Matérias » Brasil

Há 51 anos, o cônsul Nobuo Okuchi era raptado por guerrilheiros em São Paulo

Em março de 1970, Okuchi estava em seu carro na região da Consolação quando foi surpreendido por membros da Vanguarda Popular Revolucionária

Giovanna Gomes Publicado em 11/03/2021, às 12h26

O cônsul Nobuo Okuchi
O cônsul Nobuo Okuchi - Divulgação

No dia 11 de março de 1970, o cônsul do Japão Nobuo Okuchi, então com 52 anos, foi sequestrado na região da Consolação, em São Paulo. Ele passava pela rua Piauí quando surgiram três carros, dos quais desceram membros da Vanguarda Popular Revolucionária armados com metralhadoras. Eles cercaram seu veículo e exigiram que medidas fossem tomadas para que Okuchi pudesse ser libertado.

De acordo com a Folha, mais tarde o então presidente Emílio Garrastazu Médici explicou, por meio de uma nota oficial, quais procedimentos eram exigidos pelo grupo. Segundo o informe, seriam: a soltura de cinco presos políticos e o encaminhamento dos mesmos para o exterior, de preferência para o México.

Ex-presidente Médici - Crédito: Divulgação

 

Todos eram ligados à resistência contra a ditadura: Shizuo Ozawa era integrante do Partido Comunista do Brasil enquanto Otávio Ângelo fazia parte da ALN (Ação Libertadora Nacional). Uma terceira presa, madre Maurina, foi acusada de auxiliar membros da ALN. Os dois últimos presos eram Diógenes, que teria participado de atentados, e Adamaris Lucena, cujo marido havia sido assassinado em outra ação.

Negociações

No texto, que foi assinado por Alfredo Buzaid, então ministro da Justiça, e Mário GibsonBarbosa, das Relações Exteriores, foram aceitas as condições, mas desde que os sequestradores provassem que Nobuo estava bem. Assim, no dia 15 daquele mês, o jornal "Notícias Populares" anunciou que os cinco indivíduos haviam embarcado com destino ao México.

Primeira página da Folha do dia 16 de março daquele ano - Crédito: Divulgação

 

Participaram da operação mais de 100 oficiais, que levaram os presos, além dos três filhos de Adamaris, do aeroporto de Congonhas até o estrangeiro.

No dia 16 de março, os sequestradores, liderados por Ladislau Dowbor e Eduardo CollenLeite, o Bacuri, cumpriram o trato e deixaram o cônsul na rua Arujá, no bairro do Paraíso, de onde ele pegou um táxi e voltou para casa. Ele afirmou em uma coletiva ocorrida no dia seguinte que foi bem tratado e que lhe eram dadas várias refeições durante o dia, o que incluiu até mesmo feijoada.

Após o sequestro, Okuchi foi capaz de reconhecer 3 dos 15 militantes que participaram da ação, o que contribuiu para as investigações. No final, oito deles foram presos e cinco morreram durante um combate com a polícia.

Nobuo em coletiva de imprensa após ser libertado - Crédito: Divulgação/Memorial da Democracia

 

Contudo, Nobuo não foi a única personalidade a ser sequestrada naquele ano. Após ele, os embaixadores Ehrenfried Anton Theodor Ludwig Von Holleben, da Alemanha e GiovanniEnrico Bucher, da Suíça, foram os próximos alvos.

Além disso, em setembro 1969, a ALN já havia realizado o mesmo com Charles Burke Elbrick, embaixador americano que se encontrava no Rio de janeiro, e exigiram a libertação de José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, e mais 14 presos. No total, 115 pessoas foram soltas por meio desses quatro sequestros.


+Saiba mais sobre a ditadura por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

A doutrina de segurança nacional e o "milagre econômico" - https://amzn.to/34MxlEH

1964: história do regime militar brasileiro - https://amzn.to/2RfstUF

Ditadura e Democracia no Brasil - Do Golpe de 1964 à Constituição de 1988 - https://amzn.to/2Rey0en

Dossiê Herzog: Prisão, tortura e morte no Brasil, Fernando Pacheco Jordão (2015) - https://amzn.to/2CwH5GB

Setenta, Henrique Schneider (2017) - https://amzn.to/36OM1EI

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du