Matérias » Coreia do Norte

O ‘vilarejo socialista ideal’ construído por Kim Jong-un

A Coreia do Norte ergueu uma cidade planejada que afirma ser o "epítome da civilização moderna"

Isabela Barreiros Publicado em 18/11/2021, às 10h21

A cidade de Samjiyon, na Coreia do Norte
A cidade de Samjiyon, na Coreia do Norte - Divulgação/Youtube/NK News

Kim Jong-un foi, em 2019, até à região próxima do Monte Paektu para inaugurar uma cidade planejada conceituada por ele como um “vilarejo socialista ideal”. Batizada de Samjiyon, a mídia norte-coreana a descreveu como "epítome da civilização moderna".

A cidade foi construída nas proximidades da montanha considerada sagrada no país, também local onde o pai do atual líder da nação asiática, o ditador Kim Jong-il, teria nascido.

Localizada ao norte do território governado por Kim Jong-un, a construção é uma das mais importantes e ambiciosas do governo. A cerimônia de lançamento do “vilarejo” aconteceu em 3 de dezembro de 2019 e contou com fogos e corte de fita vermelha.

O Líder Supremo fez uma série de visitas ao local desde 2018, quando as obras começaram a ser pensadas para a região. Desde então, o que havia ali foi reformado, visto que já existia uma pequena vila.

Prédios na cidade de Samjiyon / Crédito: Divulgação/Youtube/NK News

 

Como relata Colin Zwirko, correspondente do site NK News especialista em Coreia do Norte à BBC, houve uma mudança na cidade na cidade após o ditador norte-coreano anunciar o enorme projeto pensado para criar uma espécie de "modelo".

Segundo ele, algumas construções que já existiam no local foram reformadas, outros prédios acabaram sendo demolidos, enquanto outros edifícios foram substituídos por novos durante o empreendimento.

'Cidade socialista utópica'

De acordo com a TV estatal norte-coreana KCNA, Samjiyon pode acomodar cerca de 4 mil famílias, mesmo que seja extremamente pequena, tendo apenas 2 ou 3 km de distância para cada direção — é possível atravessá-la apenas caminhando.

Durante a obra, mais de 450 prédios teriam sido reconstruídos pelo governo, entre eles prédios industriais e de lazer, resultando em uma "mudança drástica" que projetou uma "cidade socialista utópica", segundo a emissora da Coreia do Norte.

Estátua do Líder Supremo no vilarejo / Crédito: Divulgação/Youtube/NK News

 

Hoje, o “vilarejo” conta com estruturas novas como apartamentos e locais para lazer como uma estação de esqui e um estádio, por exemplo, enquanto novos estabelecimentos ainda estão sendo construídos nas novas fases de desenvolvimento da cidade.

"Hoje aparenta ter fachadas limpas e bonitas, prédios distintos e bem projetados que não se parecem com os de nenhuma outra cidade na Coreia do Norte", explica Zwirko. "Alguém que viaje para os arredores de Samjiyon não irá se deparar com áreas menos preservadas longe da avenida principal, como é o caso da capital Pyongyang e de outras cidades."

Estabelecimento na cidade norte-coreana / Crédito: Divulgação/Youtube/NK News

 

Na época, durante o discurso tradicional de ano novo, Kim Jong-un falou sobre a inauguração de Samjiyon e a classificou como um "vilarejo socialista ideal". "O partido todo, o exército todo, e todas as pessoas devem transformar Samjiyon em um modelo de cidade montanhosa moderna, um vilarejo socialista ideal", completou.

Trabalho forçado e mais obras

Samjiyon é considerada uma “cidade-modelo” norte-coreana. Sua construção foi feita a partir de muito investimento, embora não se saiba exatamente quanto, e o governo realizou as obras "mesmo sem recursos e sem acesso a melhores materiais de construção graças às sanções”, segundo Zwirko.

Kim Jong-un durante a cerimônia de inauguração do local / Crédito: Divulgação/Youtube/NK News

 

O especialista destaca ainda que foram observados “indícios de trabalho forçado, de civis trabalhando sem pagamento no projeto”. "A imprensa estatal até se vangloria do trabalho, mas eles dizem que foi trabalho de 'voluntários'”, apontou.

As obras ainda não foram totalmente finalizadas e ainda não se sabe se pessoas mudaram para a cidade, visto que ela ainda não está pronta. Na última terça-feira, 17, o Líder Supremo foi visto no local para inspecionar a terceira e última fase de construção.

A expectativa é que o “vilarejo” modelo fique pronto até o final deste ano.


+Saiba mais sobre a Coreia do Norte por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Pyongyang. Uma Viagem a Coreia do Norte, de Guy Delisle (2017) - https://amzn.to/35DOaDg

Coreia do Norte: a última Dinastia Kim, de José Manuel Duarte de Jesus (2018) - https://amzn.to/3fEAkoO

A acusação: Histórias proibidas vindas da Coreia do Norte, de Bandi (2018) - https://amzn.to/35IBiLS

Viagens aos Confins do Comunismo, de Theodore Dalrymple (2017) - https://amzn.to/2WAm3AB

Desafio ao poder: uma história de amor e espionagem na fechada Coreia do Norte, de Adam Johson (2017) - https://amzn.to/2LcnP5U

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W