Matérias » Música

Medo de dentista e briga com punks: 5 episódios íntimos da insana vida de Freddie Mercury

O líder do Queen sempre realizou apresentações enérgicas, porém em sua vida pessoal passou por episódios curiosos durante a trajetória

Wallacy Ferrari Publicado em 01/08/2020, às 09h00

Freddie Mercury cantando durante show
Freddie Mercury cantando durante show - Wikimedia Commons

1. Complexo com dentes

Seu notório sorriso acentuado pelos dentes era explicado com uma condição genética rara da qual Freddie era portador; ele nasceu com quatro dentes extras no final da arcada dentária, o que empurrou, ao longo de anos, os dentes dianteiros em um côncavo, comprimindo a gengiva e acentuando um aclive.

Apesar de não gostar do formato do sorriso, o vocalista do Queen não tinha o hábito de comparecer ao dentista, visto que mantinha a higiene bucal regularmente e tinha medo de qualquer modificação que pudesse prejudicar suas técnicas de respiração e canto. Em 1976, os membros do Queen se surpreenderam com o fato de que Freddie iria ao dentista pela primeira vez em quinze anos.


2. Bom de briga

Apesar de ser enérgico, o cantor evitava partir para a violência; do contrário chegou a interromper diversas brigas em plateias durante os shows, sendo uma registrada em vídeo no concerto de Slane Castle, na Irlanda, em 1986.

Porém, não deixava barato quando provocado. Brian May, guitarrista do Queen, disse em diversas entrevistas que os dois quase saíam na mão quando trabalhavam. Mercury confirmou, em uma entrevista com Lisa Robinson em 1984.

Freddie e o namorado Jim Hutton simulam uma briga em fotografia pessoal / Crédito: Divulgação

 

Porém, um dos episódios mais conhecidos ocorreu nos bastidores do Live Aid, quando o líder da banda Status Quo, Francis Rossi, fez uma piada sobre a sexualidade do cantor, que retrucou imobilizando o músico pelo pescoço.

Em entrevista ao Songfacts em 2013, Francis afirmou que "não conseguia se mexer" enquanto Freddie brincava que ‘poderia finalizar, mas não iria’. Apesar do susto, Francis continuou a amizade e reencontrou o Queen dois anos depois, abrindo sua turnê.


3. Freddie vs. Sex Pistols

A ascensão comercial do punk britânico coincidiu com o mesmo período onde o Queen realizava gravações do sexto álbum de estúdio, ‘News of the World’, quando os membros da banda Sex Pistols deram de cara com Freddie no Wessex Studios, em Londres. As bandas não iriam realizar nenhum tipo de parceria, mas Sid Vicious fez questão de deixar sua marca provocativa.

De acorco com a Billboard, o membro entrou no estúdio e provocou Freddie: “Você já conseguiu levar balé para as massas?”, disse o baixista, pouco antes de ser atirado para fora do estúdio à força por Freddie Mercury, que fechou a porta na cara do punk. Desde então, Freddie fingia desconhecer o músico, sempre o chamando de “Simon Ferocious”, o deixando ainda mais irritado.


4. Apaixonado por gatos

Além de se dedicar a música, o líder do Queen tinha uma outra paixão bastante íntima; acumulava e era amante ávido de seus gatos. Tendo vários ao longo de sua vida, alguns felinos tiveram o privilégio de serem homenageados pelo cantor, como na dedicatória presente no encarte de seu álbum solo, ‘Mr. Bad Guy’, lançado em 1985.

Na nota da capa, anulou os humanos e enalteceu os bichanos: “Este álbum é dedicado ao meu gato Jerry. Também Tom, Oscar e Tiffany e todos os amantes de gatos de todo o universo. Dane-se todo o resto das pessoas!”. A gatinha Delilah foi ainda mais sortuda; ganhou uma música com seu nome no título.


5. Amoroso após a morte

Pouco antes do Natal de 2019, a loja de presentes Fortnum & Mason revelou que, em seu pedido de testamento, há um contrato, administrado por Jim Hutton e Mary Austin — considerado os principais companheiros de Freddie em vida — para que o estabelecimento envie cestas de natal vitalícias para uma lista de pessoas feita pelo cantor.

O acordo é pago pela herança do músico e é enviado até os dias atuais, há quase três décadas ininterruptas, sempre no nome de Freddie Mercury para amigos do mundo inteiro. A luxuosa sexta contém champanhe, biscoitos e outras iguarias de luxo preparadas e selecionadas pela rede de departamento.


+Saiba mais sobre Freddie Mercury por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Freddie Mercury: A biografia definitiva, de Lesley-Ann Jones (2013) - https://amzn.to/33UghvO

Freddie Mercury - A Reportagem Definitiva: a trajetória lendária e a vida louca do astro do Queen, que viveu mil anos em dez, de Ana d'Angelo (2019) - https://amzn.to/31BQQxr

Bohemian Rhapsody (DVD) - https://amzn.to/2MG99xb

Freddie Mercury A to Z: The Life of an Icon from Mary Austin to Zanzibar, de Steve Wide (2019) - https://amzn.to/2MIGvvH

Freddie Mercury: A Life, In His Own Words (Edição Inglês), de Freddie Mercury, Greg Brooks e Simon Lupton (2019)  - https://amzn.to/2BztSMU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W