Matérias » Animais

O insólito caso do pirarucu, da Amazônia, que foi parar nos EUA

Recentemente, o peixe foi encontrado às margens de um rio no oeste do estado da Flórida, nos EUA

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 04/04/2021, às 10h00

Pirarucu encontrado na Flórida
Pirarucu encontrado na Flórida - Divulgação

No começo de março, algo extremamente curioso ocorreu no estado da Flórida, nos EUA. Acontece que um peixe nativo da Amazônia, o famoso pirarucu, foi encontrado às margens do rio Caloosahatchee, oeste da Flórida, nos EUA, em avançado processo de decomposição. As informações foram repercutidas pelo South Florida Sun Sentinel.

O animal, que costuma ter escamas verdes e cauda vermelha, já apresentava coloração branca. O caso foi amplamente divulgado, já que a presença de uma espécie exótica no local é extremamente nociva, uma vez que pode gerar em um grave desequilíbrio ecológico, levando a problemas até mesmo de natureza econômica.

Ainda não se sabe ao certo como o pirarucu foi parar no local, mas já existem algumas teorias muito plausíveis que consigam explicar o ocorrido.

O peixe já estava em avançado processo de decomposição - Crédito: Divulgação

 

Ambiente inadequado

Conforme repercutido pelo Olhar Digital, a espécie pode até sobreviver nas águas do sul dos Estados Unidos. Contudo, a reprodução somente se dá em condições específicas, apenas próximo à floresta amazônica.

Logo, as margens do rio Caloosahatchee, que corta o Parque Jaycee, onde o animal foi encontrado, não seria um local adequado para um pirarucu se desenvolver.

O site Live Science explica que, como havia apenas um indivíduo da espécie na Flórida, tudo indica que o peixe estava na casa de algum morador local que o tinha como animal de estimação. Porém, o pirarucu teria ficado grande demais, de modo de um aquário não mais poderia comportá-lo e, assim, teria sido solto.

 

Também é possível que o animal tenha morrido em cativeiro e, posteriormente, jogado no rio. Independente do que ocorreu de fato, a presença de um pirarucu nos EUA logo deixou todos em alerta.

Espécie valorizada

De acordo com o Live Science, os pirarucus podem chegar a 3 metros de comprimento e pesar 200 quilos, de modo que o animal encontrado na Flórida, apesar de grande se comparado a outras espécies, ainda era pequeno para um gigante do nosso país.

 

A espécie é muito valorizada pela pesca esportiva em razão de seu tamanho, além de que sua carne pode ser armazenada sem refrigeração após passar por um processo de salgamento. Porém, é justamente por ser uma espécie muito atrativa, o pirarucu encontra-se em risco de extinção.

Além disso, esses animais possuem características únicas, como duras escamas que nem mesmo as piranhas são capazes que perfurar. Outra característica curiosa é que os pirarucus pertencem ao grupo de peixes de língua óssea, os quais possuem uma língua cheia de dentes.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíves na Amazon:

Zoologia: guias e manuais de identificação, de Vários autores (eBook) (2014) - https://amzn.to/2FMZmVm

Peixes do Brasil, editado por Heraldo Antonio Britski e José Lima de Figueiredo (2019) - https://amzn.to/3kqqkRG

Peixes Marinhos Do Brasil, de Marcelo Szpilman (2011) - https://amzn.to/3c4rhfe

Pequeno manual de peixes marinhos e outras maravilhas aquáticas, de Beatriz Chachamovits (2018) - https://amzn.to/3c4fPjX

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W

O sol e o peixe, de Virginia Woolf (2015) - https://amzn.to/3hKdADK