Matérias » Personagem

Há 56 anos, Martin Luther King Jr. dizia ter um sonho

Um dos discursos mais famosos da História marcou a luta pelos direitos civis e foi realizado no Memorial Lincoln diante de 250 mil pessoas

Bia Mendes Publicado em 26/08/2019, às 04h00 - Atualizado às 07h00

None
- Crédito: Reprodução

Aproveitando a repercussão de seu trabalho contra a discriminação racial no Alabama, Martin Luther King decide organizar uma marcha pela causa em Washington, nos Estados Unidos.

O presidente John Kennedy tomou algumas medidas para tentar impedir a manifestação — enviou ao Congresso um projeto de lei contra a segregação racial nas escolas, a discriminação no mercado de trabalho e a privação de direitos civis dos negros. Mas King não se convenceu. Com início no dia 28 de agosto de 1963, a marcha reuniu 250 mil pessoas (um terço de brancos) em frente ao Memorial Lincoln, para ouvir o famoso discurso I have a dream (eu tenho um sonho, em português).

Trecho do discurso de Martin Luther King:

"Eu tenho o sonho de que, um dia, essa nação ressuscitará e viverá o resto de seus dias no verdadeiro sentido de seu credo. Eu tenho o sonho de que, um dia, filhos de antigos escravos e filhos de antigos proprietários de escravos poderão sentar juntos à mesa da fraternidade. Eu tenho o sonho de que meus quatro filhos viverão, um dia, numa nação onde não serão julgados pela cor de suas peles, mas pela qualidade de seus caracteres. Eu tenho o sonho hoje."

Veja o discurso na íntegra: