Matérias » Personagem

O sequestro mais infame de todos os tempos: o dia em que Frank Sinatra Jr. foi raptado por aspirantes

O filho do astro foi raptado por um criminosos inexperientes, e teve um desfecho peculiar

Caio Tortamano Publicado em 06/05/2020, às 17h45

Frank Sinatra Jr em apresentação
Frank Sinatra Jr em apresentação - Wikimedia Commons

Em dezembro de 1963, dois meses após a brutal execução do presidente americano John F. Kennedy, os Estados Unidos estavam diante de outro caso tenso: o sequestro do filho de Frank Sinatra, Frank Sinatra Jr, que na época tinha apenas 19 anos.

O sequestro ocorreu enquanto o filho do astro estava hospedado no Harrah’s Club Lodge, em Lake Tahoe, Estados Unidos. O cantor estava conversando com um amigo no vestiário do local quando Keenan e Amsler fizeram a primeira abordagem, amarrando o colega de Frank e vendando os seus olhos antes de levarem o filho de Sinatra.

Da esquerda pra direita: Barry Keenan, Joe Amsler e John Irwin / Crédito: Divulgação

 

Em questão de minutos, o amordaçado amigo conseguiu se libertar e foi direto ao encontro de algum policial, para quem pudesse reportar o sequestro. Por se tratar do filho de uma personalidade, o FBI entrou quase que imediatamente nas investigações. Assim, uma descrição do carro foi informada as autoridades e todas as entradas de Lake Tahoe foram bloqueadas. Todavia, foi em vão: os sequestradores foram ágeis.

Investigações

Os três não eram criminosos natos; estavam fazendo o sequestro apenas pelo dinheiro, mas nem isso conseguiram, uma vez que pediram 240 mil dólares pelo resgate de Frank Jr., enquanto o próprio Sinatra ofereceu um milhão para quem salvasse seu querido filho.

A polícia apostou que os criminosos não eram experientes, e recomendou que a família Sinatra aceitasse pagar os 240 mil para que os três sequestradores fossem descobertos - já que poderia representar um momento de descuido. 

A parte mais patética de toda a história veio justamente depois que o pedido de resgate foi feito e o valor estipulado. Por mais que eles tivessem planejado manter Sinatra Junior em cativeiro até ter o dinheiro em mãos, ou até mesmo um pouco mais, o plano não deu certo.

O dinheiro

O local de entrega do dinheiro deveria ser em um posto de gasolina em Sepulveda, na Califórnia. Para a coleta, Keenan e Amsler foram até o lugar enquanto Irwin ficou na base com o alvo do sequestro. Enquanto o tempo passava, John ficava cada vez mais tenso e nervoso e não conseguiu esperar até os seus comparsas voltassem.

Posto de gasolina que ocorreria a troca / Crédito: Divulgação

 

Ao invés de esperar eles retornarem para tomar qualquer atitude, Irwin simplesmente libertou o rapaz antes mesmo de eles terem sentido o cheiro do dinheiro. Frank foi resgatado poucos quilômetros de onde foi solto, no bairro de Bel Air, da alta classe de Los Angeles. Em seguida, foi levado para a casa de sua mãe, Nancy.

Não demorou para que os aspirantes fosse capturados, na verdade,  uma operação relativamente fácil puniu os responsáveis pelo episódio. Isso porque Irwin, claramente arrependido, confessou toda a ação que deu errado para o irmão, que sem enxergar uma luz no fim do túnel, avisou ao FBI quem eram os sequestradores.

Já Keenan e Amsler foram encontrados em questão de horas depois de terem conseguido o dinheiro. Aliás, os dois foram capturados com a quantia do resgate completa, dando ainda menos trabalho para as autoridades.

Teorias conspiratórias

No entanto, a estupidez e ingenuidade daqueles que realizaram o sequestro foi motivo de desconfiança para os amantes de teorias conspiratórias. Os três rapazes foram condenados por sequestro, embora conspiracionistas acreditem que tenha sido o próprio Frank Sinatra, pai, o responsável pelo sequestro, numa forma de golpe publicitário. Uma vez que o episódio ganhasse as manchetes, a carreira do cantor seria beneficiada. 

Outros dizem ainda que a relação de Sinatra com a máfia teria resultado no sequestro de seu filho. As investigações do FBI concluíram que, na verdade, não foi nada além de um crime mal executado por três jovens que queriam uma maneira fácil de levantar dinheiro. Atualmente, o caso não passa de um infame conto policial de três jovens que acharam que conseguiam sequestrar um parente de uma das maiores vozes americanas.


+Saiba mais sobre Frank Sinatra através das obras abaixo disponíveis na Amazon:

Frank Sinatra: O Homem, o Mito, a Voz, Pete Hamill (2015) - https://amzn.to/2U6VNOX

Sinatra 100, Charles Pignone (2015) - https://amzn.to/2NYZMct

Sinatra, James Kaplan (2015) - https://amzn.to/2tGalKA

Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade, Jairo Severiano (2008) - https://amzn.to/2TSXSh3

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W