Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Michael Jackson

O dia em que Michael Jackson foi enquadrado por policiais

Episódio que ocorreu dentro de um Walmart em 2004 quase levou Michael Jackson à prisão

Redação Publicado em 26/06/2022, às 08h00

Michael Jackson em 2002 - Getty Images
Michael Jackson em 2002 - Getty Images

Um dos maiores astros do pop de todos os tempos, Michael Jackson entrou para a história por ser único — tanto na música que produziu quanto em seu próprio jeito de ser, que influenciou a forma com que o mundo recebeu suas ilustres produções.

Especialmente excêntrico, o Rei do Pop nunca teve receio em expor sua maneira singular de pensar e agir, o que provavelmente o ajudou a se tornar a estrela que continua sendo até os dias de hoje.

Ser incomum fez com que o músico conseguisse pensar em coreografias, músicas e figurinos que conquistaram o público — mas também veio com pontos negativos, podendo trazer uma verdadeira dor de cabeça em alguns momentos quando não se é compreendido de imediato.

Um episódio que aconteceu em um Walmart do Colorado, nos Estados Unidos, em 2004 quase levou Michael à prisão por sua excentricidade, que acabou causando medo em um dos funcionários do estabelecimento do estado norte-americano. 

Isso porque, naquele dia 29 de fevereiro, há mais de 18 anos, o artista estava fazendo compras na rede de supermercados usando nada mais nada menos que uma máscara de ski, acompanhado de um amigo também mascarado.

Getty Images

Fazendo compras mascarado

Segundo o jornal local News Glenwood Springs Colorado, o cantor estava no Walmart usando uma máscara de ski e acabou assustando um dos funcionários do estabelecimento, que decidiu ligar para a polícia.

Ele havia se preocupado com o fato de ter avistado não apenas um, mas dois clientes mascarados dentro da loja e decidiu fazer um chamado às autoridades da região na manhã daquele dia, quando os amigos ainda faziam compras.

Não demorou muito para que os oficiais enquadrassem os dois, parando o carro em que eles estavam minutos depois de terem saído do supermercado, indo para outro lugar após a visita.

Michael e seu acompanhantes foram, então, interrogados pela polícia sobre as máscaras e solicitados para retirarem os adereços do rosto. Foi assim que eles descobriram a verdadeira identidade do estranho mascarado: as autoridades estavam diante do Rei do Pop.

A Rolling Stone Brasil repercutiu a declaração dada por um dos oficiais envolvidos no incidente que ocorreu há quase duas décadas, que acabou sendo resolvido facilmente ali mesmo. Bill Kimminau, do departamento de polícia de Glenwood Springs, disse:

"Descobrimos que não havia problema criminal ou qualquer outra coisa, e eles foram para Aspen [famosa cidade turística de esqui no Colorado]. Com base no homicídio de dois anos atrás e com um homem usando uma máscara, obviamente estamos um pouco preocupados".

Na época, os Estados Unidos ainda estava chocado com um assassinato que havia acontecido com um funcionário também do Walmart apenas dois anos antes, em um episódio em que um homem mascarado foi morto a tiros dentro do estabelecimento.

Ainda assim, no caso do ilustre Michael Jackson, o policial justificou o artista estar mascarado dentro do supermercado: "Não foi nada. Ele estava aqui para fazer compras e tinha uma máscara. Tenho certeza que se soubessem da identidade dele, ele provavelmente teria sido inundado com autógrafos".