Matérias » Curiosidades

'Mission Wise': A curiosa missão que enviou vinhos para o espaço

Além da bebida, mudas de videira — planta que dá a uva — foram lançadas para fora da Terra por uma pesquisa

Larissa Lopes, com supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/03/2021, às 09h07

Cápsula Dragon, da SpaceX, que enviou as garrafas de vinho ao espaço
Cápsula Dragon, da SpaceX, que enviou as garrafas de vinho ao espaço - Divulgação / SpaceX

A incrível façanha de levar o homem à Lua pela primeira vez aconteceu em 20 de julho de 1969, há quase 52 anos. Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins foram os escolhidos para chegar ao espaço a bordo do Apollo 11.

Além de astronautas, alguns objetos tiveram a ‘sorte’ de sair da Terra e ir para outra dimensão. Tirando urina, fezes e vômito — que já habitaram a Lua na forma de sacos —, itens como martelo, a pena de um falcão e até uma bola de ferro soviética foram deixados no satélite.

Nesse contexto, não se espera que alimentos sejam lançados em solo espacial, já que muitos são perecíveis, isto é, estragam-se com o tempo. Contudo, há um produto que vai em contramão com essa lógica e fica cada vez melhor com o passar dos dias: o vinho.

Em novembro de 2019, doze garrafas de vinho Bordeaux francês foram enviadas para passar um ano de ‘férias’ em órbita. Elas ficariam na Estação Espacial Internacional (ISS na sigla em inglês), a maior estrutura já montada pelo homem no espaço, finalizada em 2011.

Lançamento da espaçonave, em novembro de 2019 / Crédito: Divulgação/EuroNews/Youtube

 

Então, as garrafas chegaram ao destino por meio de uma espaçonave de carga da Northrop Grumman, sob o comando da Space Cargo Unlimited — empresa que se dedica a “aproveitar o potencial da microgravidade espacial para aplicações na Terra”, como diz o próprio site.

Basicamente, a empresa quis enviar, inusitadamente, as bebidas para estudar o efeito da gravidade zero nas bolhas de ar e na sedimentação das garrafas. E, então, verificar se todo esse processo alteraria o sabor do vinho.

Um mês depois, a cápsula SpaceX Dragon enviou 320 mudas de videiras — planta cujo fruto é a uva — dos tipos Merlot e Cabernet Sauvignon. 

A cápsula ficou no espaço de novembro de 2019 a janeiro de 2021 / Crédito: Divulgação/EuroNews/Youtube

 

Também pelo contrato da Space Cargo Unlimited, em parceria com a vinícola francesa Mercier, esse lançamento buscava verificar se o “estresse” da viagem ao espaço e a estadia sem gravidade melhorariam a resistência das plantas — para cultivo na Terra.

A curiosa missão fora repercutida pelo site Olhar Digital. Para Nicolas Gaume, CEO da Space, a finalidade era “encontrar uma solução para como poderemos ter amanhã uma agricultura que seja tanto orgânica quanto saudável e capaz de alimentar a humanidade”. 

“Acreditamos que o espaço tem a chave para isso”, declarou Gaume, em entrevista ao EuroNews.

Passado o tempo previsto, as garrafas e mudas de videiras tiveram de voltar à Terra. No dia 13 de janeiro de 2021, uma segunda-feira, elas fizeram o retorno e pousaram no Golfo do México.

Nenhum astronauta pôde beber do vinho que fora lançado ao espaço, uma vez que todas ficaram completamente fechadas enquanto estavam em órbita.

Imagem meramente ilustrativa de vinho / Crédito: Pixabay

 

O efeito de ficarem no espaço por esse período será analisado por uma equipe do Instituto do Vinho da Universidade de Bordeaux, na França. Apelidada de “Mission Wise”, a pesquisa deve explorar novas formas de cultivar plantas na Terra e “aumentar sua escala para alimentar mais pessoas".

A previsão, segundo o Olhar Digital, era que uma ou duas garrafas de vinho fossem abertas no mês de fevereiro para uma degustação exclusiva na França, que contaria com os maiores enólogos — os apreciadores de bebidas. Ainda não há informações se o evento realmente aconteceu.

Homem segura uma das garrafas lançadas ao espaço / Crédito: Divulgação/EuroNews/Youtube

 


+Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon:

Picturing Apollo 11: Rare Views and Undiscovered Moments (Edição Inglês), de J. L. Pickering e John Bisney (2019) - https://amzn.to/2UcNKiD

NASA Mission AS-506 Apollo 11 Owners' Workshop Manual: 50th Anniversary of 1st Moon Landing (Edição Inglês), de Christopher Riley e Philip Dolling (2019) - https://amzn.to/2AEMRbO

Moonshot: The Flight of Apollo 11 (Edição Inglês), de Brian Floca (2019) - https://amzn.to/2XA5LK0

Moonfire - the epic journey of apollo 11 (Edição Inglês), de Colum Mccann (2020) - https://amzn.to/3ePsCqA

Moonbound: Apollo 11 and the Dream of Spaceflight (Edição Inglês), de Jonathan Fetter-Vorm (2019) - https://amzn.to/2Ue8iHo

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W