Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Madonna

O clipe 'engavetado' em que Madonna lançava uma granada no sósia de Bush

Em 2003, Madonna lançou o clipe de 'American Life' e causou bastante polêmica

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/07/2022, às 12h00

Cena do clipe alternativo de 'American Life', da cantora pop Madonna - Reprodução/Vídeo/Youtube
Cena do clipe alternativo de 'American Life', da cantora pop Madonna - Reprodução/Vídeo/Youtube

Madonnasempre teve um viés de crítica sobre questões políticas e sociais em suas letras de músicas e videoclipes, algo que a eternizou na história da música. Em 2003, por exemplo, ela lançou um clipe que causou grande polêmica na época, afinal, ela até mesmo chegou a cancelar e depois o repostou com outra edição.

O clipe em questão é o da música 'American Life', lançada pela rainha do pop no mesmo ano em que provocou rebuliço entre a população. No clipe original, era apresentado um desfile de moda com temática militar, com a cantora se preparando para invadir o evento junto a outras mulheres.

Imagem de momento do videoclipe de 'American Life' em que representa uma criança iraquiana com munições enroladas em seu corpo
Imagem de momento do videoclipe de 'American Life' em que representa uma criança iraquiana com munições em volta de seu corpo / Divulgação/YouTube/YehudaAshlag

No entanto, o que mais chocou no conteúdo do videoclipe na época foi o fato de Madonna ter atirado uma granada de mão no então presidente estadunidense, George W. Bush, que era interpretado por um sósia.

Além disso, o vídeo mostrava outros pontos de vista da rainha do pop sobre política e religião, e ainda apresentava outras cenas com soldados e lançamento de mísseis em frente à bandeira dos Estados Unidos.

Ademais, imagens de explosões atômicas e de rostos de crianças iraquianas são editadas consecutivamente. 

Guerra no Iraque

Apesar de o clipe impactar devido a presença de fortes críticas ao governo norte-americano, além do posicionamento anti-guerras — o que poderia ser interpretado por alguns como anti-patriótico —, o grande motivo para seu cancelamento pela cantora na época foi o momento desagradável, em contexto mundial, para tal produção ser divulgada.

A ideia de um clipe criticando a guerra, a política e a invasão do Iraque foi desenvolvida por Madonna ainda no final de 2002, com o lançamento oficial ocorrendo apenas no início do ano seguinte. O problema foi que em 20 de março de 2003, a Guerra do Iraque teve seu início oficialmente decretado.

Reprodução/Vídeo/Youtube

Segundo a rainha do pop,  o cancelamento do clipe, no dia 1° de abril daquele ano, ocorreu "por respeito às forças armadas americanas que estão no Iraque", como repercutido pela Folha na época. "Eu não sou anti-Bush. Eu não sou pró-Iraque. Eu sou pró-paz", acrescentou ainda.

Relançamento

Após o cancelamento, Madonna e sua equipe regravaram e reeditaram a versão original, e no dia 16 de abril daquele mesmo ano foi lançada uma versão alternativa no canal VH1, logo após um programa especial chamado 'Madonna Speaks'. A nova versão, por sua vez, apresenta apenas a artista cantando em frente a bandeiras de diferentes países.


O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.