Matérias » Crimes

O lado B de um artista: A turbulenta saga de Mark Salling

Famoso pela série adolescente Glee, Salling foi alvo de uma investigação após denúncia de material pornográfico infantil

Wallacy Ferrari Publicado em 04/05/2021, às 17h31

Mark durante evento de promoção da série Glee
Mark durante evento de promoção da série Glee - Getty Images

Na entrada da década de 2010, o ator e músico Mark Salling tinha os holofotes a ser favor; após participações em comerciais e em séries, chegando a contracenar com Chuck Norris em ‘Walker, Texas Ranger’, o auge da fama surgiu com uma das produções jovens mais influentes do século 21.

Compondo parte do elenco principal de Glee, da FOX, após várias audições, o artista passou a integrar o grupo em 2009, dividindo as cenas com Cory Monteith e Lea Michele em musicais e nas intrigas do roteiro. Com isso, conseguiu receber o prestigiado prêmio Screen Actors Guild para melhor elenco em série de comédia em 2009.

Por lá, perdurou no elenco até 2015, na última temporada da atração, além de manter paralelamente um projeto musical chamado Jericho, onde lançou dois discos.

Porém, em 29 de dezembro daquele ano, o ator foi alvo de uma operação policial responsável por mudar sua reputação para sempre.

Elenco de Glee reunido, com Mark usando regata preta ao centro / Crédito: Getty Images

 

Pedófilo em Hollywood

Após uma denúncia à polícia feita por uma de suas ex-namoradas, a casa de Salling foi invadida em Los Angeles sob suspeita de possuir material pornográfico infantil, como informou a emissora norte-americana CNN. Por lá, a polícia encontrou mais de 50 mil imagens e 600 vídeos de menores de idade em situações de sexualização.

Espalhados em aparelhos e unidades de memória portátil, como HDs e pen-drives, o El País acrescentou que Mark tinha um software responsável por deslocar seu IP de maneira que não fosse identificado no local onde o computador estava instalado. Contudo, mostrou o conteúdo para a então companheira em duas ocasiões, resultando na denúncia.

O ator chegou a ser preso e liberado sob fiança de 20 mil dólares, porém, teve de assumir a posse e ser registrado como delinquente sexual regional, além de perder a vaga no filme Gods and Secrets, do diretor Adi Shankar. Com tal medida, ele conseguiu se safar de quatro a sete anos de detenção — mas não da opinião pública.

Salling e seu advogado durante audiência no ano de 2016 / Crédito: Getty Images

 

Ida trágica

A partir do momento em que a detenção foi divulgada, Salling não conseguiu se reposicionar profissionalmente com novos papéis em cinema ou televisão. Recebendo tratamento psicológico pelo estado, o ator ainda seria julgado, tendo a sentença prevista para sair em 7 de Março de 2018, com a confissão de culpa formalizada três meses antes, em 18 de dezembro de 2017.

Mark, no entanto, não fez questão de aguardar a condenação; gastando fortuna com advogados e próximo de perder as finanças acumuladas com o seriado, ele foi encontrado morto após ficar desaparecido por seis horas, em 30 de janeiro de 2018. Perto de sua casa em Sundland, na Califórnia, o ator estava enforcado, como informou o portal de celebridades TMZ.


+ Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W