Matérias » Brasil

Novo documentário mostra últimos dias de Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada

A produção gravada em 2016 estreou recentemente em diversas plataformas digitais

Ingredi Brunato, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 31/05/2021, às 14h38

Trecho do trailer de "Alvorada"
Trecho do trailer de "Alvorada" - Divulgação / Youtube / Vitrine Filmes

Na quinta-feira passada, 27, estreou o filme “Alvorada”, uma produção de Lô Politi e Anna Muylaert que retrata os últimos dias de Dilma Rousseff na presidência do Brasil. O início das filmagens foi aprovado após a Câmara ter votado o impeachment, mas antes dele passar pelo Senado, que colocaria o ponto final na questão. 

Segundo repercutido pelo MSN, o documentário gravado em 2016 está atualmente disponível no YouTube, iTunes, Google Filmes, Now, Oi e Vivo Play. Outro detalhe para se manter em mente é que essa não é uma gravação com cenas roteirizadas: a produção funciona de maneira observativa, como uma mosca na parede. 

Dilma nos franqueou o acesso ao Palácio da Alvorada inteiro que, afinal, era a residência dela. Só impôs uma restrição. Sua mãe estava hospedada ali também, e não estava bem de saúde. Tirando ela, que deveria ser poupada, podíamos filmar onde e o que quiséssemos. Chegamos a um ponto em que ela simplesmente não sabia onde estava a câmera”, contou Lô, conforme o MSN. 

A co-produtora ainda relatou que a câmera começou a ficar “invasiva demais”, e o fato daquele ser um “momento delicado” na trajetória da presidente fez com que ela começasse a pensar que seria mandada embora a qualquer momento. Felizmente, isso não aconteceu, e ela pôde finalizar o filme. 

“Dá para perceber um movimento que ficou bem interessante. O filme começa com a câmera próxima da presidente e termina com ela sendo filmada em planos mais distantes”, contou ainda Anna, de acordo com o site. 

Confira abaixo o trailer do documentário: