Matérias » Bizarro

McDonalds e sua tentativa de criar um brócolis com sabor de chiclete

A empresa alimentícia é constantemente cobrada para servir opções mais saudáveis em seu cardápio, o que levou os executivos a pensarem em uma solução mirabolante

Caio Tortamano Publicado em 23/12/2019, às 07h00

Brócolis é um vegetal rico em minerais e vitaminas e não existem contraindicações quanto ao seu consumo regular
Brócolis é um vegetal rico em minerais e vitaminas e não existem contraindicações quanto ao seu consumo regular - Getty Images

A gigante rede de fast foods, McDonalds, nunca foi excelência em opções saudáveis em seu cardápio. Como visto no documentário SuperSize Me, o resultado de uma dieta repleta de lanches do restaurante causa mudanças reais na vida de uma pessoa.

Esse impacto negativo afeta não somente as pessoas, bem como o CEO da companhia em 2014, Donald Thompson, que era constantemente perguntado a respeito da preocupação dos Arcos Dourados com a alimentação das crianças.

O McLanche Feliz teve, ao longo dos últimos anos, mudando a porção da batata servida para as crianças, além de trazer acompanhamentos como iogurtes e fatias de maçã, como opções mais naturais.

Porém, Thompson revelou uma outra alternativa que o McDonalds estudou durante um tempo, a companhia tentou criar um brócolis com sabor de chiclete para incluir no menu infantil.

O produto foi testado com crianças, que não foi tão bem sucedido como pensaram que seria. As cobaias não ficaram fascinadas com o vegetal, na verdade, elas ficaram confusas com o alimento com um estranho gosto doce, que não era nada gostoso. O próprio CEO assumiu que a ideia não era tão genial assim.


Saiba mais sobre os segredos do McDonald's pelas obras abaixo:

1. Fome de poder: a verdadeira história do fundador do McDonald's - https://amzn.to/34C6IS1

2. McDonald's: Behind the Arches - https://amzn.to/2SbTUzq

3. Fast Food Nation. The Truth Behind Your Burger - https://amzn.to/2tviRLI

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. ​