Matérias » Reino Animal

O parasita que tortura tarântulas e foi batizado em homenagem a ator

Entenda como, em uma forma bizarra de crueldade, o verme obriga tarântulas a andarem nas pontas das patas

Isabela Barreiros Publicado em 23/01/2022, às 08h00 - Atualizado às 20h16

Uma tarântula infectada com o verme parasita
Uma tarântula infectada com o verme parasita - Divulgação/Adler Dillman/Universidade da Califórnia (UCR)

Um verme parasita que pratica uma forma de tortura em tarântulas foi descoberto recentemente por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos — e se trata de uma espécie especialmente rara.

Primeiro, os especialistas ficaram intrigados ao perceberem manchas brancas ao redor da boca de uma tarântula. No entanto, não era a única: em 2018, um atacadista do animal relatou que inúmeras delas morreram em seu estoque com esse sinal incomum.

Após o relato das mortes atípicas no estoque de um vendedor de tarântulas, em que elas contavam com uma estranha secreção branca ao redor de suas bocas, os cientistas começaram a investigar mais o caso.

Embora a equipe pudesse pensar que aquilo fosse cuspe de aranha, essa hipótese não foi nem mesmo considerada, já que Adler Dillman, parasitologista da Universidade da Califórnia (UCR), notou logo de cara que era uma massa emaranhada de parasitas.

Segundo o pesquisador, os vermes são chamados de nematóides, que podem viver dentro do orifício das tarântulas. Mas, embora sejam bastante comuns, ainda existem poucos conhecidos que podem infectar os animais em específico.

“Os nematóides existem há centenas de milhões de anos [e] evoluíram para infectar todos os tipos de hospedeiros do planeta, incluindo humanos”, explicou Dillman. "Qualquer animal que você conheça no planeta Terra, há um nematóide que pode infectá-lo”, ressaltou em nota

A ciência já descreveu mais de 25 mil espécies de nematóides até agora, como ressalta o portal Live Science. As conhecidas pelos pesquisadores que afetam as tarântulas especificamente, no entanto, são apenas duas.

Nematóides de tarântula

Detalhes do verme parasita / Crédito: Divulgação/Adler Dillman/Universidade da Califórnia (UCR)

Depois de infectar as tarântulas pela boca, deixando as manchas brancas ao redor do orifício dos animais, os vermes parasitas são capazes de oferecer um tipo de tortura terrível, em que tira o controle de seus apêndices, que monitoram suas presas.

Com isso, as aranhas tornam-se incapazes de se alimentarem, lentamente morrendo de fome, causada pelos nematóides que fizeram casa em sua boca. Mas, enquanto isso, elas também podem apresentar comportamentos estranhos.

“Pode levar meses, porque as tarântulas não precisam comer com muita frequência”, destaca Adler Dillman. "No entanto, se eles pegarem essa infecção, morrerão de fome”, completa.

Uma das atitudes peculiares das tarântulas infectadas é andar nas pontas das patas, como escreveram os pesquisadores no estudo publicado no periódico científico The Journal of Parasitology na última segunda-feira, 17.

Além disso, a equipe notou ainda que os “caçadores de aranhas” não infectaram todo o corpo das aranhas que atacaram, apenas a boca de seus hospedeiros, ao que o restante delas ficou intocado.

Para dar nome à nova espécie de nematóide, os cientistas recorreram ao seu conhecimento em filmes de Hollywood e homenagearam o ator americano Jeff Daniels ao chamarem o verme parasita de Tarantobelus jeffdanielsi.

"Quando ouvi pela primeira vez que uma nova espécie de nematoide foi batizada com meu nome, pensei: 'Por quê? Existe alguma semelhança?'", brincou Daniels, em uma nota enviada à UCR.

O nome faz alusão ao filme "Arachnophobia", um thriller de comédia lançado em 1990 no qual Daniels vive o papel principal, em que ele salva uma pequena cidade de uma infestação de aranhas mortal.

"Honestamente, fiquei honrado com sua homenagem a mim e a 'Aracnofobia'", disse o artista "E, claro, em Hollywood, você realmente não conseguiu até ser reconhecido por aqueles no campo da parasitologia."


+Saiba mais sobre o reino animal por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Ocean: A Visual Encyclopedia, de DK Publishing (2015) - https://amzn.to/31L941I

Animals: A Visual Encyclopedia, de DK Publishing (2012) - https://amzn.to/33TNk6r

Life Lessons from the Heart of Horses: How Horses Teach Us About Relationships and Healing, de Kathy Pike (2021) - https://amzn.to/31JdYMA

Animal Kingdom: A Collection of Portraits, de Randal Ford (2018) - https://amzn.to/33QdKWN

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W