Matérias » Entretenimento

Entre a foice e o martelo: o Superman comunista dos quadrinhos

Batalhando por Stalin, pelo socialismo e pela expansão do Pacto de Varsóvia, o personagem ganhou uma versão alternativa

Isabela Barreiros Publicado em 17/12/2019, às 10h45

Primeira imagem divulgada pela DC Comics do filme animado inspirado na HQ "Superman — Entre a Foice e o Martelo"
Primeira imagem divulgada pela DC Comics do filme animado inspirado na HQ "Superman — Entre a Foice e o Martelo" - Divulgação

Em sua história original, o Superman, vindo do seu planeta natal Krypton, cai na fictícia cidade rural de Smallvile, Kansas, Estados Unidos. No roteiro do autor de quadrinhos Mark Millar, no entanto, ele pousa em uma região próxima a uma fazenda coletiva na Ucrânia, parte da União Soviética na época.

A HQ Superman — Entre a Foice e o Martelo foi publicada pela primeria vez em 2003 e relançada pela Editora Panini em 2017. Escrita por Mark Millar e desenhada pelos artistas Dave Johnson, Kilian Plunkett, Andrew Robinson e Walden Wong, o livro tornou-se febre na Rússia. A primeira tiragem de aproximadamente 10 mil exemplares esgotou em pouco tempo, e ainda continua fazendo sucesso tanto na Rússia quanto ao redor do mundo.

"Está sendo um grande êxito de vendas, embora para mim não seja uma surpresa, já que os amantes das histórias em quadrinhos em nosso país estão há anos esperando sua publicação em russo", disse Aleksandr Zhikarentsev, diretor do editorial responsável pela publicação.

[Colocar ALT]
Crédito: Editora Panini/Divulgação

Em vez de levar o S, que significa “esperança” em Krypton, o personagem passou a carregar em seu peito uma foice e um martelo, símbolo manifesto da União Soviética. De acordo com a descrição presente no site da DC Comics, o herói da classe trabalhadora “batalha até o fim por Stalin, pelo socialismo e pela expansão do Pacto de Varsóvia”.

Em 140 páginas, mais longo que o comum, Millar narra a trajetória do Superman em meio ao comunismo russo. Defendendo o proletariado mundial, ele ainda se torna sucessor do líder Josef Stalin, tornando-se dirigente soviético, mesmo que contra sua vontade de estar em meio à política oficial do país.

"Me chamavam de soldado, mas nunca fui. Um soldado obedece ordens. Um soldado conhece e odeia seu inimigo. Um soldado luta e morre só por seu povo. Eu luto no grupo do bem", admite o super-herói em uma de suas falas na HQ.

Henry Cavill, que protagonizou Superman nos últimos filmes lançados pela DC Comics, disse em entrevistas que a história do Superman Vermelho serviu como inspiração para que ele pudesse interpretar o personagem nas telonas, principalmente no longa-metragem O Homem de Aço, lançado em 2013. Mas não foi o último suspiro do herói vermelho.

Em setembro, a DC Comics anunciou a produção de um filme animado baseado na história em quadrinhos Superman — Entre a Foice e o Martelo ainda neste ano. Em setembro, a companhia divulgou a primeira imagem da produção, que é a capa desta reportagem. 


Saiba mais sobre histórias em quadrinhos por meio dos livros a seguir:

Superman. Entre a Foice e o Martelo, Mark Millar e Dave Johnson (2017) - https://amzn.to/378bVDx

Superman: Red Son (Inglês), Mark Millar e Dave Johnson (2014) - https://amzn.to/2XbTfyo

The Communist Manifesto Illustrated: All Four Parts, Karl Marx e Friedrich Engels (2016) - https://amzn.to/2O9cUea

Marxism: A Graphic History (Inglês), Rupert Woodfin e Oscar Zarate (2018) - https://amzn.to/2KkDUWQ

Marx's Capital Illustrated (Inglês), David N. Smith e Phil Evans (2016) - https://amzn.to/33XN6sl

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.