Matérias » Personagem

A moradora de rua que morreu sem saber que tinha uma larga herança

Perambulando nas ruas de Oregon, nos EUA, ela se hospedou em abrigos comunitários enquanto uma fortuna a esperava

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/06/2021, às 08h36

Imagem poética de mulher perdida na escuridão
Imagem poética de mulher perdida na escuridão - Imagem de StockSnap por Pixabay

Um curioso caso de uma mulher sem-teto no estado de Oregon, nos Estados Unidos, chamou atenção da imprensa pela possibilidade de ter sua vida mudada — fato que ela nunca descobriu até seu último dia de vida, em janeiro de 2020, quando faleceu com 49 anos de idade, como narra o jornal britânico The Independent.

Identificada como Catherine Boone, a moça sofria com problemas de saúde mental e, ao longo da vida, enfrentou diversas crises pelo uso de drogas. Apegada a mãe, um dos principais gatilhos para sua maior recaída, que a fez morar na rua, foi a morte da progenitora, em 2016, acarretando em desamparo psicológico e mais crises emocionais.

Contudo, o que a moça não sabia é que a mãe, que cuidou da filha durante os principais problemas pessoais ao longo da vida, preparou uma grande surpresa para a herdeira — que nunca pôde usufruir, como explicou o pai da garota, Jack Spithill, para a emissora de TV norte-americana KGW News.

Fortuna deixada

De acordo com Jack, inúmeras tentativas comprovadas por documentos judiciais comprovam que a família procurou Catherine por quatro anos para receber uma quantia avaliada em US$ 884,4 mil (aproximadamente R$ 4,4 milhões na cotação atual) deixada pela mãe para estabilizar seus gastos com necessidades básicas e tratamentos.

Em certas ocasiões, a mulher chegou a ser encontrada, mas se recusava a fazer contato e não tinha endereço fixo, perambulando pelas ruas do estado e residindo em albergues públicos. “Simplesmente não fazia sentido para mim que o dinheiro estivesse parado ali”, disse o pai para a emissora.

A quantia reservada pela mãe ainda se valorizou durante o tempo de procura, a qual Jack manifesta culpa pelo desamparo: “Atribuo quase tudo às drogas, mas acho que ela também tinha alguns problemas de saúde mental e a combinação dos dois não funcionou muito bem para ela. Eu acho que minha falha em reconhecer seus problemas de saúde mental. Eu meio que desisti dela por causa das drogas e não deveria ter feito isso”, acrescentou.

Trecho de reportagem retratando homenagem de abrigo para Boone / Crédito: Divulgação / NBC

 

Partida silenciosa

A família conseguiu comprovar em justiça que tentou fazer contato com anúncios em jornais locais, contratação de um investigador particular, publicações solicitando ajuda da comunidade para seu encontro e diversas ligações diretas para abrigos, possíveis amigos e até números de telefone atribuídos a Catherine, sem sucesso.

Durante a noite do dia 13 de janeiro de 2020, todos os recursos para ajudá-la se esgotaram com a descoberta de ela havia falecido após ser levada em caráter emergencial para um hospital local, sofrendo de problemas respiratórios agudos. Com isso, Boone faleceu aos 49 anos, sem nunca ter encostado nos milhares de dólares destinados a ela.

No principal abrigo da região onde circulava, o Astoria Warming Center, um outro lado foi apresentado para a família; era querida pelos outros sem-teto, sendo conhecida por ser a única a dormir de pijama.

Os relatos de moradores de rua apontaram ao Independent que, além de bem-humorada, costumava fumar e beber café junto aos outros residentes. Para homenageá-la, fizeram um pequeno memorial contendo a única foto que tinham da moça, em frente ao local.


+Saiba mais sobre o tema em grandes obras disponíveis na Amazon Brasil:

Teto Para Dois, de Beth O’leary (2019) - https://amzn.to/32Ga2gi

Desigualdade Social e Políticas Sociais: Estudos Sobre Expressões da Questão Social e Políticas de Enfrentamento a Pobreza na Cidade e no Campo, de vários autores (2017) - https://amzn.to/3gHcc42

The Old Man and the Sea, de Ernest Hemingway (2016) - https://amzn.to/3gCyaoM

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W