Matérias » Segunda Guerra

Wernher von Braun: o cientista de Hitler também foi responsável pela chegada do homem à Lua

Quando os horrores da Segunda Guerra chegaram ao fim, Von Braun e 1.600 cientistas foram secretamente transferidos para os EUA

Isabela Barreiros Publicado em 10/10/2019, às 17h08

None
- DW/Deutsche Welle

Nem todo mundo sabe, mas o engenheiro responsável por colocar o primeiro americano na Lua, antes de se dedicar a tal tarefa, liderava o time de cientistas de Adolf Hitler, durante a Segunda Guerra Mundial. 

Wernher von Braun ajudou a desenvolver o foguete de longo alcance V2, que ficou conhecido como “arma de retaliação”. O equipamento de alta tecnologia foi produzido pelo cientista no Terceiro Reich nazista. Responsável por matar mais de 2.700 pessoas apenas na Inglaterra, o V2 ainda causou mais estrago que as consequências da guerra.

Sua produção envolvia primordialmente mão de obra escrava. As pessoas presas nos campos de concentração alemães eram obrigadas a trabalhar de forma incansável nas armas. De acordo com a BBC, cerca de 20 mil judeus escravizados morreram no período de fabricação do foguete. 

“O programa era caro em termos de vidas gastas. Os nazistas usaram trabalho escravo para fabricar esses foguetes”, comenta Doug Millard do Museu de Ciência de Londres, na Inglaterra. 

Wernher von Braun (em trajes civis) em meio a militares nazistas / Crédito: Wikimedia Commons

 

Ainda assim, é difícil definir a relação do pesquisador com o governo nazista. O historiador canadense Michael J. Neufeld, autor da biografia do engenheiro, “Von Braun”, relembra um documento em que Braun dizia: “Minha participação no partido não envolveu nenhuma atividade política”. 

Margrit von Braun, segunda filha de Braun, afirma que o engenheiro era obrigado a participar do programa científico de Hitler. “Estava trabalhando sob uma ditadura. Não pôde dizer não. As pessoas não tinha o mesmo tipo de escolha ao que estamos acostumados em uma democracia”, explica. 

Além disso, ele também ficou conhecido por uma grande conquista para os Estados Unidos. Depois do fim da Segunda Guerra, Braun e mais 1.600 cientistas foram secretamente transferidos para o território americano, como parte do programa nacional Operation Paperclip. 

Von Braun e o presidente Kennedy em 1963 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Ele seria responsável pela chegada do homem à Lua, na Missão Apollo. Pioneiro no desenvolvimento de tecnologia de foguetes espaciais, o cientista desenvolveu e ordenou a construção do Saturn V, o foguete das missões Apollo e Skylab, no Marshall Space Flight Center em Huntsville, Alabama, nos Estados Unidos. 

“Ele era obcecado com a Lua. Era sua ambição desde criança”, comenta Michael Neufeld, curador do Museu Aeroespacial Smithsonian e autor de 3 livros sobre o engenheiro. “Ele tentou apresentar a arquitetura para tornar as viagens possíveis. Para muitos engenheiros da Nasa, as ideias dele eram o programa lógico para a corrida espacial”, completa.