Matérias » Personagem

O bebê do Titanic: A herança maldita de John Jacob Astor VI

Após perder o pai biológico no naufrágio mais famoso de todos os tempos, o garoto teve dificuldades para obter respeito na família

Wallacy Ferrari Publicado em 05/07/2020, às 08h00

Crédito: Divulgação/YouTube/British Pathé/1934
Crédito: Divulgação/YouTube/British Pathé/1934 - Wikimedia Commons

Na noite do dia 14 de abril de 1912, o RMS Titanic colidia em um iceberg iniciava uma das maiores tragédias da história da navegação, com centenas de mortes e um prejuízo financeiro inestimável. Porém, para alguns personagens em específico, o naufrágio se tornou uma tragédia pessoal, que mudaria toda a sua vida.

É o caso da socialite Madeleine Talmage Force, que embarcou no navio grávida do bilionário John Jacob Astor IV, casados com muita controvérsia pela família do rapaz devido a diferença de 29 anos de idade.

Voltando juntos da lua de mel, embarcaram no Titanic e tiveram de enfrentar a saída caótica com prioridade nas mulheres e crianças. Madeleine conseguiu sobreviver, mas o marido nunca mais foi visto em vida.

Mesmo com as intrigas, foi acolhida pela família Astor até o nascimento da criança, com a proposta de que, se não casasse novamente, dedicando-se unicamente ao futuro herdeiro, receberia US$ 5,5 milhões por ano, desfrutaria da principal mansão da família em Nova York, teria acesso a mansão de férias em Beechwood, além do acesso a qualquer limusine e cavalo da coleção do ex-marido. Assim nasceu John Jacob Astor VI em meio a uma proposta que poderia dividir sua família.

Os pais de Astor, antes da viagem (à esq.) e recém-nascido com a mãe (à dir.) / Crédito: Wikimedia Commons

 

O bebê do Titanic

Amplamente coberto pela mídia, John foi apelidado de "o bebê de Titanic" em diversas revistas de colunismo social, como um símbolo de esperança em meio ao caos. Mesmo com a proposta tentadora, Madeleine casou-se com o banqueiro William Force Dick em 1916, o que abalou a família Astor — extremamente bem posicionada na alta sociedade — e passou a ser vista com desgosto.

Para piorar a relação, o garoto não foi criado junto a família do falecido pai, se tornando próximo de Dick, com quem viveu até 1933. Quando sua mãe decidiu casar-se com o boxeador e ator Enzo Fiermonte, o jovem se opôs, apoiando o banqueiro e cortando o último laço com o lado biológico de sua família.

O desprezo acabou sendo herdado por John; Vincent, filho mais velho do pai biológico, fazia questão de afirmar que o garoto nem mesmo "era um Astor genuíno". Mesmo com desprezo, o testamento de seu pai — formulado durante o primeiro casamento — não previa o nascimento do garoto, mas especificava que filhos posteriores receberiam US$ 3 milhões, tendo acesso ao valor com 21 anos de idade.

Fotógrafos registram casamento de John com Ellen Tuck French / Crédito: Divulgação/YouTube/British Pathé/1934

 

A vida de milionário

Com a briga do meio-irmão Vincent, a mãe Madeleine ficou desamparada financeiramente, tendo como único meio de renda o auxílio do próprio filho.

Quando a mãe faleceu, John travou uma batalha pelos bens relacionados ao pai, recorrendo até a um processo contra a esposa do irmão, Roberta Russell. Ele acusava a moça de embriagar o marido enquanto esteve hospitalizado e o influenciou ao assinar o seu último testamento, sem nenhuma atribuição fraternal.

Também se casou quatro vezes, mas ficou conhecido na sociedade após cancelar um casamento com Irene Muriel Augusta Sherman, filha do milionário William Sherman, responsável por uma das principais empresas de serviços financeiros dos Estados Unidos. Com a ausência de reconhecimento de seu sobrenome, costumava se apresentar com os nomes finais de suas companheiras.

A fortuna atribuída a John foi revertida em investimentos que o mantiveram com uma tranquilidade financeira imensa, mas incomparável com os US$ 85 milhões do irmão. Faleceu em 26 de junho de 1992, deixando um casal de filhos.


+Saiba mais sobre o Titanic por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Titanic: a história completa, de Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/3bw1ZFM

Titanic: A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, de Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/2VMYOmI

Monte o Titanic 3D, de Eni Carmo de Oliveira Rodrigues, Valentina Manuzzato e Valentina Facci (2018) - https://amzn.to/2RXTdJ6

Titanic: Voices from the Disaster (Edição Inglês), de Deborah Hopkinson (2012) - https://amzn.to/3cFxtcY

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W