Matérias » Estados Unidos

Missão quase impossível: A trágica história do navio SS Pendleton, que partiu ao meio

O acontecimento que envolveu um dos maiores resgates de todos os tempos, serviu como inspiração para o filme Horas Decisivas (2016)

Penélope Coelho Publicado em 06/01/2021, às 16h32

imagem da proa do Pendleton encalhada
imagem da proa do Pendleton encalhada - Wikimedia Commons

No ano de 2016, a Walt Disney Pictures lançou o filme The Finest Hours, ou, Horas Decisivas — na tradução para o português. O longa protagonizado por Chris Pine, narra a história real do resgate do navio petroleiro SS Pendleton e de seu navio 'irmão', o SS Fort Mercer.

O difícil resgate após uma tragédia durante uma viagem de Nova Orleans a Boston, nos Estados Unidos durante a década de 1950, ficou conhecido como um dos maiores da história e gera curiosidade até os dias atuais.

Pôster do filme The Finest Hours (2016) / Crédito: Divulgação/Walt Disney Pictures

 

Sobre o navio

Inicialmente, a embarcação foi construída para a Comissão Marítima dos Estados Unidos, em 1944, para atuar durante a Segunda Guerra Mundial com o objetivo de apoiar as tropas aliadas.

Chamado de SS Pendleton, era um petroleiro do tipo T2-SE-A1 e tinha 153.62 metros de comprimento. Seu sistema contava uma turbina a vapor para mover seu gerador, o grande barco conseguia alcançar uma alta velocidade. Contudo, seu material de produção não era de boa qualidade.

No ano de 1948, a embarcação foi transferida para o National Bulk Carriers of Wilmington, em Delaware. Na ocasião, o Pendleton chegou a encalhar e teve danos em seu casco, o que posteriormente pode ter sido um dos fatores que contribuíram para um terrível acontecimento.

O incidente

O dia 18 de fevereiro de 1952 entrou para a história da náutica mundial. Na ocasião, enquanto realizava um trajeto de Nova Orleans até Boston, o Pendleton se partiu em dois, após um vendaval em Massachusetts.

No mesmo dia, outro acidente aconteceu com um navio chamado de Fort Mercer. Em decorrência da situação dupla, a guarda norte-americana se dividiu a fim de resgatar as vítimas de ambos os barcos. Na época, aeronaves da Guarda Costeira dos Estados Unidos localizaram as embarcações, iniciando um ousado resgate.

Foto do  SS Pendleton partido no mar / Crédito: Divulgação/ Richard C. Kelsey / Guarda Costeira

 

Difícil recuperação

Após o acidente, na proa do navio ficaram o capitão e mais sete homens que não conseguiram sobreviver ao ocorrido, já na popa, 33 homens tinham esperança de serem resgatados.

O barco salva-vidas a motor da Guarda Costeira foi lançado ao mar, com o intuito de que as autoridades conseguissem recuperar as vítimas. Contudo, a operação foi marcada por obstáculos.

Com a difícil condição do mar, os homens da Guarda Costeira enfrentaram fortes ondas que danificaram o barco, deixando-o sem bússola. Porém, a tripulação decidiu continuar a missão da mesma forma.

Após muita insistência, o resgate finalmente encontrou a popa do SS Pendleton. Para finalizar a missão, a Guarda Costeira teve que calcular rapidamente o momento em que o mar permanecia mais calmo, para que os sobreviventes entrassem no outro barco.

Infelizmente, nove homens acabaram falecendo durante o procedimento, mas, a ousada operação conseguiu salvar a vida de 70 homens, entre os que estavam no Pendleton e no Fort Mercer, mesmo que o CG 3650 não tivesse o tamanho ideal para uma operação dessa dimensão.

Na ocasião, contrariando todas as expectativas, o barco conseguiu seguir e os tripulantes que sobreviveram finalmente puderam ser  realocados com segurança em Chatham, na Geórgia.


+Saiba sobre o tema através das obras disponíveis na Amazon: 

Titanic. A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, por Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/39QJWZf

Titanic: Minuto a Minuto, Jonathan Mayo (2017) - https://amzn.to/35HRGuU

Titanic - A história completa, Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/35IXULh

Monte o Titanic 3D, de Eni Carmo de Oliveira Rodrigues, Valentina Manuzzato e Valentina Facci (2018) - https://amzn.to/2RXTdJ6

Titanic: Voices from the Disaster (Edição Inglês), de Deborah Hopkinson (2012) - https://amzn.to/3cFxtcY

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W