Matérias » Arte

O Grito, de Edvard Munch: o enigma de mais de um século finalmente resolvido

O quadro do pintor norueguês possui uma inscrição oculta que, durante muitos anos, gerou controvérsias entre os especialistas

Giovanna Gomes Publicado em 03/03/2021, às 14h39

O Grito (1893), de Edvard Munch
O Grito (1893), de Edvard Munch - Divulgação

Datado de 1893, o quadro 'O Grito' é um dos mais conhecidos de toda a história da arte. Mas parece que seu autor, o pintor norueguês Edvard Munch, tentou passar uma mensagem aos admiradores de suas obras.

Durante mais de um século, não esteve claro entre os especialistas se a inscrição "Só poderia ter sido pintada por um louco!" havia sido feita por Munch ou não.

Mas eis que, passado tanto tempo, em fevereiro deste ano finalmente veio a confirmação: o próprio artista, de fato, a teria realizado. As informações são do site All That's Interesting.

Mensagem oculta

“A escrita é, sem dúvida, do próprio Munch”, afirmou Mai Britt Guleng, curadora do Museu Nacional da Noruega. Mas para chegar a esta conclusão, foi necessário um longo processo de análise.

O primeiro desafio era compreender a mensagem inscrita sobre camadas de tinta, a partir de uma série de recursos, para só então averiguar se a caligrafia era do pintor.

O autor da obra, Edvard Munch - Crédito: Wikimedia Commons

 

“É muito difícil de interpretar”, disse Thierry Ford, conservador de pinturas do museu. “Através de um microscópio, você pode ver que as linhas do lápis estão fisicamente em cima da tinta e foram aplicadas depois que a pintura foi concluída".

Primeiro, a equipe tirou fotos infravermelhas do quadro, o que ajudou a enxergar melhor a inscrição. Depois os especialistas estudaram a caligrafia do artista por meio de seus diários e cartas ainda mantidos. No final, compararam a frase com os textos pessoais de Munch.

Significado

Confirmada a suspeita, logo nos perguntamos: qual seria o sentido de tal mensagem? E é justamente isso que a curadoria do museu buscou entender.

O artista por volta de 1933 - Crédito: Wikimedia Commons

 

A verdade é que, por mais que 'O Grito' hoje seja um quadro consagrado, ele não foi muito bem aceito à época de sua primeira exposição em seu país natal.

Durante o período, Johan Scharffenberg, um estudante de medicina, afirmou que a obra era a prova clara de que Edvard “não estava bem de juízo.” Além disso, declarou que a pintura poderia ser um indício de que o artista era propenso a alucinações e que, por isso, deveria ser internado e proibido de pintar.

Também Henrik Grosch, um importante crítico de arte da época, realizou uma declaração semelhante. Para ele, o quadro era provava que as pessoas não deveriam considerar Munch como "um homem sério com um cérebro normal."

Edvard Munch - Crédito: Divulgação

 

Tais declarações abalaram muito o pintor, que já temia a possibilidade de que, assim como acontecera com alguns de seus familiares próximos, pudesse ficar louco. Mais tarde, em 1908, o norueguês foi levado ao hospital devido a um colapso nervoso.

Para a equipe, ao que tudo indica, foi esse o motivo que levou Munch a realizar a curiosa inscrição em sua obra mais famosa.

Assim, a frase poderia ter um tom irônico ou mesmo "uma expressão de vulnerabilidade do artista", nas palavras de Guleng. “Ele poderia estar bêbado fazendo isso”, explicou a curadora.


+Saiba mais sobre a arte por meio de grandes obras disponíveis na Amazon Brasil:

Tudo sobre arte, de Stephen Farthing e Richard Cork (2018) - https://amzn.to/3fEy6FY

A História da Arte, de Gombrich (2000) - https://amzn.to/2A1SsIG

O livro da arte, de Vários Autores (2019) - https://amzn.to/3cdUjIR

História Ilustrada da Arte, de Ian Chilvers (2014) - https://amzn.to/2WDgHEF

Breve história da Arte: Um guia de bolso para os principais gêneros, obras, temas e técnicas, de Susie Hodge (2018) - https://amzn.to/3fEykwO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W