Matérias » Personagem

Nos bastidores de Hollywood: a turbulenta vida privada de Marilyn Monroe

Casando-se três vezes, o sex symbol também tinha uma lista de casos que enlouqueceram a mídia

Caio Tortamano Publicado em 04/04/2020, às 08h00

A sedutora atriz Marilyn Monroe
A sedutora atriz Marilyn Monroe - Getty Images

Na madrugada do dia 5 de agosto de 1962, o quarto de uma famosa residência de Los Angeles se encontrava em completo silêncio, até o momento que a empregada da casa decide bater na porta inúmeras vezes. Sem resposta, Eunice Murray buscou por ajuda. Em seguida, ligou para Ralph Greenson, o psiquiatra de Marilyn Monroe.

Ao arrombar a porta, Greenson se deparou com o sex symbol de Hollywood sem vida, envolta de frascos vazios de barbitúricos, indicando uma overdose pelos remédios que tomava. Esse foi o fim da vida e carreira de uma das mais notórias estrelas de Hollywood de todos os tempos, que colecionou uma lista imensa de amantes ao longo de sua vida.

Abandono

Aos 16 anos, pouco tempo depois de ter saido de um orfanato, seu pai adotivo informou que não poderia levar a garota para a cidade que seria o novo lar. Desesperada e com medo de voltar ao lar de crianças, casou-se com um de seus vizinhos, James Dougherty.

O casamento arranjado não era de nenhuma forma feliz, Monroe saiu da escola para ser dona de casa, uma atividade que ela detestada. Os dois simplesmente não se falavam, por simplesmente não haver interesse. A infeliz união durou até 1946, quando Marilyn se divorciou de Dougherty para focar na carreira artística.

No início de sua carreira, Monroe era uma artista que tinha o objetivo firme de se consolidar no cinema. Isso fez com que aceitasse passar por algumas situações como ser apresentada a elite como acompanhante de luxo.

Foi o que aconteceu com o brasileiro Jorge Guinle, que diz ter feito sexo “duas vezes” com ela. Jorge era representante dos assuntos sul-americanos em Hollywood a mando de Nelson Rockefeller — de quem era amigo. Foram encontros puramente ocasionais, mas a relação entre os dois nunca foi ruim, era até amistosa, como viria a lembrar o próprio socialite e herdeiro.

Segundo casamento

Estabelecida no cinema, uma suposta relação da famosa atriz com a lenda do beisebol Joe DiMaggio começou a repercutir e tornou-se o foco da mídia especializada. Apesar de toda a tensão vinda da exposição completa que o casal sofria, eles se casaram em 1954 na cidade de São Francisco.

Marylin Monroe e Joe DiMaggio / Crédito: Getty Images

 

Os dois tinham personalidades completamente diferentes, embora ambos completamente famosos, DiMaggio era caseiro, e não gostava sequer da exposição que recebia por seu incrível talento no beisebol. Já Monroe, como se sabe, era avessa a rotina pacata, e gostava muito de sair e frequentar festas.

A icônica cena de Marilyn no filme O Pecado Mora Ao Lado, de 1955, em que o vestido branco da atriz sobe quando ela fica parada em cima de um respiradouro de um metrô, foi uma das principais razões para o fim do relacionamento.

O casamento durou apenas nove meses e deixou sequelas tanto em Marilyn como em Joe, este que precisou começar a frequentar a terapia pelos seus problemas de raiva e o alcoolismo.

Figurões de Hollywood

Enquanto cuidava de seu divórcio, Monroe se envolveu em casos com algumas figuras importantes do meio artístico americano. A loira chamou atenção do ator Marlon Brando, que definia a si mesmo como uma besta sexual. O estilo de vida acelerado dos dois coincidia, mas a relação não deu em nada.

No entanto, na mesma época, ela começou a se relacionar com o dramaturgo Arthur Miller, com o qual só pode assumir publicamente o romance quando se divorciou definitivamente de DiMaggio.

Terceiro casamento

A relação entre os dois recebia muitas críticas da imprensa, muito por terem estilos completamente diferentes. Além disso, Miller estava sendo investigado pelo FBI por uma suposta ligação política com a União Soviética — o que era extremamente grave no contexto da Guerra Fria.

Mesmo assim, ela insistiu em ficar com o ganhador do prêmio Pulitzer, e seguiu a relação por tempo recorde em sua vida: foram cinco anos ao lado do intelectual (1956-1961). Além de mais longo, viria a ser o seu último.

Miller escreveu alguns dos filmes que Monroe atuou em sua carreira, e esse foi um dos motivos que levaram a separação, já que ela julgava que alguns acontecimentos de sua vida pessoal com o autor viravam roteiro de obras cinematográficas. Eles se divorciaram e Miller começou uma outra relação em seguida.

Abalada, Marilyn se mudou de volta para Los Angeles, onde passou a viver com seu amigo de anos, Frank Sinatra. Porém, a relação entre eles iria além, tanto que durante a “união” nem sequer eram parceiros sexuais — como conta J. Randy Taraborrelli em seu livro A Vida Secreta de Marilyn Monroe.

Marilyn Monroe e Frank Sinatra / Crédito: Divulgação

 

Em 1962, seu último ano de vida, as teorias de que tinha relações extraconjugais com John Kennedy explodiram no imaginário popular, especialmente depois da apresentação no aniversário do presidente americano.

Durante cerca de dois minutos, as atenções se voltaram para uma loira estonteante, com os lábios flamejando com um batom vermelho. Monroe, que, no auge de sua carreira, subiu ao palco para cantar um sensual “Parabéns a Você” dedicado ao aniversariante causou polêmica na sociedade.

O episódio tornou-se famoso. Não apenas pela aparência deslumbrante da atriz, como também porque foi sua última grande aparição em público. Marilyn morreria menos de três meses depois.

A relação entre os dois nunca foi comprovada, mas isso não impede os conspiracionistas de responsabilizarem ele e seu irmão Robert — com quem também teria tido um caso — pela morte da notória atriz.


+Saiba mais sobre Marilyn Monroe por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

1. Fragmentos: Poemas, Anotações Íntimas, Cartas, de Marilyn Monroe (2011) - https://amzn.to/2QA6UgD

2. Marilyn, de Norman Mailer (2013) - https://amzn.to/2wqNIex 

3. Norman Mailer/bert Stern. Marilyn Monroe (Edição Espanhol), de Norman Mailer e Bert Stern (2018) - https://amzn.to/2woaxPX

4. Uma Noite com Marilyn Monroe, de Lucy Holliday (2016) - https://amzn.to/2xY5Jkv

5. My Story (Edição Inglês), de Marilyn Monroe (2016) - https://amzn.to/2JaWi3s

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du