Matérias » Mundo

Neste dia, em 1970, Salvador Allende assumia o cargo de presidente do Chile

Há 49 anos, pela primeira vez na América Latina, um político marxista chegava ao poder em eleições abertas

Joseane Pereira Publicado em 04/11/2019, às 08h00

Salvador Allende
Salvador Allende - Getty Images

No dia 4 de novembro de 1970, algo novo acontecia nas Américas. Com o apoio de trabalhadores e camponeses, o médico chileno Salvador Allende assumia o cargo mais alto de seu país, se tornando o primeiro presidente latino-americano abertamente marxista a ser eleito por vias democráticas.

TRÊS ANOS DE GOVERNO

Allende venceu as eleições com uma maioria de 36,2% dos votos, como líder da coalizão Unidad Popular. No mesmo dia em que foi eleito, o médico declarou em rede nacional que iria implementar um governo marxista, nacionalizando os bancos, implantando a reforma agrária e controlando as importações e exportações do país.

Nessa época, 45% do capital do Chile pertencia a investidores estrangeiros, e mais de 80% das terras estava nas mãos de latifundiários. Praticamente todas as minas de cobre eram geridas pelos norte-americanos, e a dívida externa do país passava dos quatro bilhões de dólares.

Logo após assumir, o governo implantou um programa chamado "O Caminho Chileno para o Socialismo", iniciando a nacionalização dos sistemas educacional e de saúde e a estatização das minas de cobre geridas pelos EUA. O tão desejado crescimento econômico começava a aparecer: em 1971, o país cresceu 8,5%, o segundo melhor resultado da América Latina no ano.

CRISE E INSTAURAÇÃO DO GOLPE

Allende deixando prédio no dia do golpe / Crédito: Getty Images

 

Entretanto, um ano depois, a situação mudou. A expropriação das empresas de cobre havia sido feito sem compensação, o que enfraqueceu a confiança de investidores estrangeiros. Os investimentos desapareceram e produção agrária caiu, gerando fome e conflitos que prenunciavam uma guerra civil.

Isso abriu espaço para o golpe. Em 11 de setembro de 1973 os militares atacaram o Palacio de la Moneda, em um confronto sangrento que colocou  o general Augusto Pinochet no poder. Em meio ao conflito, Salvador Allende acaba cometendo suicídio, dando fim a um mandato marcado por esperanças, glórias e tragédias.


Saiba mais sobre Salvador Allende pelas obras abaixo:

1. Salvador Allende: Biografía sentimental, de Eduardo Labarca - https://amzn.to/2PI2xAi

2. O Último Tango de Salvador Allende, de Roberto Ampuero - https://amzn.to/2NigxPT

3. Fórmula Para O Caos. A Derrubada De Salvador Allende, de Luiz Alberto Moniz Bandeira - https://amzn.to/2C9BbLt

4. Allende: a História de Salvador Allende no Cinema de Patricio Guzmán, de Fábio Aparecido Monteiro - https://amzn.to/2Ccuvwg

5. Salvador Allende. Anti-Semitismo E Eutanasia, de Victor Farias - https://amzn.to/2JNu0Nb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível de produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.