Matérias » Hollywood

Morto aos 24 anos: 5 fatos sobre o acidente que matou James Dean

O símbolo da juventude rebelde sem causa teve sua carreira interrompida por um acidente aos 24 anos de idade

Ingredi Brunato Publicado em 07/10/2020, às 16h45

Fotografia de James Dean
Fotografia de James Dean - Wikimedia Commons

Existem poucos que nunca ouviram falar de James Dean, astro de Hollywood e protagonista do clássico “Juventude Transviada”. O ator se imortalizou como um ícone cultural, representando o ceticismo e desilusão dos jovens do pós-guerra. Dean viveu intensamente e morreu muito cedo, com apenas 24 anos de idade, vítima de um acidente de carro. 

Na lista “100 anos...100 estrelas”, compilada pelo American Film Institute em 1999, que fez um ranking das cem maiores estrelas de cinema da Era de Ouro de Hollywood, o ator entrou na 18ª posição entre os intérpretes masculinos. 

1. Morte foi instantânea 

No dia de sua morte, James Dean iria participar de uma corrida em Salinas, uma cidade do estado de Califórnia, nos Estados Unidos. Contudo, o astro de cinema nunca conseguiria chegar ao evento. 

O ator norte-americano estava ao volante de seu Porsche recém-comprado, com o mecânico alemão Rolf Wütherich no carona, quando eles passaram pelo fatídico cruzamento onde ocorreu o acidente. 

Fotografia do Porsche de James Dean após o acidente. Crédito: Getty Images 

 

Um Ford Tudor 1955 passou na frente do carro onde estava Dean, e o jovem não conseguiu parar a tempo. O resultado foi uma batida que arremessou Wütherich para fora do Porsche, deixou o motorista do Ford com ferimentos leves, e tirou a vida do promissor ator de Hollywood. 

Embora tenha sofrido mais de um ferimento fatal, ficando preso em meio à lataria destroçada do veículo, James teve uma morte instantânea devido a seu pescoço quebrado. 

2. Ele morreu fazendo o que amava 

O sex simbol era conhecido pela sua paixão pelo automobilismo, inclusive tendo feito uma tentativa de começar uma carreira na área, comprando diversos carros de luxo e participando de corridas, onde não foi nada mal. 

Dean ficou em primeiro mais de uma vez correndo com iniciantes como ele, e conseguiu lugares de segundo e terceiro nas categorias profissionais. Infelizmente, a Warner Brothers o impediu de correr por algum tempo enquanto gravava o filme “Giant”. O evento de Salinas seria a grande volta do ator para o ramo. 

3. Culpado ou inocente? 

Fotografia de James Dean. Crédito: Getty Images 

 

A morte do astro de Hollywood foi intensamente noticiada pela mídia nacional e internacional do período. Um inquérito inicial sobre o acidente havia determinado que Dean tinha sido inteiramente culpado pelo ocorrido, por conta de direção irresponsável. Essa versão dos acontecimentos era reforçada pelo fato que cerca de duas horas antes da batida o ator havia sido multado por excesso de velocidade. 

Contudo, em 2005 (10 anos após a morte de James), o Los Angeles Times publicou o relato de um ex-oficial da Polícia Rodoviária da Califórnia que esteve no local do acidente e relatou uma visão diferente do acontecido: “os destroços e a posição do corpo de Dean indicavam que sua velocidade no momento do acidente parecia ser cerca de 55 mph (88 km/h)”, teria dito Ron Nelson

4. O carro ganhou fama de amaldiçoado

O Porsche onde James morreu havia sido comprado nove dias antes da fatídica batida, e foi apelidado de “Little Bastard” (Ou “Pequeno Bastardo”, em tradução livre). Caso o falecimento de uma estrela de Hollywood já não fosse o suficiente para sujar a reputação de Little Bastard, lendas contam que outras mortes incomuns continuaram a afetar as pessoas que receberam as peças do veículo.

Posteriormente, inclusive, os restos do Porsche desapareceram misteriosamente, segundo boatos para que sua “maldição” não fizesse mais nenhuma vítima.   

5. Dean foi indicado postumamente ao Óscar  

James Dean foi o primeiro ator de Hollywood a ser indicado ao Óscar após a sua morte, e inclusive é o único até hoje a ter duas indicações póstumas. Foram elas por seus papeis em “East of Eden” (Lançado no Brasil como “Vidas Amargas”) e “Giant” (Que por aqui ganhou o título de “Assim Caminha a Humanidade”). 

Fotografia de James Dean em "Juventude Transviada". Crédito: Wikimedia Commons 

 

As premiações que o astro já não podia receber foram um lembrete amargo de que Hollywood havia perdido um talento que embora brilhante, sequer tivera a chance de explorar inteiramente seu potencial. Dean será eternamente jovem na memória do cinema norte-americano.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon Brasil:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W