Matérias » Monarquia

Morto aos 4 anos: o repentino fim do Príncipe Octavius ​​da Grã-Bretanha

O carinhoso garotinho era o caçula do rei George III e o favorito do monarca — abalando a Família Real Britânica com seu repentino fim

Wallacy Ferrari Publicado em 06/09/2020, às 14h38

Retrato do Príncipe Octavius ​​da Grã-Bretanha
Retrato do Príncipe Octavius ​​da Grã-Bretanha - Wikimedia Commons

Nascido em 23 de fevereiro de 1779, o pequeno Octavius conheceu o mundo pelo Palácio de Buckingham, em Londres. Na época, já era o décimo terceiro filho do George III com a rainha consorte Carlota de Mecklemburgo-Strelitz, sendo o oitavo menino. O fato de ser o número oito entre os herdeiros do sexo masculino originou seu nome, que deriva do latim “octavus”.

Batizado exatamente um mês após seu nascimento, o garoto já era rodeado de líderes diplomáticos de peso, entre eles o duque Carlos I de Brunsvique-Volfembutel, o duque Frederico II de Mecklemburgo-Schwerin e a grã-duquesa Luísa de Hesse-Darmstadt.

Os cuidados para uma boa criação eram intensos, principalmente partindo do pai; o monarca tinha, nos filhos mais novos, a esperança de criar crianças menos impulsivas e problemáticas do que os mais velhos — que na época de seu nascimento, já rendiam dores de cabeça ao rei.

Retrato do príncipe Octavius, feito em 1782 por Thomas Gainsborough / Crédito: Wikimedia Commons

 

Cuidadoso e carinhoso

Diferente da criação dos mais velhos, George esteve menos atarefado e, consequentemente, mais dedicado aos dois filhos mais novos. Com isso, Octavius e a irmã Sofia receberam uma atenção especial do rei, que costumava brincar, ser carinhoso e desenvolveu uma relação nunca antes vista com os outros filhos.

O rei chegava a desacartar compromissos oficiais e modificar a agenda para comparecer e realizar eventos de interesse dos dois filhos, como aniversários e apresentações destinadas ao público infantil. Além disso, registros históricos relatam cenas onde George e Carlota dedicavam uma parte do dia unicamente para brincar com os pequenos, sempre os carregando pelo jardim ou pelo palácio.

Quando Octavius completou 18 meses, deixou de ser o filho mais novo com o nascimento de Alfred. O caçula, no entanto, morreu pouco antes de completar dois anos de idade, fazendo o penúltimo filho retomar a posição de mais novo. Horace Walpole escreveu a sir Horace Mann que presenciou o monarca relatando: "Sinto muito por Alfredo; porém se tivesse sido Octavius, eu deveria ter morrido também".

'A Apoteose do Príncipe Otávio', desenhado por Benjamin West em 1783 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Um rei de luto

Quando começou a realizar atividades fora do palácio, acabou sendo acometido pela varíola, ainda em estado inicial. Sofia também contraiu a doença, sendo vacinada junto ao irmão mais novo no Palácio de Kew. A garota conseguiu se recuperar sem reações negativas, porém, Octavius teve uma piora crescente que surpreendeu a equipe médica da realeza.

Dias depois, em 3 de maio de 1783, o garoto faleceu, semanas após completar o quarto ano de idade, sendo o último membro da família real britânica a ser vítima da varíola. A inesperada morte abalou Carlota, que estava grávida de Amélia, e Jorge, que chegou a declarar que “não haverá paraíso para mim se o Octavius não estiver lá”.

No dia seguinte ao falecimento, o rei passou por um dos cômodos do Palácio onde os filhos estavam instalados e viu Thomas Gainsborough pintando uma tela para a família. O rei se aproximou para interromper, mas viu Octavius no quadro e deu permissão para prosseguir. Semanas depois, foi revelada ‘A Apoteose do Príncipe Otávio’, um emocionante quadro de despedida que emocionou a irmã e melhor amiga, Sofia.


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana: O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W