Matérias » China

Ofertas recusadas: A intrigante história da mulher que mora entre duas pistas da ponte Haizhuyong

O caso foi amplamente repercutido em 2020, após a chinesa rejeitar vender sua casa para o governo

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 11/07/2021, às 09h00

Vista aérea da casa localizada entre duas pistas da ponte Haizhuyong
Vista aérea da casa localizada entre duas pistas da ponte Haizhuyong - Divulgação / Youtube / South China Morning Post

Em 2020, uma mulher viralizou nos noticiários internacionais, após se recusar a vender sua casa para o governo da China. Conhecida pelo sobrenome Liang, a proprietária do imóvel não teria aceitado as ofertas das autoridades chinesas de trocar seu lar por outra casa próxima a um necrotério. 

Ofertas recusadas 

Na época, o tabloide britânico The Sun revelou que a propriedade possui 40 m² e está situada entre duas pistas da ponte Haizhuyong, localizada na província de Guangdong, ao sul da China.

Localizado no meio de uma ligação de tráfego de quatro pistas, o imóvel de um andar pertence à proprietária Liang, que na época, disse à imprensa não ter aceitado as ofertas do governo

A chinesa alegou, ainda, que as autoridades teriam lhe oferecido uma casa ao lado de um necrotério, fato que não teria lhe agradado em nada. 

"Você acha que este ambiente é ruim, mas eu sinto que é tranquilo, libertador, agradável e confortável", disse ela.

O desfecho 

Conforme a publicação da Band, de 2020, a proprietária chinesa teria afirmado estar contente com a sua decisão e sabia que teria que lidar com as consequências de suas ações. 

Casa localizada entre duas pistas da ponte Haizhuyong / Crédito: Divulgação / Youtube / South China Morning Post

 

Na época, o governo chinês comunicou à imprensa que teria oferecido outras possibilidades de imóveis para a mulher, mas Liang teria rejeitado todas as propostas feitas. 

De acordo com a Band, as autoridades disseram, ainda, que das 47 famílias que moravam na região, somente Liang teria recusado as ofertas do governo. 

Segundo o portal de notícias ND Mais, mesmo após uma briga jurídica, a mulher continuou vivendo no meio do viaduto, localizado na província de Guangdong, ao sul da China.


+Saiba mais sobre a China por meio de obras disponíveis na Amazon:

Mao's War Against Nature: Politics and the Environment in Revolutionary China, de Judith Shapiro (2001) - https://amzn.to/2Hmnv2o

Mao: A história desconhecida, de Jon Halliday e Jung Chang (e-book) - https://amzn.to/2oXZskY

A Extraordinária História da China, de Sérgio Pereira Couto (e-book) - https://amzn.to/2sPnOPN

The Archaeology of Early China: From Prehistory to the Han Dynasty (Edição Inglês), de Gideon Shelach-Lavi (e-book) - https://amzn.to/35ts58I

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W