Matérias » Família Real Britânica

Os hábitos por trás da longevidade de Elizabeth II

Tanto ela quanto Philip quebraram recordes na história da monarquia britânica pelas idades avançadas que alcançaram

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/04/2021, às 08h00

O agora falecido Príncipe Philip ao lado da rainha Elizabeth
O agora falecido Príncipe Philip ao lado da rainha Elizabeth - Getty Images

Nessa sexta-feira, 9, a Inglaterra foi abalada com a morte do Príncipe Philip, o marido da Rainha Elizabeth II. Ele tinha 99 anos de idade, de forma que pode-se dizer que desfrutou de uma vida longa, além de, segundo o comunicado do Palácio de Buckingham, ter sido capaz de “falecer pacificamente”, que são desejos universais. 

De acordo com o site da NBC News, Philip também foi o consorte de um monarca britânico que serviu durante mais tempo. O príncipe não é o único a impressionar com a longevidade que foi capaz de alcançar. Elizabeth II, atualmente com 94 anos, também é a figura com o reinado mais longo da história da Família Real Britânica, e a chefe de estado mais velha da atualidade. 

Entenda abaixo alguns dos segredos por trás da saúde do casal real!

Passando longe dos vícios 

Muitos membros da monarquia britânica cultivaram hábitos tabagistas que os levaram a desenvolver problemas sérios mais tarde na vida, de acordo com uma reportagem recente do site National Post. 

Os reis George V, Edward VII e Edward VIII, por exemplo, antecessores da monarca atual, padeceram por conta de complicações relacionadas ao tabaco. É esse também o caso para boa parte do círculo familiar próximo de Elizabeth II.

Não é à toa que fosse avessa ao cigarro desde jovem, tendo por exemplo sido o motivo pelo qual o próprio Príncipe Philip abandonou esse hábito após casar-se com ela, segundo repercutido pela revista Marie Claire. 

Elizabeth e Philip durante cerimônia de casamento / Crédito: Divulgação  

 

Rotina de exercícios e dieta colorida 

Também traçando um caminho oposto aos antepassados, a Família Real atual é conhecida por praticar exercícios nas imediações dos seus castelos. Personalidades históricas famosas, como o Rei Henrique VIII e a Rainha Vitória, seriam consideradas obesas nos dias atuais, estado alcançado não apenas por conta de seus constantes banquetes, mas pelo estilo de vida sedentário que acabaram adotando mais para o fim de suas vidas. 

Assim, a realeza dos dias de hoje realiza caminhadas, pescas esportivas e outras atividades. Philip, em particular, foi jogador de pólo na juventude, e também é conhecido por sua paixão por competições de condução de carruagem.

Existe inclusive um livro que foi lançado em 1994 pelo consorte falecido, em que ele dá diversas dicas para aqueles que querem conduzir carruagens de forma competitiva. 

Philip em uma competição de condução de carruagem em 2005 / Créditos: Getty Images 

 

Ainda de acordo com o National Post, outro aspecto importante que contribui para a saúde da Família Real hoje é o consumo de pratos que incluem vegetais frescos colhidos nos terrenos mantidos pela realeza. Eles também evitam alimentos processados, preferindo as opções orgânicas. 

Melhor prevenir que remediar 

Um último hábito importante mantido pela monarquia britânica hoje é de fazer consultas médicas preventivas, assim identificando seus problemas de saúde precocemente, e os tratando antes que eles adquiram um caráter mais sério. 

Claro, alguns desses aspectos listados são consideravelmente facilitados diante dos recursos financeiros da Família Real, como a possibilidade de comer frutas e vegetais colhidos especialmente para eles, e o acesso aos mais capacitados profissionais de saúde.


+Saiba mais sobre o tema através de grandes obras da Amazon: 

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7