Matérias » Bizarro

Passageiros sugados para fora do avião: O aterrorizante caso do voo 811

Em 1989, centenas de pessoas viajavam de Los Angeles para Sydney em um Boeing 747 quando um acidente interrompeu o trajeto

Thomas Pappon, da BBC Publicado em 02/10/2021, às 10h00

Imagem meramente ilustrativa de cabine de avião
Imagem meramente ilustrativa de cabine de avião - Divulgação/ Pixabay/ ty_yang

À 01h52 do dia 24 de fevereiro de 1989, um Boeing 747 da United Airlines decolou do Aeroporto de Honolulu, no Havaí, com 355 pessoas a bordo, em direção a Auckland, na Nova Zelândia. O trajeto era parte do voo 811, entre Los Angeles e Sydney, na Austrália.

“A decolagem e a subida ocorreram normalmente”, contou um dos passageiros, o americano Bruce Lampert, ao programa 'Witness History', da BBC. “Mas em um nanossegundo houve uma explosão, uma descompressão, e tudo o que não estava preso ao chão ou a um assento estava suspenso no ar."

"Eu lembro de ver o lustre que ficava pendurado em cima da escada que levava para a primeira classe, no andar superior, sendo arrancado", narrou o passageiro. A porta da frente do compartimento de carga, na parte de baixo do avião, tinha se aberto em pleno voo. Ela abriu com tanta violência para o lado de cima que causou um enorme rombo na fuselagem no lado direito, onde estavam sentados passageiros da classe executiva.

A cabine tem um mecanismo de pressurização que mantém a temperatura e a pressão do ar semelhantes às do nível do mar. Por causa do buraco, o ar de dentro do avião, com pressão bem mais alta que o ar do lado de fora, saiu de uma só vez, com consequências terríveis. Oito passageiros foram arrancados com seus assentos para fora do avião e arremessados ao Oceano Pacífico. Um nono passageiro foi engolido por uma turbina, que parou de funcionar.

Apavorados, as pessoas no avião temiam pelo pior, achando que fossem vítimas de um atentado à bomba. Todos tinham na memória o voo do Boeing 747 da Pan Am, que fora derrubado por uma bomba sobre a cidade escocesa de Lockerbie apenas dois meses antes, matando todas as 259 pessoas a bordo e mais 11 em terra.

O piloto, David Cronin, rapidamente baixou a altitude do avião para 4 mil metros, para garantir que os passageiros pudessem respirar. Sabendo que apenas dois dos quatro motores estavam funcionando e que alguns flaps tinham sido danificados, deu meia-volta, com a ideia de fazer um pouso de emergência em Honolulu.

Mesmo entrando na pista com uma velocidade mais alta que o normal, ele conseguiu fazer um pouso seguro. Fora do avião, Lampert conseguiu finalmente ver o estrago: “O buraco era enorme, de 9 por 12 metros. Começava na parte de baixo, onde ficava o bagageiro, e subia até as janelas do andar superior”.

Quando soube dos passageiros que tinham sido sugados para fora do avião, ele disse ter sentido um “frio gélido, pela constatação de como o destino é imprevisível; se você sentou no lugar 13 F, você morreu, mas se sentou no 8B, está vivo”.

Um relatório concluiu que a porta de carga abriu por causa de uma falha elétrica. O problema foi consertado e, em menos de um ano, o avião estava levando passageiros novamente. Apesar de intensas buscas, os corpos das vítimas nunca foram encontrados.


Thomas Pappon é jornalista da BBC News Brasil; O texto foi adaptado do podcast ‘Que história!’, disponível no site bbc.com/brasil


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Almanaque do avião, de Ernesto Klotzel e Tomas Prieto (2013) - https://amzn.to/2xEIegN

Aviões das grandes guerras, de Tomas Prieto (2015) - https://amzn.to/34WYDJr

Eletrônica de Aeronaves: Introdução aos Sistemas Aviônicos, de Thomas K. Eismin (2016) - https://amzn.to/2XYXL5E

Espera passar o avião, de Flavio Cafieiro (2018) - https://amzn.to/2RWgmf2

Terror a bordo: 17 histórias turbulentas, de Vários autores (2020) - https://amzn.to/3530BYT

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W