Matérias » Bizarro

Narrativas, fotografias e dinheiro: conheça a lenda do Monstro do Lago Ness

Atravessando séculos, a lenda escocesa chama atenção todos os anos com imagens falsas

Isabela Barreiros Publicado em 23/08/2020, às 08h00

Capa da obra Nessie, de Nick Redfern
Capa da obra Nessie, de Nick Redfern - Divulgação

O Monstro do Lago Ness faz parte da tradição popular da Escócia e de quase toda a Europa. O personagem rende inúmeras histórias, fotografias e até dinheiro para quem lucra com o turismo da região.

O lago Ness, segundo maior do país, está localizado próximo à cidade de Inverness, na Escócia. Ele tem aproximadamente 37 km de extensão e 230 metros de profundidade, estando próximo a muitos castelos antigos escoceses.

As lendas dizem que Nessie é um animal com um longo pescoço e cabeça arredondada e pequena. Também é descrito como um réptil marinho com 10 metros de comprimento. Entretanto, algumas pessoas afirmam que ele é um Plesiossauro, um enorme dinossauro do período Mesozoico que, supostamente, possuía a mesma aparência que o icônico personagem.

O polêmico lago /Crédito: Wikimedia Commons

 

Mas como surgiu a história do gigantesco monstro do lago Ness? Segundo o que dizem os moradores da região, o mito surgiu num relato de Santo Columba, que viveu no século 6 d.C.

Segundo a narrativa, um dia algumas pessoas carregavam o corpo de um homem supostamente morto pelo monstro. Eles abordaram o santo, que disse para se aproximarem do lago no intuito de atraí-lo. Quando ele reapareceu, Columba fez com que ele voltasse para o fundo do lago espantando-o com o sinal da cruz.

No entanto, foi só em 1933 que Nessie começou a receber grande atenção das pessoas — e da mídia local. O jornal Inverness Courier fez uma grande reportagem sensacionalista, que contava como um casal de hoteleiros teria visto o animal nadando no lago. Eles ainda reproduziram uma “fotografia” que alegavam ser da criatura. Na época, foram oferecidas 20 mil libras pela captura do animal.

No ano seguinte, em 1934, o cirurgião R.K. Wilson divulga o que se tornaria a mais famosa foto do Monstro do Lago Ness. No livro The Loch Ness Mystery Solved, Ronald Binns conta como, na verdade, a imagem era uma fraude. Um dos filhos de Wilson revelou o fato.

A imagem que imortalizou o bicho /Crédito - Divulgação

 

Posteriormente, em 1994, dois pesquisadores analisaram como esse assunto havia sido orquestrado por três amigos, incluindo o cirurgião. Eles usaram um submarino de brinquedo com uma cabeça de massa de modelar para simular a presença do monstro no lago.

Por conta da curiosidade das pessoas, muitas pesquisas sobre o animal foram e continuam sendo feitas por diversos cientistas. Em 2003, um grupo de pesquisadores contratados pela BBC usou sonares e tecnologia de navegação por satélite para tentar encontrar a criatura nas águas geladas da Escócia. A experiência, no entanto, não revelou monstro algum.

Ainda no mesmo ano, o maratonista e ex-jogador de futebol Lloyd Scott passou 12 dias usando um escafandro na beira do lago para tentar encontrar Nessie. Mas, assim como os cientistas da BBC, ele não encontrou nada.

Mesmo assim, a lenda continua tendo expressividade tanto na região em que se encontra o lago, quanto em outros países ao redor do mundo. Quem vive de turismo em Inverness agradece a atenção que ele continua recebendo — o local recebe um milhão de turistas por ano, gerado aproximadamente 100 milhões de dólares para a economia escocesa.