Matérias » Personagem

O item peculiar que Shakespeare deixou para a esposa no testamento

Antes de morrer, o dramaturgo deixou para Anne Hathaway um de seus bens

Penélope Coelho Publicado em 16/08/2020, às 08h00

A única imagem existente que pode representar Anne Hathaway
A única imagem existente que pode representar Anne Hathaway - Wikimedia Commons

Em 2018, a internet surtou com uma semelhança bizarra. Um internauta percebeu que Adam Shulman, marido da atriz Anne Hathaway, vencedora do Oscar, muito se parecia com o dramaturgo William Shakespeare. Além disso, o que alimentou ainda a mais a teoria conspiratória foi o fato de que Shakespeare foi casado durante 34 anos com uma mulher que se chamava Anne Hathaway. Todavia, muitos não conhecem a trajetória da esposa do antigo artista, que ainda é repleta de lacunas. 

Pouco se sabe sobre a trajetória de Anne antes que seu caminho se cruzasse com um dos maiores poetas da História e escritor de peças clássicas como Hamlet. Até mesmo o rosto da mulher é um mistério, contudo, sua vida é envolta por algumas questões únicas, que fazem dela uma figura à frente de seu tempo.

Acredita-se que Anne tenha nascido por volta do ano de 1556 e tenha sido criada em Shottery, uma vila localizada em Warwickshire, na Inglaterra. Hathaway passou a maior parte de sua infância na fazenda de sua família, local que hoje em dia é conhecido como uma atração turística de Shottery.

Anne era filha de um agricultor chamado Richard Hathaway, o homem faleceu em 1581 e deixou para a menina alguns pertences e quantia em dinheiro que deveriam ser dados para ela no dia de seu casamento. Em seu testamento, o fazendeiro chama a garota de Agnes, o que faz com que alguns historiadores acreditem que por muitos anos, a inglesa foi nomeada como Agnes Hathaway.

 Shakespeare em pintura oficial / Crédito: Wikimedia Commons

 

O casamento

O que mais chama atenção no relacionamento entre William Shakespeare e Anne é a diferença de idade do casal. Eles se casaram em 1582, quando o dramaturgo tinha 18 anos e Hathaway, 26. Anne ainda se casou grávida da primeira filha do casal, o que chocou a sociedade na ocasião.

O contraste etário por sua vez, foi motivo de diversas teorias por parte de historiadores. Alguns acreditam que Shakespeare tenha sido obrigado pelos familiares de Anne a se casar com a mulher. Enquanto outros acreditam que tenha sido exatamente o contrário, que na verdade, o poeta perseguia a futura esposa. Contudo, nenhuma teoria foi comprovada.

Fato é que o casamento rendeu ao casal três filhos: Susanna, nascida em 1583 e os gêmeos Hamnet e Judith em 1585. Contudo, quando tinha somente 11 anos, Hamnet faleceu repentinamente.

Testamento polêmico

Quando o inglês se aposentou do teatro em 1613, ele escolheu viver uma vida sossegada na cidade de Stratford, ao lado de sua esposa. Um pouco antes de falecer, Shakespeare escreveu seu testamento, relatando o que ele gostaria que fosse feito com seus bens e para quem eles seriam destinados.

Gravura alemã do século 19 retratando Shakespeare cercado por seus filhos, Anne é retratada à direita costurando / Crédito: Wikimedia Commons

 

William morreu aos 52 anos, em 23 de abril de 1616. Para o espanto de muitos, no documento, homem praticamente excluiu a esposa e deixou a maioria de seus bens para sua filha mais velha, Susanna.

Entretanto, o poeta deixou para a mulher um item curioso. O autor de Romeu e Julieta escreveu que Anne deveria ficar com sua “segunda melhor cama”. O que chama mais atenção foi o fato desse relato só ter sido encontrado um pouco depois como um anexo, o que dá a impressão de que o homem só havia se lembrado do desejo depois que terminou de redigir o texto.

"Frequentemente, foi observado que a única menção de Shakespeare à sua esposa Anne Hathaway é uma reflexão tardia: uma inserção interlinear na última folha, onde ele deixa para ela a 'segunda melhor cama com a mobília' (cortinas, linho, etc.)", afirma o site Shakespeare Documented da Biblioteca Folger Shakespeare. 

Na época, deixar uma cama de qualidade para um parente não era algo incomum, de acordo com os costumes do período elisabetano, a melhor cama era sempre a do quarto de hóspedes, o que dá margem para acreditar que o item deixado por William era a cama que o casal partilhava.

Contudo, esperava-se que Hathaway recebesse mais. É especulado que a inglesa tenha sido sustentada por suas filhas até seus últimos anos. A mulher faleceu em 6 de agosto de 1623, aos 67 anos de idade, por causas desconhecidas.


++Saiba mais sobre William Shakespeare através de impressionantes obras disponíveis na Amazon

Grandes Mistérios da História: A teoria da conspiração e os segredos por trás dos acontecimentos, de Sérgio Pereira Couto (2015) - https://amzn.to/2QHjs6p

Grandes obras de Shakespeare - Box (2017) - https://amzn.to/2rs7wuZ

Hamlet, de William Shakespeare (2015) - https://amzn.to/38DPma4

Shakespeare: o que as peças contam, de Barbara Heliodora (2018) - https://amzn.to/2Ocwvv1

Romeu e Julieta, de William Shakespeare (2016) - https://amzn.to/2RmRDjW

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W