Matérias » Curiosidades

Mansão de Hebe Camargo tinha capela que foi construída 'secretamente'

Filho da apresentadora já falou sobre os últimos momentos de vida da mãe no local: 'Foi um momento lindo e emocionante'

Fabio Previdelli Publicado em 03/10/2021, às 10h00

Hebe e Marcello Camargo
Hebe e Marcello Camargo - Divulgação/Instagram/@marcellocamargo.hebe

Considerada a ‘Rainha da Televisão Brasileira’, Hebe Camargo nos deixou há pouco mais de nove anos. Em 29 de setembro de 2012, os veículos jornalísticos e a população brasileira se comoviam com a notícia da morte da apresentadora.  

Vítima de uma parada cardiorrespiratória, Hebe morreu enquanto dormia, aos 83 anos. Meses antes, segundo aponta matéria da Folha de S. Paulo, a apresentadora havia sido internada no Hospital Albert Einstein, onde passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor no estômago. Pouco depois, ela foi diagnosticada com um tipo raro e de difícil tratamento de câncer no peritônio.  

"Tem tudo para ser uma data triste, que a gente lembra, a saudade que é eterna, né?”, declarou Marcello Camargo, filho da apresentadora, em entrevista à revista Caras.

“[Com a data] ficaria meio cabisbaixo, deprimido, mas é tudo o que ela não queria! Hebe Camargo é sobre celebrar a vida", diz. "São 9 anos de saudade, mas ela está aí, viva... não podemos ficar tristes e chorar". 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcello Camargo Capuano (@marcellocamargo.hebe)

 

Na entrevista, Marcello confidenciou que sempre teve uma ótima relação com a mãe. "Era uma alegria, a gente se abraçava e se beijava o tempo todo! Uma coisa muito importante é que a gente se declarava o tempo todo, então isso acalenta um pouco. Eu digo sempre para as pessoas ‘exponham seus sentimentos, verbalizem’, porque é muito importante". 

Cuidado pós perda 

Todo o amor que o filho sente e sentia por Camargo pode ser visto no cuidado que ele nutre por um dos lugares mais adorados pela Rainha da Televisão Brasileira: sua própria residência.  

Quando estava viva, Hebe costumava fazer de sua casa em Cidade Jardim, bairro nobre da capital paulista, um verdadeiro ponto de encontro da alta sociedade, organizando várias festas com a presença de ilustres convidados.  

A última aparição em rede nacional do imóvel, por assim dizer, aconteceu em outubro de 2019, como recorda matéria da Veja São Paulo. Na época, o apresentador e amigo pessoal de Hebe, Otávio Mesquita, visitou a residência acompanhado de Claudio Pessutti, sobrinho e um dos fiéis escudeiros da loira. Pessutti faleceu no início do ano, vítima da Covid-19. 

Na ocasião, foi possível ver que a casa continuava intacta, com os objetos pessoais da Rainha, obras de artes e inúmeras fotografias extremamente bem preservadas, graças aos esforços de seus familiares.

Uma forma de manter viva a memória da apresentadora. Porém, o que chama mais a atenção da residência, entre todos os cômodos do local, é a história que um dos espaços possui.  

Desde o início da quarentena, Marcello vem usando a casa como cenário de gravações de seu programa “Café com Selinho”, que entrevista semanalmente convidados que fizeram parte da vida de Hebe.  

Em um dos programas, em ainda em 2020, ele recebeu Pessutti, onde falaram sobre a capela construída dentro da mansão, em 2011. “A Hebe recebia muitas imagens de fãs e das viagens que ela fazia, como as que fez para Fátima, em Portugal. Encomendei o projeto de um santuário, mas não seria suficiente para tantos objetos”, conta o sobrinho da apresentadora. 

“Eu tinha levado um cartão vermelho dela porque ela não aguentava mais obra em casa. Resolvemos então fazer escondido, de surpresa. Antes da reforma, aqui era o antigo quarto dos funcionários. A obra da capela levou dois anos porque só podia ser feita quando ela estava viajando ou trabalhando fora", revela.  

O espaço acabou se tornando um dos preferidos de Hebe e muito importante durante seus últimos dias de vida. Como conta matéria do jornal Extra, na segunda-feira que antecedeu a morte da apresentadora, uma missa foi realizada no local, sendo comandada pelo Padre Marcelo Rossi.  

Capela construída na casa de hebe/ Crédito: Divulgação/Programa Café com Selinho

 

“Ela desceu até a capela, com dificuldades, mas linda, sempre cheirosa. Foi um momento lindo e emocionante", relembrou Marcello.


+ A história televisão brasileira através das obras disponíveis na Amazon

Biografia da televisão brasileira, Flávio Ricco, 2017 - https://amzn.to/2UytpVZ

101 atrações de TV que sintonizaram o Brasil, Patrícia Kogut, Ebook - https://amzn.to/38a79FJ

História da televisão no Brasil: Do Início aos Dias de Hoje, Ana Paula Goulart Reibeiro, 2010 - https://amzn.to/2UBbYUz

A televisão levada a sério, Arlindo Machado, Ebook - https://amzn.to/3744s7z

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W