Matérias » Crimes

Milli Vanilli: a farsa musical que escandalizou milhares de fãs e enganou até o Grammy

Os cantores montaram o grupo na Alemanha e conquistaram a maior premiação musical do mundo, todavia, foram rapidamente desmascarados

André Nogueira Publicado em 28/01/2020, às 10h45

Rob Pilatus e Fab Morvan, o Milli Vanilli
Rob Pilatus e Fab Morvan, o Milli Vanilli - Divulgação/Youtube

Na Alemanha, uma dupla de reggae e dance se destacou, no auge de seu sucesso, como uma fraude da indústria musical. Trata-se de Rob Pilatus, estadunidense, e Fab Morvan, francês, que se associaram a partir do agenciamento de Franz Farian em 1988, que criou o grupo Milli Vanilli. O sucesso da dupla foi instantâneo, levando o conjunto à vitória no Grammy de 1990, como "Melhor Artista Estreante".

Desde cedo, pairavam suspeitas de que a dupla não cantava as próprias músicas: não só por falhas técnicas em palco, que foram reveladoras, mas ignoradas, mas também por denúncia de artistas, como Charles Shaw, que anunciou o Milli Vanilli como fraude, mas logo se calou ao receber mais de um milhão de dólares em propina.

Em 1990, a dupla ganhou o Grammy e espaço para ascensão, o que subiu à cabeça da dupla, com destaque para Pilatus, que, já usuário de cocaína, se comparava a Hendrix, Dylan e Presley.

A dupla com Farian / Crédito: Wikimedia Commons

 

As aparições públicas do Milli Vanilli começaram a, cada vez mais, manchar a imagem da dupla. Com o tempo, os boatos de que Rob e Fab somente interpretavam as canções enquanto eram dublados ofuscaram o sucesso. A arrogância dos artistas, que se diziam superar os clássicos, só expunha mais a farsa da ausência de seus talentos.

Chegou um momento em que as especulações e acusações criaram um cenário tão tenso que o agente Franz Farian, ainda em 1990, admitiu a farsa da dupla: nenhum dos dois era intérprete das músicas (mesmo que, naquele tempo, eles já pressionassem o produtor para cantarem no próximo álbum), mas sim artistas que foram silenciados, como Charles Shaw, John Davis e Brad Howell.

A lógica era simples: os autores seriam excelentes, porém seria muito mais rentável veicular as canções através de uma dupla de jovens promissores e sensuais. Pura artimanha publicitária da indústria musical. Farian relatou que conhecera Pilatus e Morvan numa discoteca de Berlim e, logo, percebeu o potencial de vendas daquelas figuras. O encontro rendeu uma das maiores fraudes da história da música mundial.

O caso gerou grande polêmica entre as premiações do mundo musical, exigindo uma grande discussão que, fomentada e pressionada pela grande mídia dos EUA, levou a comissão do Grammy à decisão de retirar o prêmio da Milli Vanilli.

Girl You Know It's True, álbum que revelou a dupla ao mundo / Crédito: Wikimedia Commons

 

Já os prêmios da American Music Award nunca foram retirados, afinal, o critério de ranqueamento era pautado nas vendas, o que não mudava com a revelação. Farian até hoje tem posse desses troféus. A dupla foi demitida da gravadora e seus másters, apagados.

Fab e Rob, então foram processados por diversas pessoas, amparadas pelas leis de proteção a consumidores. A dupla e sua ex-gravadora ainda tiveram o trabalho de lidar com pedidos de reembolso e devoluções do álbum Girl You Know It's True por ex-fãs decepcionados. Ambos os cantores tentaram se reerguer com outros projetos, mas nunca atingiram as mesmas dimensões do Milli Vanilli original.


+Conheça as seguintes obras relativas ao Milli Vanilli:

1. The Milli Vanilli Condition: Essays on Culture in the New Millennium - https://amzn.to/36vTneX

2. Milli Vanilli Mindfulness Coloring Book - https://amzn.to/2vmm6pI

3. Milli Vanilli - https://amzn.to/2uBGUJA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.