Matérias » Coreia do Norte

O curioso hotel 'fantasma' da Coreia do Norte

O Ryugyong Hotel começou a ser construído há mais de três décadas, mas se encontra vazio até os dias de hoje

Redação Publicado em 17/02/2022, às 14h51 - Atualizado em 08/04/2022, às 08h00

O grande Ryugyong Hotel
O grande Ryugyong Hotel - Getty Images

O Ryugyong Hotel, prédio que começou a ser construído no ano de 1987 em Pyongyang, no contexto da Guerra Fria, tinha tudo para ser uma das construções mais emblemáticas da Coreia do Norte.

No entanto, mais de três décadas após o início das obras, o arranha-céu em forma de pirâmide de mais de 300 metros de altura ainda não foi inaugurado.

Projetado para abrigar ao menos 3.000 quartos e cinco restaurantes giratórios com vista panorâmica em seu interior, o edifício atingiu a altura planejada em 1992.

A forma piramidal já existia, mas as janelas foram instaladas somente 16 anos depois. Desde então, as obras foram retomadas e interrompidas inúmeras vezes.

Hoje o prédio se encontra revestido de metal e vidro, além de que conta com luzes de LED. Contudo, segue fechado, uma vez que sua estrutura interna não foi finalizada, conforme informou o Diário de Notícias, em reportagem de 2020.

A cidade de Pyongyang; Ao fundo, o grande prédio em formato de pirâmide / Crédito: Getty Images

Produto da Guerra Fria

De acordo com a fonte, o Ryugyong Hotel foi nada mais, nada menos, que um produto da rivalidade entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte, que se encontravam em lados opostos em um momento de Guerra Fria.

Tudo começou quando, no ano de 1986, uma empresa sul-coreana inaugurou um edifício que, à época, foi apresentado como o hotel mais alto do mundo.

O Westin Stamford, como foi chamada a estrutura, foi construído em Singapura. Paralelo a isso, Seul se preparava para sediar os Jogos Olímpicos de 1988.

Por esse motivo, foi organizado em Pyongyang o Festival Mundial de Jovens e Estudantes, que seria a versão socialista dos Jogos Olímpicos, em 1989.

Foi também pela competitividade que a Coreia do Norte planejou construir um imenso hotel que bateria o recorde conquistado pela vizinha do sul.

O Westin Stamford (ao centro), em Singapura / Crédito: Wikimedia Commons / Wanghongliu

Obra inconclusa

O edifício deveria ficar pronto a tempo do evento, mas a obra jamais foi concluída. A princípio, houve problemas de engenharia, mas o Governo já havia investido uma imensa quantia na construção de um novo estádio, na expansão do aeroporto de Pyongyang e também na pavimentação de estradas.

Além disso, a URSS, em colapso, não forneceria ajuda e investimentos. Era, portanto, um momento difícil para o país economicamente. Assim, passado o evento olímpico, o prédio deixou de ser uma prioridade nacional. 

O arranha-céu de Pyongyang ao fundo / Crédito: Getty Images

Construção incomum

Segundo o Diário de Notícias, o edifício hoje vazio possui três frentes, todas inclinadas num ângulo de 75 graus. Conforme apontou um arquiteto de Singapura, o formato de pirâmide não foi escolhido apenas por estética, mas é justificado em razão do material utilizado para a construção: concreto armado, em vez de aço.

"Foi construído assim porque os níveis superiores precisavam de ser mais leves", disse o profissional Calvin Chua, quem afirmou que a maneira como foi construído o Ryugyong Hotel é bastante incomum.


+ Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

A Montanha e o Urso: Uma História da Coreia, de Emiliano Unzer Macedo (2018) - https://amzn.to/2EaTAbX

A acusação – Histórias proibidas vindas da Coreia do Norte, de Bandi (2018) - https://amzn.to/2ROHFIZ

Para poder viver: A Jornada De Uma Garota Norte-coreana Para A Liberdade, de Yeonmi Park e Maryanne Vollers (2016) - https://amzn.to/2E5f2z4

Coreia do Sul. Políticas Industriais, Comerciais e de Investimentos, de Gilmar Masiero (2014) - https://amzn.to/2YEw8wX

Dentro do segredo: Uma viagem pela Coreia do Norte, de José Luís Peixoto (2014) - https://amzn.to/2E9rYDX

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W