Matérias » Personagem

Mãe alemã recebe prisão perpétua após assassinar 5 dos seus 6 filhos

Os crimes aconteceram em meados de 2020 e as vítimas tinham entre um e oito anos de idade

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 04/11/2021, às 16h00

Fotografia meramente ilustrativa
Fotografia meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ Counseling

Nesta quinta-feira, 5, uma mulher foi condenada à prisão perpétua, que é a pena máxima do sistema judicial da Alemanha. O motivo? Ela foi considerada culpada pelo homicídio de cinco dos seus seis filhos, crimes ocorridos no ano de 2020. 

A mãe de 28 anos tinha três filhas com um, dois e três anos de idade, e três meninos de sete, oito e onze. O mais velho foi capaz de fugir de casa antes de ser morto, conforme repercutido pelo UOL. 

A ré, chamada Christiane K., cometeu os crimes após ter descoberto que seu ex-marido, de quem havia se separado um ano antes, havia encontrado uma nova parceira.

Dessa forma, o juíz que avaliou o caso concluiu que a motivação por trás dos assassinatos seria "decepção, raiva e desespero". Para ele, a alemã estava tentando punir o pai das crianças com suas ações. 

Segundo as investigações, descobriu-se que a mulher colocou um sedativo no café da manhã de seus filhos, e, após eles terem pego no sono, levou um a um para o banheiro, onde os asfixiou até a morte. Em seguida, a acusada saiu de casa e tentou se suicidar ao jogar-se na frente de um trem em movimento. 

No tribunal, Christiane afirmou que era inocente, dizendo que um homem mascarado teria invadido sua casa e cometido os homicídios. Não foram encontradas, no entanto, evidências para apoiar essa versão da história durante o julgamento.