Matérias » Monarquia

Nos Tempos do Imperador: Conheça os personagens reais da novela que reproduz o Segundo Reinado

Produção que estreia na Rede Globo nesta segunda-feira, 9, terá nomes reais que marcaram a história do Brasil

Redação Publicado em 09/08/2021, às 16h02 - Atualizado às 16h28

Cena da Novela 'Nos Tempos do Imperador'
Cena da Novela 'Nos Tempos do Imperador' - Rede Globo

As expectativas para a novela ‘Nos Tempos do Imperador’ são altas. Retratando o Segundo Reinado, período que compreende a ascensão de dom Pedro II, a produção da Rede Globo chama atenção não somente daqueles fascinados pela história de nosso país, mas também dos noveleiros, que esperam por uma produção inédita da companhia após a pausa causada pela pandemia de covid-19.

A novela com autoria de Alessandro Marson e Thereza Falcão continua a saga de ‘Novo Mundo’, produção lançada em 2017, que compreende o reinado de dom Pedro I e reproduz não só a vida íntima insólita do imperador, que nunca escondeu as amantes, mas também episódios importantes, como a independência do país.

Nesta nova produção, a vida íntima do filho de Pedro I não fica de fora. Pensando nisso, o site Aventuras na História preparou uma lista dos personagens reais que aparecem na novela que será exibida a partir desta segunda-feira, 9, às 18h25.

1. Dom Pedro II

Aqui, o encarregado de viver o principal personagem da novela é o grande ator Selton Mello. Na vida real, Pedro II ficou conhecido por ser culto e um grande apoiador da Ciência brasileira.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

“Eu não me lembrava, da época da escola, de tantos detalhes da história do Dom Pedro II. Quando li alguns capítulos da trama fiquei muito intrigado. (...) É um personagem que eu lia e ficava muito 'encafifado' sobre o que ele estaria pensando ao dizer ou viver certas coisas", disse o ator ao portal de notícias da emissora.


2. Teresa Cristina

Na trama da Globo, a imperatriz será vivida pela atriz Leticia Sabatella. Os livros descrevem Teresa Cristina como uma mulher dedicada. Ela e Pedro se tornaram companheiros através de um casamento arranjado entre 1843 e 1889.  

A relação resultou no nascimento de Afonso, Isabel, Leopoldina e Pedro Afonso.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

“Há uma identificação muito grande das mulheres de lá e de agora. Lutamos por coisas tão parecidas, vivemos situações tão próximas. Pensamos, num momento da ausência de um estadista, sobre o genocídio instaurado contra pobres, negros. Isso ainda é um estigma”, diz Leticia.


3. Condessa de Barral

Nos Tempos do Imperador não poderia deixar de fora um dos nomes mais importantes da vida da família imperial. A Condessa de Barral, interpretada pela atriz Mariana Ximenes, foi preceptora  das filhas do imperador.

Culta e muito inteligente, a relação entre a condessa e o político divide opiniões. Isso porque a relação próxima entre Pedro II e a condessa resultaram em suposições de que eles teriam sido amantes, contudo, a maior parte dos historiadores acredita que se tratava de uma paixão platônica.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

"Aquela mulher tirou dele a timidez e os embaraços. Sua malícia era um convite. E ele, aceitou, confiando nela. Admirava-a e lhe concedeu todas as intimidades. E tecia-se o romance. A convivência era frequente e íntima. O elo que unia estas duas pessoas era muito forte. Não se tratava das “necessidades primitivas”, nome que se dava ao puro e simples desejo sexual, nesta época. E, sim, a mistura sublime e romântica de amizade, amor, entusiasmo pela beleza e o encontro de almas. Um sentimento construído num momento histórico especial: o século XIX. Ele era D. Pedro II, o imperador do Brasil. Ela, a Condessa de Barral", explica a historiadora Mary del Priore na obra “Barral – a paixão do Imperador”.


4. Princesa Isabel

Outro nome relevante na história do Brasil, que se destacou no Segundo Reinado, é a princesa Isabel, que ganhará vida na pele de Giulia Gayoso.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

Filha de Pedro II, ela era herdeira do trono. Entrando para os livros de história como a mulher que assinou a Lei Áurea, ela era casada com o Conde d’Eu, um francês vivido por Daniel Torres.


5. Princesa Leopoldina

Outro nome quase não falado nos livros de História é a princesa Leopoldina, que será interpretada por Bruna Griphao. Carregando o nome da mãe do imperador, a jovem foi casada com Luís Augusto de Saxe-Coburgo-Gota, príncipe alemão.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

Na vida real, Leopoldina faleceu aos 23 anos sofrendo com dores num extremo caso de prostração.


6. Solano López

Uma das figuras mais intrigantes da história também não foi deixada de fora da nova produção da Rede Globo. Isso porque foi ele o ditador que entrou para os livros de História diante da Guerra do Paraguai.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

Com mais de 400 mil mortes, a guerra representou um dos conflitos mais sangrentos da história da América, com trágicos desdobramentos. Na novela ele será interpretado por Roberto Birindelli.


7. Caxias

Por último, outro nome real que se destaca na história do Brasil Império, e vai ser representado na produção, é Luís Alves de Lima e Silva, o duque de Caxias, que será vivido na trama pelo ator Jackson Antunes.

Crédito: Wikimedia Commons e Rede Globo 

 

Ele não só foi fiel ao imperador Pedro I, como também ao seu filho após a abdicação do trono. O militar se destacou principalmente pela liderança dos combatentes durante a Guerra do Paraguai.


++ Leia também: 'Nos Tempos do Imperador' promete fazer você matar as saudades de 'Novo Mundo'