Matérias » Hollywood

A angústia de Peg Entwistle e a morte que abalou Hollywood

Aos 24 anos, Entwistle tinha conquistado um importante contrato no cinema, entretanto, a depressão interrompeu os seus sonhos

Pamela Malva Publicado em 10/07/2020, às 09h00

O local onde Peg tirou a própria vida
O local onde Peg tirou a própria vida - Wikimedia Commons

 

A placa de Hollywood, criada em 1921, sempre foi um marco em Los Angeles, na Califórnia. Conhecida no mundo todo, o local virou um cartão postal logo que foi inaugurada em 1923. No entanto, pouco se imagina que o ponto turístico já foi o palco de um suicídio.

Tudo começou quando uma mulher, que caminhava abaixo da placa, encontrou um sapato, uma bolsa e uma jaqueta, no dia 18 de setembro de 1932. Ela abriu a bolsa e, dentro, encontrou uma nota angustiante.

Os pertences eram de Millicent Lilian Entwistle, mais conhecida como Peg Entwistle. Ela era uma jovem atriz nascida no País de Gales, em 1908. Acostumada com a vida de Londres, ela decidiu se mudar e chegou à América através dos mares, a bordo do SS Philadelphia.

Peg em photoshoot / Crédito: Wikimedia Commons

 

Seu pai, Robert Entwistle, um ator, morrera atropelado em Nova York, em dezembro de 1922. Depois disso, ela e seus dois irmãos mais novos passaram a morar com o tio, agente do ator Walter Hampden, da Broadway.

Apaixonada pelo cinema e pelo teatro e vivendo nesse meio, Peg, já com 17 anos, atuou em diversas peças na Broadway — como em um papel não creditado em Hamlet, concedido por Walter, em 1925. Sua primeira apresentação creditada foi no papel de Martha, em The Man from Toronto (O homem de Toronto, em português), em 1926.

Tudo corria bem, as peças recebiam boas críticas e Peg parecia feliz. Em 1927, inclusive, ela se casou com o ator Robert Keith. Ao contrário das peças, no entanto, o relacionamento não foi tão bem e os dois se divorciaram em 1929.

Anos mais tarde, Peg fez sua última aparição na Broadway em Alice Sit-by-the-Fire (Alice sentada perto do fogo, em português), de J. M. Barrie, em 1932. Em maio do mesmo ano, ela atuou em seu único filme de Hollywood, Treze mulheres, de David O. Selznick.

Meses depois, em setembro, sua carta de suicídio foi encontrada nos pés da placa de Hollywood. Peg tinha 24 anos. O bilhete, que foi divulgado na TV e nos jornais, dizia: “Eu tenho medo, sou uma covarde. Sinto muito por tudo. Se eu tivesse feito isso há muito tempo, teria economizado muita dor”. Ela havia assinado com as letras PE.

Logo depois que a mulher encontrou o bilhete de Peg, ela olhou para o pé da montanha e encontrou o corpo estirado no chão. Com os objetos da atriz em mãos, a única testemunha foi até a polícia de Los Angeles, relatou tudo que havia encontrado e deixou os pertences de Peg nos degraus da delegacia de Hollywood.

Pouco mais tarde, um detetive e dois oficiais encontraram o corpo da atriz no barranco logo abaixo da placa. Sem a identidade do cadáver, a única opção da polícia era publicar a carta de suicídio na imprensa, esperando que alguém reconhecesse a assinatura.

Foi assim que o tio de Peg chegou à delegacia. Ele lembrou que a sobrinha havia desaparecido dois dias antes e reconheceu a assinatura, identificando o corpo logo depois. Em seu testemunho, ele disse as autoridades que a atriz saíra de casa no dia 16 de setembro, para ir até a farmácia e em seguida visitaria alguns amigos.

Placa de Hollywoodland, em 1932 / Crédito: Getty Images

 

A partir desse relato, os investigadores deduziram que, ao invés de tomar o caminho que tinha dito ao tio, Peg caminhou até os pés da placa de Hollywoodland, subiu as escadas até o topo da letra H e, então, pulou. A causa da morte, segundo o médico legista, foram as “múltiplas fraturas na pelve”.

Peg foi cremada no dia 20 de setembro, em Hollywood. Posteriormente, as cinzas da jovem foram levadas até Ohio para, então, serem enterradas ao lado do pai no cemitério de Oak Hill, no dia 5 de janeiro de 1933.

Anos depois, aproximadamente 100 pessoas prestaram uma homenagem no aniversário da morte de Peg, em 2014. Se reuniram no estacionamento do Beachwood Market, em Hollywood, e assistiram à uma sessão ao ar livre de Treze Mulheres, que foi lançado após a morte da atriz, em outubro de 1932.


++ Caro leitor, se você sente que precisa de apoio emocional ou tem percebido sinais de depressão entre em contato gratuitamente com Centro de Valorização da Vida através do número 188. O serviço conta com voluntários treinados para ajudá-lo da melhor maneira.