Matérias » Personagem

O passado da doce senhora que já foi espiã: a incrível história de Ursula Kuczynski

Nascida na Alemanha, Ursula desde a juventude lutou contra o fascismo e o nazismo; mais tarde tornou-se espiã dos comunistas soviéticos

Giovanna Gomes Publicado em 03/02/2021, às 15h09

A espiã vivia disfarçada na Inglaterra
A espiã vivia disfarçada na Inglaterra - Divulgação

Quem conversava com a senhora Beurton, como era conhecida Ursula Kuczynski, achava que se tratava apenas de uma simples dona de casa que cuidava dos três filhos e gostava de cozinhar.

Por mais que tivesse um leve sotaque, ninguém jamais suspeitou de suas origens e muito menos poderiam imaginar que a mulher possuía um codinome no Exército Vermelho: Sonya

A verdade é que ela era, na verdade, uma espiã enviada pelos comunistas ao território britânico durante a Guerra Fria.

Nascida em Berlim, na Alemanha, Ursula viveu disfarçada no vilarejo de Great Rollright, em Cotswold, na Inglaterra. Lá, ela comandou uma rede de espionagem que tinha como objetivo principal descobrir o segredo para a fabricação da bomba atômica.

A espiã nasceu na Alemanha / Crédito: Divulgação

 

Inimiga dos nazistas

Ursula combateu o fascismo e o nazismo com unhas e dentes, de modo que seu nome entrou para a lista de pessoas caçadas pela Alemanha nazista. Por esse motivo, após ter atuado como espiã do Exército Vermelho na China, na Polônia e também na Suécia, ela jamais poderia se estabelecer em seu país de origem.

Em 1945, a Segunda Guerra teve fim. Entretanto, logo em seguida, um novo conflito, a Guerra Fria, tomou palco e dividiu o mundo em dois blocos, o capitalista e o socialista.

A União Soviética, que liderava a parte socialista, enviava espiões por diversas localidades do globo para obter informações, levar mensagens e realizar diversas tarefas.

Uma dessas pessoas era Úrsula, que foi cooptada enquanto se encontrava na China, onde chegou junto a seu primeiro marido anos antes, em 1929.

Igreja de St Andrew, em Great Rollright / Crédito: Divulgação

 

Ela foi enviada à Grã-Bretanha para captar informações sobre a Inglaterra e também os EUA, especificamente acerca do processo de construção da bomba atômica para que a URSS também pudesse ter uma.

No fim, a mulher ainda revelou aos soviéticos os segredos da tecnologia de radar submarino e também sobre a aterrissagem de tanques.

Em terras britânicas, já ao lado de seu segundo marido, ela começou a passar informações aos soviéticos por meio de um transmissor de rádio que ela mesma construiu.

A agente Sonya, como era conhecida na URSS, comandava toda uma rede de espiões que atuavam dentro do programa de pesquisa de armas atômicas britânico, com base próxima à casa aonde vivia.

A espiã morreu em 2000 aos 93 anos / Crédito: Divulgação

 

Um de seus informantes era o físico alemão Klaus Fuchs, que participou do Projeto Manhattan, o qual desenvolveu a primeira bomba nuclear da história.

Contudo, quando Fuchs confessou ser um espião no ano de 1950, Ursula voltou para Berlim e se estabeleceu na parte soviética da capital, uma vez que temia ser descoberta.

Na época, os britânicos tentaram atrair a espiã de volta à Grã-Bretanha, afirmando que ela estaria livre da acusação e que poderia tornar à vida confortável que tinha na região.

Contudo ela nunca mais voltou e permaneceu na Alemanha até o ano 2000, quando morreu aos 93 anos de idade.


+Saiba mais sobre o tema a partir de grandes obras disponíveis na Amazon:

1. À Beira Da Guerra Nuclear: Crise Dos Mísseis De Cuba - União Soviética, Cuba E Os Estados Unidos, de Scott S. F. Meaker - https://amzn.to/31FUCGc

2. Treze dias: Uma Memória da Crise dos Mísseis Cubanos, de Kennedy, Robert F. - https://amzn.to/32O8D67

3. O fim do homem soviético, de Svetlana Aleksiévitch - https://amzn.to/2JjLfWg

4. Da Guerra Fria à nova ordem mundial, de Ricardo de Moura - https://amzn.to/32NGlIU

5. A Guerra Fria, John Lewis Gaddis - https://amzn.to/2pefs2e

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W