Matérias » Entretenimento

"Mudou as coisas para mim": Entenda como Robbie Williams ajudou atriz do seu filme de sucesso

Nos bastidores de Uma Babá Quase Perfeita, de 1993, o astro criou laços marcantes e deu conselhos valiosos para a atriz mirim Lisa Jakub

Alana Sousa Publicado em 24/06/2021, às 07h00

Robin Williams e Lisa Jakub em cena no filme Uma Babá Quase Perfeita (1993)
Robin Williams e Lisa Jakub em cena no filme Uma Babá Quase Perfeita (1993) - Divulgação/20th Century Fox

Um dos clássicos da sessão da tarde, o filme Uma Babá Quase Perfeita, de 1993, fez muito sucesso ao redor do mundo — inclusive no Brasil. Uma das produções mais famosas do astro Robin Williams traz um enredo emocionante e engraçado.

Dirigido por Chris Columbus e adaptado da obra de Anne Fine, o filme apresenta a trama de um pai, interpretado por Williams, tentando conquistar mais tempo com os filhos. Impedido pela ex-mulher, Miranda, de ver suas crianças após o divórcio, Daniel Hillard decide utilizar uma fantasia para se infiltrar na vida das crianças.

Disfarçado como a babá Sra. Doubtfire, o pai consegue um emprego na casa dos filhos e protagoniza cenas cômicas na busca de reconstruir o relacionamento paterno. No entanto, os laços emocionais de Robin Williams iam muito além do que assistimos nas telonas.

A atriz Lisa Jakub, que interpretava a filha de Williams no longa metragem, Lydia Hillard, contou sobre conselhos que o ator lhe deu no set de filmagens e que mudou a sua vida. Na época, a intérprete tinha apenas 14 anos e atuava em um de seus filmes de maior alcance, depois de anos atuando somente em trabalhos para a televisão.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lisa Jakub (@lisa.jakub)

 

Conselho valioso

Em entrevista ao site Yahoo!, a ex-atriz e escritora revelou alguns detalhes sobre conversas profundas que teve com o astro, que morreu de suicídio em 2014. “Robin era tudo o que você esperava que ele fosse, e ele foi muito aberto e honesto comigo sobre seus problemas com ansiedade e depressão”, disse ela.

“Pude compartilhar com ele que a ansiedade era algo contra o qual eu lutava, e ele falava comigo sobre problemas de saúde mental de uma forma que os jovens de 14 anos não estão acostumados com os adultos sendo realmente abertos sobre esse tipo de experiências pessoais com eles”, continuou Jakub.

Uma Babá Quase Perfeita (1993) / Crédito: Divulgação/20th Century Fox

 

Além de ser um ombro amigo para as dificuldades da estrela mirim, Williams sempre fez questão de enfatizar a importância da atriz se manter longe de substâncias ilegais, pois, “esse foi um caminho que ele percorreu com o vício e que só piorou tudo”, falou a americana.

“E eu acho que, como uma atriz mirim de 14 anos, é uma história muito boa de se obter, uma mensagem real para ouvir, porque isso tende a ser um caminho bem usado para muitos atores mirins”, afirmou Lisa.

A atriz também comentou sobre a decisão de deixar Hollywood e se dedicar a outra carreira; hoje ela trabalha com yoga e saúde mental. “A superficialidade, a competição, a falta de privacidade - todas essas coisas começaram a se acumular para mim, e minha ansiedade, minha depressão estava praticamente fora dos gráficos. E eu realmente cheguei a esse ponto que considero muitos de nós atingiu, onde um dia nós meio que acordamos e pensamos, 'O que estou fazendo da minha vida?'”.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Lisa Jakub (@lisa.jakub)

 

Mesmo após anos da morte de Robin Williams, Lisa jamais esquece o impacto que ele teve em sua vida e carreira, mudando sua perspectiva sobre a indústria cinematográfica e sobre sua saga pessoal.

“Não sei se ele alguma vez soube como isso foi enorme e o quanto eu senti que ele estava ao meu lado. E como muito que realmente mudou as coisas para mim e me fez pensar, 'Qual é o impacto que eu quero causar no mundo?'”, finalizou.


+Saiba mais sobre Hollywood através das obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W