglas e Olshaker Mark (2017) - https://amzn.to/2xccb7L

Ted Bundy: Um Estranho ao Meu Lado, de Ann Rule (2019) - https://amzn.to/3cauuc9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W