Matérias » Publieditorial

O CASSINO E SUAS ORIGENS, REGIONALMENTE FALANDO

As primeiras apostas na história?

Redação Publicado em 13/01/2021, às 14h23

O cassino e suas origens
O cassino e suas origens - Divulgação
Devido à internet o número de jogadores de apostas esportivas (NetBet), loterias (como a Mega Sena) e cassinos no geral (blackjack, poker, etc) só tem aumentado graças às suas facilidades diversas. Mas, muitos dos primeiros cassinos em algumas regiões tiveram origens bastante curiosas ou se encerraram de forma polêmica com intervenção do governo, vamos checar?
 
As primeiras apostas na história?
 
Os primeiros jogos de apostas relacionados ao que vemos em cassinos hoje em dia são mais velhos do que alguns pensam e estão datados há 2300 anos antes de Cristo na região da China. 
 
Lá, os primeiros dados foram feitos de ossos, o que é um pouco assustador. Com seu formato tetraédrico, pode ter sido criado por Palamedes, companheiro de Agamenon durante a guerra de Tróia. Em 302 A.C. as legiões romanas, após a conquista da Grécia, espalharam o jogo em todas as regiões que passaram a formar parte do Império. O próprio imperador Júlio César costumava jogar dados com seus pares senadores, antes de derrubar o senado e se tornar imperador. O jogo era comumente chamado de “lançar a sorte” e é uma das frases mais famosas de Júlio César.
 
O primeiro cassino
 
Localizado no Grande Canal em Veneza, o prédio terminou de ser construído em 1509. Ca ‘Vendramin Calergi, como é conhecido, é um dos primeiros palacetes renascentistas da cidade.
No século 17 o prédio já não era mais ocupado por nenhuma família nobre e em 1638 abriu como teatro. Junto ao teatro, parte do palacete era destinado às mesas de jogos. Nos intervalos das apresentações as pessoas ali podiam se divertir nos jogos de apostas. A aderência aos jogos foi tanta que em 1744 já haviam 120 cassinos na cidade.
Hoje, a cidade de Veneza comprou o prédio e trouxe vários jogos tradicionais para as pessoas apostarem, além do local ter se tornado um museu aberto e muito mais, devido ao seu valor histórico diversificado.
Para quem gosta de um cassino mais moderno, como outros comumente encontrados em Las Vegas e por toda a Itália, ou Malta, há também a filial em Ca’ Noghera que foi aberta em 1999, com opções mais variadas e atualizadas.
 
No país de Las Vegas
 
Nos Estados Unidos os cassinos, de fato, tiveram sua origem na década de 40 e hoje são um nicho de diversão muito forte principalmente relacionado ao turismo. Benjamin Siegel foi um gângster e empresário norte americano, conhecido entre os mafiosos por “Bugsy Siegel”. Em 1946 Siegel, utilizou o dinheiro conseguido nas suas atividades prestadas à Máfia para inaugurar o Hotel Flamingo que seria o primeiro de vários hotéis-casino faraônicos a compor Las Vegas.
 
Esse foi o pontapé inicial para os cassinos se popularizarem no país e uma origem um tanto quanto polêmica, mas, jogos de cassino já eram comumente vistos no Velho Oeste, como pode-se encontrar em todas as mídias relacionadas à essa época.
 
E no Brasil?
 
Chegando ao Brasil na época do império, em meados de 1917, os cassinos na nossa terra “verde e amarela” são considerados como jogos de azar desde que o presidente em 1964, General Eurico Gaspar, atendeu a solicitação de sua esposa, Carmela Dutra, pedindo seu banimento (de acordo com registros por motivos religiosos). Na época, aproximadamente 40 mil trabalhadores perderam seus empregos e também na mesma época, não necessariamente ligado aos cassinos, houve uma intensa diminuição do turismo e uma baixa na economia do país por diversos setores.
 
Num vai e vem, o Bingo havia sido aprovado no Brasil com a intenção de reverter o dinheiro para entidades esportivas, mas houveram problemas ligados à incapacidade do governo federal de credenciar e fiscalizar os jogos, o que foi visto por muitos no governo como um problema. Hoje, jogos de cartas como o pôquer são permitidos em estabelecimentos e há leis que pretendem aprovar de forma localizada no país, empresas de apostas esportivas e outras, que já agem de forma online e patrocinam times da Série A do Brasileirão, dentre outras ações permitidas.