Matérias » Personagem

O suicídio misterioso do Superman

George Reeves interpretou o Homem de Aço nas televisões e não conseguiu reerguer sua carreira — e felicidade — ao fim do show

Caio Tortamano Publicado em 03/03/2020, às 18h40

George Reeves como Super-Homem
George Reeves como Super-Homem - Divulgação

Durante a década de 50, mais especificamente em 1952, a série As Aventuras de Superman transformou George Reeves em uma celebridade nacional. A exposição foi de grande proveito para o intérprete do Homem de Aço, que deixou os cigarros de lado para ser um exemplo para as crianças e deixava sua vida pessoal mais restrita possível.

Com o fim do aclamado show em 1958, mesmo sendo adorado por todos como Clark Kent, George Reeves não encontrou papéis que suprissem suas vontades artísticas ao fim da série, o que passou a consumi-lo todos os dias.

Em junho de 1959, um tiro foi escutado do apartamento do artista em Los Angeles. Um disparo exato na cabeça tirou a vida do ator, mas as circunstâncias de sua morte permaneceram um mistério. De acordo com a polícia, estavam presentes na residência sua noiva, Leonore Lemmon, William Bliss, Robert Condon e Carol Van Ronkel.

De acordo com as testemunhas, Lemmon e Reeves estavam jantando com Condon em um restaurante quando o casal começou a brigar bem na frente do amigo dos dois. Depois disso, eles voltaram para casa.

Já depois da meia-noite, depois que Reeves já tinha ido deitar, uma festa improvisada ganhou vida na casa do aposentado. George se incomodou com o barulho, mas se recusou a voltar a dormir e tomou um drinque com os amigos que tinham chegado no apartamento, mas voltou para o seu quarto em um péssimo humor.

Depois disso, o homem tirou a própria vida. Todos os depoimentos das pessoas presentes no momento da morte coincidem com os fatos, e mesmo que não tivessem ligado para a polícia logo após o tiro, eles tiveram a demora justificada pelo estado de choque e a embriaguez em que se encontravam.

Atualmente, a causa do suicídio é atribuída ao fracasso de Reeves como ator depois do fim da série do Superman. Na época, a própria polícia de Los Angeles incluiu isso em seu relatório, além de que Leonore teria alertado aos presentes no apartamento que ele iria se matar logo após ter ido para o quarto.

George Reeves fez grande sucesso como Super-Homem na televisão / Crédito: Getty Images

 

A versão de Lemmon é a de que ela estava na sala quando ouviu o disparo, mas boatos afirmam que ela estava ou dentro ou perto do quarto em que houve a morte. Para piorar a história, nenhuma digital foi identificada na arma do crime e também não foi encontrada pólvora na mão de George.

Foram localizadas três balas disparadas pela arma, encontrada aos pés de Reeves, mas todos os presentes na casa relataram terem escutado apenas um tiro. Apesar de todos esses fatos, a causa da morte foi dada como suicídio.

A mãe do falecido, indignada, não aceitou o relatório da época e pediu para que houvesse uma nova investigação. Isso aconteceu, mas, mesmo após outras análises, não foi provado nada diferente do que já havia sido apontado.


+ Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo:

Superman. Entre a Foice e o Martelo, Mark Millar e Dave Johnson (2017) - https://amzn.to/378bVDx

Superman: Red Son (Inglês), Mark Millar e Dave Johnson (2014) - https://amzn.to/2XbTfyo

A Identidade Secreta dos Super-Heróis, de Brian J. Robb (2017) - https://amzn.to/2TkavRL

DC Graphic Novels. Superman. O Homem de Aço, de Eaglemoss (2015) - https://amzn.to/38jkA5M

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.